Registrato – Site para Consulta de Valores Esquecidos nos Bancos


Banco Central lança sistema para consulta de valores esquecidos em Bancos.

Nesta última segunda-feira (24) o Banco Central liberou o seu novo sistema, Registrato. Os usuários agora poderão consultar se possuem valores a serem recebidos através deste novo sistema. Qualquer cidadão terá a possibilidade de acessar e conseguir um extrato com todas as informações necessárias a respeito de uma pessoa ou instituição financeira para que sejam avaliados de forma abrangente os recursos destes.


Antes, o sistema só garantia consultas a respeito de dívidas que estavam ainda em aberto ou que foram liquidadas. Também era possível conferir através dele a respeito da abertura de contas, sendo elas tanto ativas como inativas, e remessas de dinheiro vindas diretamente do exterior. Entretanto, com as mudanças recentes o Registrato agora oferece diversas opções de consultas distintas, e as pessoas podem conferir através deste se existem valores que estão classificados como a receber. A informação dada pelo Banco Central é de que bancos e outras instituições financeiras neste momento contam com aproximadamente R$ 8 bilhões que estão parados, esperando somente para que sejam sacados.


Desta forma, ao consultar os valores em questão através do Registrato, os usuários poderão ter muito mais informações aprofundadas. Existem duas formas distintas de realizar o resgate de valores que pode ser conferido através do sistema que o Banco Central criou e agora liberou com diversas funcionalidades distintas. Confira a seguir as formas de realizar os resgastes dos valores em questão:


A primeira forma de realizar o resgate, de acordo com o que foi destacado pela instituição, é através de um Pix. A segunda é informando os dados de contato através do sistema do Banco Central. Caso o cidadão opte pela primeira opção, o cidadão poderá solicitar o resgate diretamente na conta que deverá ser indicada no Registrato. No outro caso, é preciso que o beneficiário informe os seus dados de contato através do sistema, a instituição de pagamento que deseja e também é necessário selecionar o meio de pagamento ou então de transferência que será usado para tal.


O Registrato está neste momento passando por uma fase de aprimoramento, por isso as novidades chegarão cada vez mais com informações a respeito das formas de se utilizar o sistema e novos recursos que estão sendo planejados. A primeira fase do sistema irá divulgar o valor de R$ 3,9 milhões que poderão ser devolvidos aos proprietários tanto de contas correntes como também de poupanças que foram encerradas, mas os valores não foram sacados. Ainda também será destacado a respeito daqueles que geraram cobranças que foram indevidas de tarifas ou de obrigação de crédito relativo ao Termo de Compromisso que é assinado com o Banco Central.

A intenção do Banco Central neste momento é de ampliar a consulta a respeito da devolução dos valores que foram fornecidos relativos a nova funcionalidade em situações específicas que podem ser conferidas a seguir:

  • Tarifas ou então obrigações de crédito que foram cobradas de forma indevida
  • Contas de pagamento pré-paga ou então pós-paga que foram encerradas com saldo disponível
  • Contas que foram encerradas em corretoras ou então distribuidoras de títulos e também de valores mobiliários
  • Situações que tenham resultado em valores que necessitam ser devolvidos e que são reconhecidas pelas instituições financeiras responsáveis por tal

O Banco Central também destacou que os valores e dados que estão sendo fornecidos através do sistema do Registrato são totalmente de responsabilidade das instituições financeiras. Portanto, é preciso que seja cobrado desta ao invés de diretamente do BC, que fornecerá apenas o suporte e as atualizações a respeito do novo sistema que está passando pela sua fase de aprovação e também de adaptação diante das novidades que virão em breve. Desta forma, os usuários do sistema podem aguardar por melhorias em breve.


Nayara Silva Guimarães


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.