Programa de Jovens Profissionais da Organização das Nações Unidas (ONU) 2015 . Inscrições Abertas

A Organização das Nações Unidas (ONU) está com as inscrições abertas para o seu Programa de Jovens Profissionais, que é voltado para as áreas de administração, finanças, direito, informação pública, assuntos sociais e estatística.

Os interessados devem ter 32 anos ou menos até o fim de 2015 e ser fluente na língua inglesa ou francesa. Além disso, é preciso ser cidadão dos países que integram a lista do programa, que pode ser acessada clicando neste link: http://migre.me/qrNYY.

As inscrições para essa oportunidade permanecem abertas somente até o dia 23 de agosto e muda conforme a área do programa. Até o dia 19 de julho ficam abertas as inscrições para administração. Até o dia 26 de julho ficam abertas as inscrições para finanças. Até o dia 2 de agosto as inscrições abertas são para estatística. Até o dia 9 de agosto as inscrições são para Informação Pública. Até o dia 16 de agosto estão abertas as inscrições para Assuntos Sociais. Por fim, até o dia 23 de agosto serão recebidas as inscrições para direito.

O teste para participar do programa está previsto para a data provável de 15 de dezembro. Que tal participar desta oportunidade? Então, clique neste link http://migre.me/qrObs.

Que tal conferir algumas dicas para ir bem na prova?

  • Leia todo o programa com atenção e fique atento ao período de inscrição, para não perder a data.
  • Faça um planejamento de estudo no seu tempo disponível diário e concentre-se em aprender o conteúdo com calma, ou seja, absorvendo e entendendo o que está sendo lido.
  • Durante os estudos, foque a sua atenção na leitura e deixe os outros problemas de lado. Dê o seu melhor, para aprender a disciplina da melhor forma.
  • Invista em técnicas de estudo como, por exemplo, revisão, mapas mentais, resumos, entre outras. Procura estudar também nos intervalos do seu dia a dia, como nas filas de banco, ônibus, metrô, entre outros.
  • Faça muita resolução de questão, para fixar e manter o conteúdo na sua mente. Foque em revisões teóricas também.
  • No dia da prova, mantenha a calma, tranquilidade e acredite no seu potencial para fazer as coisas acontecerem na sua vida. Boa sorte e sucesso!

Por Babi


Pesquisa revela que Terça-Feira é o melhor dia para procurar emprego e enviar currículos.

Você que está procurando um emprego, deve se perguntar: quando é o melhor dia para se enviar currículos?

Pois bem, uma pesquisa feita pelo SmartRecruiters e posteriormente publicada no Business Insider aponta que os melhores dias para se procurar um emprego e enviar o seu currículo é entre terça e quarta, o meio da semana. Ficar em busca de trabalho na sexta ou na segunda, segundo o estudo, não é lá muito produtivo.

O estudo examinou uma seção transversal de maneira aleatória de mais de 270 mil vagas de emprego. O que ficou constatado é que a terça-feira é o dia em que as empresas mais publicam as vagas e anúncios de empregos.

A pesquisa aponta que as chances de encontrar uma vaga, ou ainda fazer cadastro para vagas que surgem, são mais elevadas na terça (em 20%) e na quarta (19,5%). Já na sexta-feira e domingo, até de maneira óbvia, esse percentual é bem reduzido.

O gráfico que foi publicado no estudo dá conta que quase 60% das vagas de emprego são anunciadas entre segunda e quarta, com a terça tendo mais atividade no segmento.

A publicação da SmartRecruiters aponta que as pessoas que se candidatam para uma vaga quando a mesma acabou de abrir tem maiores chances de serem chamados para entrevistas. Quanto maior o tempo que a vaga está em aberto, maior a concorrência. Outro dado interessante da pesquisa é que às 11 horas da manhã é o horário mais popular para as companhias abrirem as chances de emprego nesses dias.

Erros na Hora de Procurar Emprego:

  • Não mande o seu currículo diversas vezes na mesma empresa: Não vai adiantar nada você enviar para vários setores e funcionários da companhia que você anseia uma vaga. Os especialistas chamam isso de pulverização. O ideal é o candidato acessar o canal certo para enviar o seu currículo. O e-mail do departamento de seleção, redes sociais, site da empresa, são alguns dos locais mais apropriados para o envio. Não tenha uma exposição negativa no envio de seus predicados.
  • Esteja sempre preparado: Não vá até uma entrevista sem saber um pouco que seja sobre a companhia e o segmento em que pretende atuar. A internet é um caminho grande que você poderá encontrar muitas informações que lhe ajudarão no momento da conversa com a empresa. Por vezes, o candidato faz a pesquisa destes dados, mas pegam informações que não são úteis para a entrevista, esquecendo de observar os pontos realmente fortes que podem fazer diferença na empresa. Tendo boas informações sobre a companhia será um grande passo para conquistar o recrutador no momento da sua entrevista. Saber um pouco sobre os seus concorrentes também é importante. 


Mudar de emprego requer muitos cuidados. Confira algumas dicas do que analisar antes de optar por trocar de trabalho.

Com a crise econômica que temos passado, está cada vez mais difícil encontrar uma nova oportunidade de emprego. Apesar disso, muita gente que atualmente está empregada está insatisfeita e quer mudar de emprego, mas será que este é o momento certo para isso? Primeiramente, saiba que mesmo com a economia instável, muitos profissionais buscam novas oportunidades para aumentar seus conhecimentos e até mesmo para conquistar melhores posições de trabalho. Apesar disso, antes de trocar de emprego o profissional precisa analisar várias coisas para não acabar se arrependendo da decisão. Mas afinal de contas, o que deve ser levado em consideração antes de você mudar de emprego? Se você também tem esta pergunta, confira agora o que você deve analisar antes de buscar novos rumos:

Primeiramente o profissional precisa analisar o propósito da nova empresa e se ela oferece oportunidades de desenvolvimento. Ninguém quem mudar de trabalho e acabar descobrindo mais tarde que sua antiga empresa teria muito mais oportunidades para crescer do que a atual. É preciso analisar também se a nova empresa busca construir um legado que agregue competências para as gerações futuras e também para ela própria.

Outro ponto a ser analisado é com relação à Cultura Corporativa. É preciso que a nova empresa seja coerente e pratique tudo o que prega. É importante lembrar que a falta de sintonia entre o discurso pregado pela empresa e a realidade pode desmotivar o profissional e levar este a repensar a sua permanência na empresa.

Outra coisa que deve ser analisada pelo trabalhador é a Remuneração e os Benefícios. Dificilmente um trabalhador irá querer receber um salário muito menor do que o que recebia na empresa antiga. Já se dispuser a isso, é bem provável que depois de um certo tempo o profissional fique um pouco desmotivado por receber menos. É preciso analisar ainda os benefícios oferecidos, muitas vezes uma previdência privada, ações da empresa, bônus ou até mesmo um carro da companhia podem servir de fator compensador para o profissional.

O profissional interessado em mudar de emprego também precisa analisar se nesta nova oportunidade ele terá tempo para conciliar a vida profissional e pessoal. É muito importante que a pessoa consiga conciliar de maneira equilibrada as duas coisas, pois somente assim conseguirá se manter motivado e comprometido para exercer as suas atividades.

É preciso avaliar também o perfil de seu chefe. Procure trabalhar com gestores que incentivam, ensinam, apoiam e impulsionam o trabalhador a tomar suas próprias decisões. É preciso considerar ainda que geralmente as pessoas que buscam trocar de emprego possuem um perfil mais aberto a mudanças, que buscam novos conhecimentos e que também gostam de desafios e do desconhecido. Devido a isso, os líderes inspiradores são os que mais agradam e retém este tipo de profissional.

É preciso buscar também oportunidades que oferecem crescimento profissional. Poder enxergar possibilidades de evolução técnica e econômica fazem com que o profissional tenha mais satisfação e motivação para seguir dentro da empresa.

Por fim, o profissional também precisa analisar a autonomia que terá dentro da empresa. Atualmente, muitas empresas trazem consigo regras que podem desagradar o funcionário. Portanto, é bom que o profissional que deseja trocar de emprego analise bem todas as regras da empresa para ver se irá se encaixar a elas. Além disso, o trabalhador deve priorizar empresas que possibilitam que o funcionário possa romper com os paradigmas e trazer novas soluções para a companhia. 


Você já sabe quanto vai pedir no momento da negociação? Confira nesta matéria boas dicas para seguir uma conversa em que o final seja bom para o candidato e a empresa.

Você está prestes a ter uma entrevista de emprego e uma das coisas mais importantes que você irá abordar é sobre a questão salarial da vaga. Quando o recrutador telefona em uma pré-entrevista, por exemplo, ou mesmo já na visita presencial, eles vão questionar quanto almeja ganhar e quanto você estava ganhando em outro trabalho.

Nesta matéria você contará com algumas dicas sobre o que fazer no momento em que tratar de questões salariais na entrevista de emprego.

Sempre é bom estar preparado

O candidato deve fazer uma pesquisa de mercado. Uma empresa poderá oferecer um salário abaixo daquilo que é praticado no mercado. É muito importante saber dos valores que são praticados na profissão que você exerce e isso pode ser um bom argumento na hora da entrevista.

Ele deverá ter em mente as suas necessidades e apontar um nível para o seu salário, além dos benefícios que a empresa poderá oferecer. Observe bem se tudo o que está incluso vai atender às suas expectativas e que isso não trará problemas num futuro próximo. A sua proposta deverá ter embasamento, como a sua experiência e qualidade.

Faça um estudo sobre a empresa em questão, os valores que ela cultua e toda a sua cultura. O interesse que você mostra frente a empresa pode ser um fator que influencie na decisão. A preparação também está no aprimoramento do profissional com os cursos, pós-graduação, palestras, MBA, entre outros. Esse será um candidato que estará na frente de seus concorrentes e será mais valorizado.

Valorização pessoal

Você está sendo avaliado, mas é sempre bom mostrar qual é o seu objetivo profissional e ter um planejamento para com as suas necessidades. O seu planejamento sendo feito de forma adequada, você poderá contar com um trabalho melhor e um salário maior.

Tenha pulso firme

Muitos recrutadores e negociadores podem tentar se livrar de propostas salariais que eles pensem que não são boas. Você deve fazer uma oferta razoável e que seja apropriada. A outra parte deverá dar uma razão boa para que você mude de opinião. Obviamente, esteja aberto para conversa.

Prudência sempre é bom!

A sua proposta deve ficar na sua mente e a intenção é achar um norte que agrade as duas partes envolvidas. Caso a discussão mostre que está longe de conseguir um acordo, tenha uma contra-proposta. Uma solução deve ser criada e não uma guerra entre as partes.

Uma boa dica de prudência é deixar a negociação de salário para o final da entrevista.  A conversa sobre outros assuntos deve acontecer tranquilamente e você deve conquistar o seu empregador para depois falar dos valores.

Tenta oferecer destaque para suas experiências de sucesso

Quando você é aprovado na seleção, as condições de trabalho serão o próximo passo da conversa. É muito bom você destacar os seus feitos que deram relevância na sua carreira. Desafios que conseguiu superar e a importância que teve na estratégia de outras empresas e trabalhos que participou.

Sempre pense primeiramente na empresa

Quando a pessoa que está fazendo a entrevista lhe faz uma proposta de salário, o candidato deve fazer uma revisão de sua proposta que está em mente. É necessário fazer uma comparação do valor que foi oferecido com a faixa salarial que o mercado paga e assim chegar a uma conclusão.

Já sabe o quanto vai pedir?

O candidato deve deixar claro que sabe o quanto é a faixa salarial do mercado. Uma boa dica é dar uma resposta sobre o quanto quer, sendo ela mais ampla possível, sem dar um valor mais específico.

O recrutador deverá saber que o candidato vai escutar e entender o que a empresa tem em mente para buscar uma solução viável para os dois lados. O trabalho em conjunto nesse momento é importante para o consenso ser encontrado. Não dê ultimatos ou coisas do tipo.

Tenha critério

Uma pessoa será mais facilmente persuadida se a sua proposta apresentar um critério objetivo. Aborde temas como pagamento pela competência, pela sua experiência ou no tempo que está na “casa”.

Reflita e partcipe de mais processos seletivos

Depois da reunião, sempre faça uma reflexão sobre os pontos positivos e negativos que teve. Quando você participa de mais processos de seleção, os salários que são oferecidos servem como um bom argumento na negociação. Tenha foco no que quer e esperamos que as dicas lhe ajudem na sua próxima negociação. 


Pesquisa do LinkedIn revela que Salário é o principal fator analisado pelos trabalhadores que querem mudar de emprego.

Na hora de mudar de emprego, o principal item avaliado pelos profissionais é o Salário, pelo menos é isso o que revela a Pesquisa de Tendências e Talentos realizada pela rede social LinkedIn.

Segundo a pesquisa, 49% dos entrevistados brasileiros responderam que a remuneração é o principal motivo que os levariam a trocar de emprego. Já em segundo lugar com 43%, ficou o desenvolvimento profissional. Outro motivo bastante citado na hora de trocar de emprego foi as oportunidades de avanço na carreira, com 41%.

Não bastasse isso, a pesquisa também revelou que grande parte dos brasileiros é apena candidato passivo, ou seja, não está procurando emprego, mas aceitariam conversar com os recrutadores para obter mais detalhes sobre as oportunidades. Neste quesito o número de brasileiros é bem maior do que o Mundial. No Brasil a pesquisa registrou 77%, contra 70% no resto do mundo.

A pesquisa também abordou a questão salarial. Cerca de 60% dos profissionais responderam que confiam no próprio discernimento para determinar um salário justo. Já outros 40% definem o salário de acordo com o cargo anterior.

Outro dado interessante é que boa parte dos brasileiros, para ser mais exato 55%, conta com a ajuda de colegas e amigos para encontrar novas vagas de emprego.

A utilização da internet para buscar emprego também é grande aqui no Brasil. Pela pesquisa, 63% dos entrevistados disseram que utilizam as redes sociais para procurar emprego. Neste quesito o Brasil só perde para Espanha (70%), Chile (68%) e Cingapura (63%). Já o número de entrevistados que acessa sites de emprego chega a 59%.

Com relação à hora da entrevista, a maioria disse que se sente inseguro com relação à vaga e a empresa. Apesar disso, boa parte dos entrevistados (87%) informou que pode mudar de opinião sobre o cargo ou empresa após ter realizado a entrevista. Os brasileiros também consideram a hora da entrevista como algum fundamental e que pode contribuir para a sua decisão de se juntar ou não a empresa.

Outra coisa constatada na pesquisa é que quase todos os brasileiros (94% no total) deseja receber um feedback da empresa sobre a entrevista.

Boa parte dos entrevistados (cerca de 90%) também afirmou que um contato direto do futuro gerente ou do recrutador pode fazer com que ele decida aceitar a oferta de trabalho mais rapidamente.

Por fim, a pesquisa também revelou que os meios mais utilizados pelos brasileiros para aumentar as chances de encontrar uma vaga de emprego são: Atualização do Currículo, Atividades de Desenvolvimento Profissional (como realizar um curso para aprender uma nova função) e Atividades de Networking.

Segundo o LinkedIn, esta pesquisa contou com mais de 20 mil entrevistados em 29 países. Deste total 660 eram brasileiros.


É possível se organizar para ter uma maior disposição no trabalho.

Ter disposição nos dias de hoje é algo cada vez mais difícil, vários fatores nos ajudam a sair do sério, como, por exemplo, congestionamento de trânsito, problemas familiares, problemas de relacionamento, enfim, parece que tudo vem de encontro em nossa mente e nos faz desanimar e ter cada vez menos disposição para trabalhar.

Então se você está sofrendo desse mal, falta de disposição para trabalhar, siga algumas dicas que te ajudarão a ter uma maior disposição no trabalho.

– Procure manter tudo organizado na sua área de trabalho:

Trabalhar num local organizado pode ser muito motivador e pode trazer muita disposição para executar suas atividades, trabalhar num local desorganizado e sujo é desmotivador para qualquer um. Então procure manter seu local de trabalho limpo e organizado para aumentar a sua disposição.

– Estabeleça metas profissionais e pessoais:

Estabelecer metas profissionais e pessoais é uma estratégia importantíssima para ser uma maior motivação no trabalho, pois através dessas metas, você terá um suporte, um alicerce que te sustentará no trabalho e também te auxiliará na motivação em alcançar as metas que você estabeleceu. Estabeleça metas a curto, médio e longo prazo, como cursar uma faculdade, comprar um carro ou construir uma casa, fixe valores e tempo para juntar esses valores, você verá que fazendo isso, você terá uma motivação bem maior para trabalhar.

– Procure ter uma boa noite de sono:

Uma boa noite de sono é algo essencial para a disposição de qualquer pessoa e em relação ao trabalho, isso é comprovado cientificamente, quem dorme bem, é um profissional mais disposto e mais preparado para enfrentar os desafios do dia a dia. Então estabeleça horários e respeite o seu organismo, a dica é dormir entre seis horas e oito horas por dia.

– Alimente-se bem e evite comidas pesadas para trabalhar:

Para trabalhar é preciso estar leve, então evite comidas pesadas que poderão te trazer algum desconforto, dê preferência a frutas e a saladas, pois estes alimentos te farão sentir mais leve e mais disposto, alimentos gordurosos e carregados de temperos e apimentados devem ser evitados.

Enfim, existem muitas outras dicas para aumentar a disposição, como ouvir música, por exemplo, pode ser uma maneira de aumentar o ânimo para trabalhar. Então, siga essas dicas e mão na massa.

Por Rodrigo da Silva Monteiro


As chances são para a capital paulista e pessoas com todos os níveis de escolaridade podem procurar vagas.

Estão sendo ofertados mais de 193 mil empregos através do portal do Ministério do Trabalho e Emprego, o Mais Emprego. As chances são para lotação na cidade de São paulo e contemplam todos os níveis de escolaridade e diversas áreas de atuação.   As chances que estão sendo diponibilizadas são para os postos de cortador de roupas, cozinheiro, mecânico de automóveis, atendente de lanchonete, auxiliar de cozinha, auxiliar de manutenção predial, chefe de serviço de limpeza,costureira, manobrista, auxiliar administrativo, auxiliar de linha de produção, balconista, entre outros cargos. Para estes novos contratados serão oferecidos salários e um pacote de benefícios acorde com o mercado.   

Quem quiser concorrer a uma das 193.423 vagas que estão sendo oferecidas para o Estado de São Paulo, precisará fazer o seu cadastro no site, para o registro são solicitadas algumas informações tais como dados pessoais, formação acadêmica, cursos realizados, experiência laboral ainda que não conste em carteira.  

Este portal do Ministério do Trabalho e Emprego, não se dedica somente ao oferecimento de possibilidades de emprego, como também trata sobre outros assuntos entre os quais possibilita a verificação do seguro desemprego, informa sobre possibilidades me melhoramento do currículo por meio de cursos do Pronatec e fornece informações sobre o abono salarial. Neste site é que são encaminhados os currículos para a participação em seleções, estes resumos são das pessoas que estão recebendo o seguro desemprego, caso o beneficiado se recuse à enviar ter o seu currículo enviado para algum dos processos seletivos detectados como favoráveis à obtenção de um emprego, o benefício será imediatamente suspenso.  

Se você ficou interessado em concorrer a uma das vagas, cadaste o seu resumo profissional no endereço eletrônico www.mte.gov.br se quiser poderá ingressar em www.maisemprego.mte.gov.br e fazer o registro neste site. Todas as informações sobre as diversas seleções e sobre os postos que estão sendo oferecidos podem ser consultados na página web do Ministério ou do Programa.  

Texto de Melina Menezes.





CONTINUE NAVEGANDO: