Franca (SP) é a cidade que mais gerou empregos neste ano



  

Produção de calçados é o principal motivo do crescimento econômico e empregatício em Franca, São Paulo.

Alto índice de desemprego, inflação alta e preocupação de milhares de brasileiros são características fortes da crise econômica no país, mas para Franca, no interior de São Paulo, esse assunto não é vivido pelos cidadãos. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, a cidade campeã, dentre as que mais produziram empregos, Franca gerou 5.026 vagas, sendo 4.311,00 no setor de indústria de calçados, até agosto deste ano.

Um dos principais motivos que leva a Franca ser considerada a cidade com maior geração de empregos no Brasil este ano, é a produção de calçados, cerca de 25 mil pessoas estão empregadas neste setor, além dos calçados serem exportados para outros países, e com a alta do dólar, a economia só aumenta no município.

O agronegócio é outro fator muito importante no município, produtos como citrus e cana de açúcar, são gerados pelo agronegócio. A sazonalidade e a recuperação econômica também são pontos que levaram Franca a desenvolver mais contratações. “Com a chegada do Natal, principalmente, é o momento de se crescer ainda mais”, afirmou o presidente do Sindifranca (Sindicato das Indústrias Calçadistas de Franca), José Carlos Brigagão,

Ana Paula, 35 anos, pernambucana fala sobre o crescimento de ocupações no país “fico feliz por saber que existem cidades no Brasil, como a Franca, que estão crescendo, mas o governo deveria ter atitude e se espelhar na Franca, pois o Brasil no geral está em crise, estou pensando até em morar em Franca, para ver se consigo um emprego”, ressaltou.

Além de Franca, outras nove cidades também obtiveram índices positivo, confira em ordem de posição os 10 municípios com bom crescimento de ocupações:

1° lugar – Franca (SP) com 5.026;

2° lugar – Juazeiro (BA) com 5.026;

3° lugar – Pontal (SP) com 4.211;



4º lugar – Bebedouro (SP) com 3.569;

5° lugar – Cristalina (GO) com 3.511;

6° lugar – Petrolina (PE) com 3.141;

7° lugar – Matão (SP) com 2.888;

8º lugar – Arapiraca (AL) com 2.829;

9° lugar – Goianesia (GO) com 2.312;

10°  lugar – Nova Serrana (MG) com 2.168.

As cidades obtiveram um percentual positivo de empregos devido ao crescimento nos setores de agropecuária, indústria, serviços, construção civil e administração pública. O ministério do trabalho e emprego divulgou o aumento de contratações das cidades citadas até agosto desse ano.

Por Erika Amanda Silva de Souza



Post Comment