Hodiernamente algumas pessoas têm um enorme apreço pela área da Arquitetura. No entanto, fica a dúvida se poderão investir na área pelo fato de não saber desenhar. Com isso, vamos falar neste artigo a respeito deste grande dilema entre estudantes e apaixonados por esse mundo arquitetônico.

Alguns especialistas da área afirmaram com plena convicção de que as pessoas que se interessam pela área, mas que não possuem tanto talento para desenho poderão ficar tranquilas e investir sem medo, pois cada indivíduo deixará sua marca de uma forma diferente e cada obra é como se fosse um filho. Assim, toda vez que tiver de passar em frente a algum projeto que tenha trabalhado irá se admirar e orgulhar de cada parte projetada.

Cabe salientar que não precisa ser um “expert” em desenho, pois o fato de se ter ou não o dom para essa área não é o fator primordial. Basta que o profissional saiba fazer linhas firmes e setas para todo lado, é o que afirma a arquiteta Juliana de Almeida Calil. Segundo ela isso já é o suficiente e pode ser aprendido na faculdade e aperfeiçoado com o tempo. Sem contar as inúmeras ferramentas disponíveis pela tecnologia para o desenvolvimento de projetos como o AutoCad e Revit, em que não leva em consideração a experiência de desenhos à mão. O fato de saber dominar o programa de computador já é o suficiente.

Por fim, podemos considerar que saber desenhar pode ser importante, mas não é tudo para a vida do profissional devido às vantagens que a tecnologia oferece. O mundo da arquitetura permite ao profissional treinar essa habilidade ainda na faculdade e aprender mais a respeito das técnicas avançadas, o que pode contar como um diferencial para aqueles que se aperfeiçoarem mais. Ao fim do curso os candidatos são avaliados por meio de um teste de habilitação específica, a depender da instituição. 

Por Luciana Viturino





CONTINUE NAVEGANDO: