Trainee Movida 2021 – Detalhes, Como se Inscrever

Categorias: 2021 - Movida - Programa de Trainee - Trainee - Trainee 2021

Seleção oferece vagas por todo o Brasil.



A Movida, uma das mais conceituadas locadoras de carros do País, está com processo seletivo aberto para trainee. As vagas são para todo País.

· Conheça as vagas

A movida está oferecendo oportunidades para Trainee em todo Brasil. As vagas são para trabalhar na atividade de Supervisor de Lojas, com atividade voltada para locação de veículo ou venda de seminovos.

A empresa pede curso superior, porém, não especifica o curso, é desejável experiência em vendas. O candidato precisa ter CNH e disponibilidade para trabalhar na escala 6 x 1, disponibilidade para viagens (já que a Movida possui unidades em todo território Brasileiro).

Por ser uma vaga dedicada a atendimento, é imprescindível que o candidato tenha perfil dinâmico, comunicativo e ser proativo. É importante também saber trabalhar sob pressão, pois como supervisor será necessário tomar decisões rápidas, com urgência. A empresa também preza por características como alegria e inovação.



O processo seletivo é composto por testes, dinâmica de grupo e, por fim, entrevista com a área de RH.

A Movida oferece salário fixo mais comissão variável de acordo com que é utilizado pelo mercado. Também são disponibilizados aos funcionários plano de saúde, vale transporte e vale alimentação. A empresa também ressalta que, em caso de transferência de domicílio, existem benefícios específicos para essa mudança.

Vale atentar para o fato que a Movida deixa claro que há grandes chances de efetivação ao final do contrato.

Para se candidatar as vagas acesse: https://movidatrainee.gupy.io

· Conheça a MOVIDA

A Movida foi criada em São Paulo no ano de 2006 com o objetivo de democratizar o serviço de locação de veículos. E obteve sucesso. Rapidamente conquistou uma fatia considerável do mercado no País. Em 2012 a empresa já tinha 29 lojas no Brasil com uma frota de 2.400 carros.

Tanto êxito chamou a atenção do mercado e em 2013 e a empresa foi adquirida pela JSL. A empresa de logística é a maior companhia de logística inbound do País no setor automotivo e investiu de forma contundente na Movida. No ano seguinte, 2014, a empresa já possuía 82 pontos de atendimento e uma frota de 36.875 carros, e chegou ao posto de segunda maior locadora de automóveis do Brasil

Em 2015 o Grupo JSL criou a Movida Participações para gerenciar as operações de locação de Carros, Venda de Seminovos e Gestão de Terceirização de Frotas de veículos leves, porém essa criação já tinha como objetivo a abertura de mercado da empresa, que seria uma operação complexa e audaciosa.

Em 29 de janeiro de 2016 ocorre o registro na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), deixando tudo pronto para a empresa atuar no mercado de capitais, abrindo definitivamente seu capital. A estreia não foi muito boa, na sua primeira oferta de ações em 2017, a Movida começou em queda na bolsa, no primeiro dia os papeis da companhia recuaram mais de 5%. Porém a partir do segundo semestre as ações voltaram a subir e o valor da companhia dobrou após a abertura de capital.

· O mercado de locação no Brasil

O que é mais vantajoso, ter um automóvel ou alugar um veículo? Vários Brasileiros têm feito essa pergunta nos últimos anos. E a dúvida se justifica. Existem estimativas que indicam uma economia de 35% ao locar um carro em detrimento de sua compra. A locação elimina vários gastos como combustível, estacionamento (ou a compra e aluguel de imóveis com garagem o que encarece o valor final), seguro e as despesas normais de manutenção e possíveis falhas mecânicas do carro. Já na locação de veículos o gasto é bem menor e você só utiliza quando necessário. Sem falar que existem planos em que os valores são fixos, o que facilita a previsão de gastos.

Por todos esses motivos o mercado de locação de carros no País passou por uma explosão de crescimento, com ações valorizando mais de 100% na bolsa de valores. Em 2020 esse crescimento parou. Com a chagada da pandemia os negócios coorporativos, como a terceirização de frotas, caíram muito e fez com que as locadoras vissem seu faturamento diminuir, porém as locações individuais cresceram. A expectativa para os próximos meses é de crescimento e recuperação já que a expectativa é que paulatinamente as atividades comerciais retornem com o abrandamento da Pandemia de Covid-19.

Texto: Cíntia Silva



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Posting....