Diversos fatores podem levar a uma demissão por justa causa e prejudicar a carteira de trabalho do profissional.

Ser demitido é um acontecimento natural na vida de qualquer trabalhador, mas a demissão por justa causa é uma anotação na carteira, que pode “sujar” completamente a carteira de trabalho do trabalhador. A justa causa é uma anotação que indica que o trabalhador teve um comportamento inadequado ou rompeu com alguma regra de conduta essencial na empresa.

Você sabe quais os principais fatores que podem levar a uma demissão por justa causa? Confira abaixo:

1 – Indisciplina:

Insubordinação às normas da empresa ou atos constantes de indisciplina. É preciso estar bem atento às regras comportamentais de cada empresa.

2 – Desleixo:

Atrasos constantes, faltas não justificadas constantes e produtividade baixa. Esses fatores demonstram que o funcionário não tem comprometimento com o trabalho e se recorrentes podem levar à demissão por justa causa.

3 – Abandono de trabalho:

É caracterizado pela falta do funcionário por 30 dias seguidos ou pela sua ausência ao final de algum benefício previdenciário.

4 – Prisão:

Se o funcionário for condenado à prisão, em regime fechado, e com pena que não cabe mais recurso, seu empregador poderá lhe demitir por justa causa.

5 – Embriaguez:

O funcionário que apresenta embriaguez comprovada durante o expediente de trabalho também está sujeito à demissão por justa causa, amparada por lei.

6 – Falta de discrição:

Se o funcionário divulga informações confidenciais sobre a empresa, que tragam prejuízo ou qualquer outro tipo de dano, a empresa pode também lhe demitir por justa causa. Por outro lado, segredos pessoais dos gestores não configuram motivo por justa causa.

7 – Agressão:

A agressão a qualquer colega ou superior dentro ou fora do ambiente de trabalho é considerada falta grave e é amparada por lei a demissão por justa causa nesses casos. Não é preciso que haja ferimento ou lesão corporal. Se um colega esmurrar o outro e houver testemunhas a justa causa se aplica.

8 – Jogos de azar:

Poucas pessoas sabem, mas jogar baralho ou os considerados “jogos de azar” pode ser considerada falta grave e levar à dispensa do empregado, por justa causa, desde que a produtividade do trabalho seja atingida.

Pequenos detalhes podem fazer a diferença entre uma demissão comum e uma por justa causa. É preciso estar atento e conhecer seus direitos. Caso você esteja sob o risco dessa anotação na carteira de trabalho, o aconselhável é que a lei seja consultada para esclarecer alguma possível dúvida.

Para que o risco da justa causa passe bem longe de sua carteira de trabalho, basta tomar os cuidados necessários e efetuar sua função com responsabilidade.

Por Patrícia Generoso





CONTINUE NAVEGANDO: