Pesquisa revela que Terça-Feira é o melhor dia para procurar emprego e enviar currículos.

Você que está procurando um emprego, deve se perguntar: quando é o melhor dia para se enviar currículos?

Pois bem, uma pesquisa feita pelo SmartRecruiters e posteriormente publicada no Business Insider aponta que os melhores dias para se procurar um emprego e enviar o seu currículo é entre terça e quarta, o meio da semana. Ficar em busca de trabalho na sexta ou na segunda, segundo o estudo, não é lá muito produtivo.

O estudo examinou uma seção transversal de maneira aleatória de mais de 270 mil vagas de emprego. O que ficou constatado é que a terça-feira é o dia em que as empresas mais publicam as vagas e anúncios de empregos.

A pesquisa aponta que as chances de encontrar uma vaga, ou ainda fazer cadastro para vagas que surgem, são mais elevadas na terça (em 20%) e na quarta (19,5%). Já na sexta-feira e domingo, até de maneira óbvia, esse percentual é bem reduzido.

O gráfico que foi publicado no estudo dá conta que quase 60% das vagas de emprego são anunciadas entre segunda e quarta, com a terça tendo mais atividade no segmento.

A publicação da SmartRecruiters aponta que as pessoas que se candidatam para uma vaga quando a mesma acabou de abrir tem maiores chances de serem chamados para entrevistas. Quanto maior o tempo que a vaga está em aberto, maior a concorrência. Outro dado interessante da pesquisa é que às 11 horas da manhã é o horário mais popular para as companhias abrirem as chances de emprego nesses dias.

Erros na Hora de Procurar Emprego:

  • Não mande o seu currículo diversas vezes na mesma empresa: Não vai adiantar nada você enviar para vários setores e funcionários da companhia que você anseia uma vaga. Os especialistas chamam isso de pulverização. O ideal é o candidato acessar o canal certo para enviar o seu currículo. O e-mail do departamento de seleção, redes sociais, site da empresa, são alguns dos locais mais apropriados para o envio. Não tenha uma exposição negativa no envio de seus predicados.
  • Esteja sempre preparado: Não vá até uma entrevista sem saber um pouco que seja sobre a companhia e o segmento em que pretende atuar. A internet é um caminho grande que você poderá encontrar muitas informações que lhe ajudarão no momento da conversa com a empresa. Por vezes, o candidato faz a pesquisa destes dados, mas pegam informações que não são úteis para a entrevista, esquecendo de observar os pontos realmente fortes que podem fazer diferença na empresa. Tendo boas informações sobre a companhia será um grande passo para conquistar o recrutador no momento da sua entrevista. Saber um pouco sobre os seus concorrentes também é importante. 


Confira aqui algumas Dicas de como fazer um Currículo para o Primeiro Emprego.

Todo candidato a uma vaga de emprego sabe que é de fundamental importância apresentar um bom currículo, que seja claro, objetivo e apresente suas qualidades profissionais, além de sua experiência, de forma que consiga chamar a atenção do recrutador.

O problema é quando se trata do primeiro emprego, pois neste caso o candidato não tem muito o que informar, mas saiba que mesmo assim, é possível e também é preciso, que se apresente um bom currículo e você vai descobrir agora como fazer!

Para começar, você deve ter em mente que todo currículo deve ser objetivo. Por não ter muito o que colocar em seu currículo, os candidatos sem experiência profissional acabam colocando muita informação desnecessária, achando que isso irá tornar o currículo mais "bonito", mas é um grande engano. O recrutador não tem tempo a perder, são muitos currículos, então você terá pouco tempo para convencê-lo de que é o candidato ideal à vaga, então prepare o currículo sempre de forma objetiva, mesmo quando é para se candidatar ao primeiro emprego.

Nos "dados pessoais" você deverá informar apenas o seu nome, data de nascimento, estado civil e contatos. Nunca insira foto em seu currículo, somente quando a empresa informar no anúncio que é para enviar anúncio com foto e neste caso, que seja uma foto adequada, nada de selfie ou você com os amigos.

No campo "objetivo" você deverá ser o mais direto possível, informando que tem interesse pela vaga e total disposição de horário, além de estar disposto a contribuir com a empresa, crescer profissionalmente e investir em sua carreira, vindo a se tornar cada vez mais útil à empresa.

No campo "qualificações" é onde você deverá caprichar mais, porém, nada de mentiras! Você deve informar todas as suas qualidades, principalmente aquelas que contribuirão para o melhor desempenho do trabalho oferecido. Se você é uma pessoa pontual, comprometida, responsável, atenta, focada, que gosta de contribuir com outras pessoas e está sempre procurando fazer suas tarefas da melhor forma possível, este é o momento para informar tudo isto.
Se você tem curso de informática, algum curso profissionalizante, se domina outro idioma, informe-os também.

Claro que você não vai ter como preencher o campo onde se deve relatar a "experiência profissional", mas não se preocupe com isto, pois quando o recrutador ver sua idade, ele já irá deduzir que você está em busca do primeiro emprego e se ele quis ler o seu currículo é porque você tem chances. Então, neste campo é importante que você informe algum serviço que já fez como voluntariado. As empresas estão valorizando muito isto hoje em dia.

Mas e se o jovem ainda não vez nenhum voluntariado? Então é bom fazer, porque seu currículo vai estar lado a lado com currículos de vários jovens que certamente já fizeram algum serviço neste sentido e se você quer ter chances no mercado de trabalho é melhor começar, desde agora a investir em você mesmo.

O que não pode é ficar de braços cruzados, reclamando que as empresas não dão oportunidade a quem não tem experiência, pois elas dão sim, só que há muitos jovens buscando o primeiro emprego que já fizeram vários serviços voluntários, se você ainda não fez nenhum, com certeza terá muito mais dificuldade de conseguir sua primeira vaga no mercado de trabalho.

No campo de "experiência profissional" você poderá inserir também algum serviço que tenha feito, mesmo que de forma informal, por exemplo, um serviço que tenha feito com seu pai, com algum amigo, etc.
Estes "bicos" são valorizados sim, pelos recrutadores.

E lembre-se de ser objetivo e sincero, pois você pode sim, dizer que está buscando o primeiro emprego e que está disposto a contribuir com a empresa, além de batalhar para seu crescimento profissional, sempre realizando cursos profissionalizantes.

As empresas buscam pessoas criativas, dispostas, que querem crescer e contribuir com o crescimento da empresa, então monstre que você é esta pessoa.

Por Russel


Deve ser abordada no currículo as áreas de conhecimento, as habilidades e as principais competências do candidato a Menor Aprendiz.

Muitas vagas para Menor Aprendiz são abertas durante todo o ano por empresas de pequeno, médio e de grande porte. A maioria das propostas é direcionada para estudantes que procuram o seu primeiro emprego.

Para conseguir conquistar uma vaga como essa, o aluno precisa ter em mente que o currículo deve ser bem elaborado, e aqui vamos mostrar qual é a maneira correta de informar seus dados pessoais, quais são as características que podem agregar na empresa, entre coisas do mesmo gênero.

No currículo de um Menor Aprendiz é necessário escrever, de maneira clara, quais são as áreas de conhecimento, quais são suas habilidades e principais competências.  

Todas essas informações são consideradas como as mais relevantes na hora de chamar a atenção do recrutador, pois os candidatos normalmente não têm experiências anteriores, e são as suas qualificações que vão os diferenciar um do outro.

Começo do Currículo:

Logo no começo do documento informe seu nome completo, sua idade, data de nascimento, endereço, e-mail e os principais telefones de contato.

Formação Acadêmica:

Na sequência, informe qual é o grau de escolaridade. Caso não tenha concluído o ensino médio, informe onde estuda e o horário. Nesse espaço você pode dizer qual a disponibilidade de horário, e se pode realizar viagens ou mudanças.

Objetivo Profissional: Jovem ou Menor Aprendiz.

Resumo de Qualificações Profissionais:

Descreva quais são suas qualificações profissionais, qual a área que tem interesse em atuar, como por exemplo, o departamento administrativo, quais são suas aptidões, habilidades e áreas de conhecimento.

Cursos Extracurriculares:

Caso tenha feito algum curso que pode agregar o documento não deixe de informar. Os principais cursos que devem ser realizados por um menor aprendiz são de informática e idiomas.

Por Yasmin Fernandes Robles





CONTINUE NAVEGANDO: