Processos seletivos para contratação de trainees estão cada vez mais competitivos, e os candidatos precisam demonstrar seus diferenciais para se destacarem.

O processo seletivo das empresas para trainee está cada vez mais competitivo. Alguns contam com milhares de concorrentes e não basta ir bem nas etapas online e ter um bom currículo, é preciso ter desenvoltura nas fases presenciais, quando ocorrem as situações mais difíceis.

Confira as dicas para se dar bem em um processo seletivo de trainee:

– Dê show nas etapas online:

O processo de seleção conta com fases online, que incluem provas de conhecimentos, testes de línguas, entre outros. Leia atentamente o que é pedido no processo, estude para ele e faça uma boa prova.

– Currículo claro:

O seu cartão de visita é o currículo e precisa estar claro. O ideal é fazer um resumo objetivo, utilizando a formatação básica. Dados básicos como nome, idade, endereço, formação acadêmica, idiomas, cursos e experiência prévia (inclui empregos, intercâmbio ou voluntariado) são suficientes para um currículo.

– Conheça a empresa e o mercado:

Vá às etapas presenciais sabendo tudo o que puder sobre a companhia, o mercado de atuação e outras informações importantes sobre o negócio. Procure saber a missão, valores, os concorrentes, produtos que oferecem, posicionamento no mercado, quanto fatura, etc.

– A primeira impressão fica:

Postura, comportamento e até mesmo a roupa que veste influenciam na avaliação de qualquer etapa do processo de seleção. Seja educado com todos os que encontrar, pois nunca se sabe com quem irá cruzar no caminho até a entrevista. Aja com maturidade, evite gírias e demonstre sempre iniciativa. Em relação às roupas, dê preferência as sociais e as cores neutras.

– Como agir na dinâmica?

Mostre-se motivado e interessado durante a dinâmica. Traga suas opções e seja flexível durante esta fase, adotando sempre uma postura de boa política e educação. Na hora de se apresentar, organize um discurso antes, mantendo uma postura séria, com o tom de voz adequado e olhe nos olhos das pessoas quando estiver falando.

– A entrevista:

Nessa fase, o grande segredo é não deixar o nervosismo atrapalhar. Conheça mais sobre a área de atuação, assim é possível transmitir mais segurança. Procure estruturar bem suas respostas e fale sobre suas atuações tanto no trabalho quanto na vida acadêmica. 

Por Ana Rosa Martins Rocha


Após uma entrevista, os candidatos ficam ansiosos esperando uma posição da empresa, nesse momento, é preciso ter frieza, tentar se controlar e saber o que fazer.

Uma entrevista de emprego sempre gera muitas expectativas, mesmo antes de você participar de um processo seletivo. Quando você recebe um contato de uma vaga que está esperando, a ansiedade já começa, e mil e uma coisas passam pela sua cabeça.

Até aí tudo bem, pois você fica especulando como será o processo seletivo, se terá entrevista, dinâmica, testes e todas aquelas etapas que muitas vezes são até cansativas. Pois bem, você passou em todas elas, mas e agora, o que você deve fazer?

Muitos candidatos criam grandes esperanças e deixam o impulso dominar suas ações. Infelizmente nessa hora é preciso usar a frieza e tentar se controlar. Você deve se atentar às palavras do selecionador durante seu último encontro.

Se a pessoa disse que a empresa estipula um prazo para a conclusão do processo seletivo ou a abertura para uma próxima etapa e entrará em contato informando o resultado, aguarde pacientemente esse período, até que entrem em contato.

Caso esse prazo passe e ninguém entre em contato com você, não é muito comum nem recomendado que você entre em contato com a empresa, mas caso queira fazê-lo, tudo bem, você não está quebrando nenhuma regra, e está apenas querendo se informar. Porém, faça esse processo de maneira discreta, se possível por e-mail, caso tenha o da pessoa que te entrevistou. Não envie e-mail para um contato qualquer dentro da empresa, pois muitas vezes a pessoa que o receberá nem sabe que está acontecendo aquele processo seletivo, e pode ser até que seja ela a que será substituída.

Por telefone você também pode entrar em contato, mas de preferência com o número ou ramal direto da pessoa. Seja qual for a sua forma de contato, seja breve e não faça cobranças, apenas peça informações sobre o resultado do processo seletivo e mostre-se calmo e seguro. Se a pessoa não te retornar o contato, não insista, pois provavelmente você não foi aprovado na entrevista.

E se ninguém informou sobre prazos nem passou contatos, como e-mail e telefone, prefira não entrar em contato, pois o selecionador provavelmente não quer ser incomodado.

Por Felipe Villares





CONTINUE NAVEGANDO: