Quase 20 milhões de brasileiros deixaram de procurar emprego devido à pandemia

Categorias: 2020 - Desemprego - Notícias

Pandemia gerou um grande número de desalentados. No entanto, vagas continuam sendo abertas pelas empresas.

A pandemia causada pelo novo coronavírus praticamente parou o Brasil, poucos foram os estabelecimentos que puderam manter suas atividades e mesmo assim precisaram tomar uma série de precauções para receberem os clientes.



Aos poucos as cidades vão flexibilizando o distanciamento social, o comércio volta a abrir seguindo os protocolos de segurança e a população vai se adaptando ao 'novo normal'.

Mas esta flexibilização ainda não animou os brasileiros a saírem de casa à procura de um novo emprego. De acordo com informações da Pnad Covid, que foram divulgadas recentemente pelo IBGE, cerca de 18,6 milhões de pessoas estão querendo um emprego, mas ficam com medo de sair de casa por causa da pandemia. Outros acreditam que não há vagas oferecidas para seu perfil de trabalho e por isso continuam dentro de casa.

Um detalhe importante é que o número segue estável pela terceira semana consecutiva. Mesmo comparando com a primeira semana do mês de maio, que é quando o isolamento social estava em seu auge, o número continua estável.



Foi notada uma queda no número de trabalhadores que estavam com medo de sair de casa, ou acreditavam não haver vagas e por isso evitavam sair à procura de um emprego, mas foi só aumentar o número de novos casos neste começo de julho para as pessoas voltarem a ficar trancadas em suas residências.

Apesar dos dados do IBGE não ser claro em relação aos motivos destas pessoas desistirem de sair, especialistas acreditam que os trabalhadores estão mais desanimados com a possibilidade de que falta vagas no mercado e por isso desistem de procurar.

Como houve uma estabilidade em relação ao número de trabalhadores sem emprego na semana, isto aponta que as pessoas realmente não têm procurado emprego, atualmente a taxa de desocupação segue estável em 13,1%.

Para o IBGE, somente é considerado desempregado o trabalhador que está procurando emprego, mas não consegue encontrar uma oportunidade no mercado de trabalho. Aquelas pessoas que desistem da procura durante o período em que a pesquisa é realizada, acabam não entrando nas estatísticas. Oficialmente, o Brasil tem hoje 12,3 milhões de desempregados.

Maria Andreia Parente Lameiras, pesquisadora do Ipea, acredita que o auxílio emergencial e também o seguro-desemprego, são fatores que estão fazendo com que muitos acabem desistindo de procurar trabalho, ao menos por enquanto. Apesar da economia fragilizada, o dinheiro destes benefícios serve como 'renda familiar' e assim boa parte dos brasileiros vão levando a vida, com um futuro incerto pela frente.

Para a pesquisadora do Ipea, as pessoas deixarão suas casas em busca de trabalho quando surgir a necessidade de ter uma renda. Isso poderá acontecer quando o auxílio emergencial terminar, isto fará com que muitos enfrentem o medo do contágio pelo novo coronavírus e comecem a entregar currículos e pesquisarem por oportunidades no mercado de trabalho. O grande problema é que não haverá vagas para todos, uma questão que tem sido pouco abordada até o momento pelas autoridades.

Maria Andréia fez questão de lembrar que boa parte dos desempregados é composta por trabalhadores com pouca experiência profissional e menos escolarizados, o que dificultará o retorno deles para o mercado de trabalho. De acordo com o Caged, houve um saldo positivo de contratações, mas somente entre os candidatos com ensino superior, para os demais a crise tem sido severa.

Aos poucos as empresas vão retomando seus negócios e as que conseguem se adaptar bem à nova realidade têm mais sucesso e podem demitir menos.

Com a flexibilização do distanciamento social, uma parte dos trabalhadores voltaram a ocupar seus cargos, mas muitos acabaram sendo demitidos. Acredita-se que nos próximos meses haverá uma recomposição da ocupação, só que através dos informais.

No entanto, aqui no Trabalhou.com.br, estamos sempre divulgando novas vagas de emprego. Várias empresas estão investindo, contratando e ampliando seus quadros. Não deixe de procurar emprego. Menos gente procurando significa menor concorrência por uma vaga.



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *