Horas Extras podem Prejudicar Vida Pessoal e Familiar





O dia do trabalho, 1º de maio é comemorado no país com uma bela folga! Mas há mesmo o que ser comemorado?

Atualmente o Brasil apresenta um índice elevado de mão de obra e trabalho formais, com carteira assinada. No entanto, o que se vê são empregados fazendo horas extras, muitas vezes não pagas, devido à pressão da companhia ou do capitalismo selvagem no qual vivemos.




Por lei, um empregado deve descansar pelo menos 10 horas entre o término do dia de serviços e o início do novo dia. O que vemos hoje é a concorrência dentro de grandes empresas dos próprios funcionários, que devem bater metas e por isso acabam sacrificando a vida familiar e pessoal.

Muitas vezes o dinheiro extra chega, mas na maioria dos casos, o empregado que trabalha demais, acaba não tendo um bom desempenho profissional por encontrar-se em situação extrema de cansaço e estresse. É preciso pegar leve para pegar no batente.




Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *