Segundo a Anac – Agência Nacional de Aviação – a participação de mulheres na aviação cresceu nos últimos anos, a agência emitiu 793 licenças para mulheres, entre as quais 163 estão válidas. Dentro desta estatística, 51 são pilotos privados de avião, 65 comerciais e 15 de linhas aéreas – o nível mais alto na carreira aérea civil.

Sendo assim, a Anac prevê que as mulheres ainda têm muito potencial para ganhar espaço no setor da aviação, já que as mulheres representam somente 0,8% do total de licenças válidas para a aviação.

Apesar disso, menos de 10 mulheres estão inscritas no programa de bolsa de estudo do Projeto Jovens Pilotos para a Aviação Civil, que é oferecido pela Anac – a bolsa cobre cerca de 75% das horas de voo necessárias para a formação dos pilotos.

As aulas começarão em 19 aeroclubes de oito estados brasileiros – SP, MG, PR, SC, RS, CE, MA e TO – e os interessados devem se inscrever até o dia 25/03 no site da Anac, onde terão acesso ao edital, formulário de inscrição e conteúdo programático.

A prova está prevista para o dia 18 de abril.

Rafael TOTP





CONTINUE NAVEGANDO: