Vai trabalhar como mesário nas Eleições? Confira aqui seus direitos de folga

Mesário tem direito a folga por seu trabalho nas eleições e empresas são obrigadas a conceder o benefício. Entenda.

Em breve, muitos brasileiros terão que trabalhar nas Eleições 2022. Esta é uma forma de exercer a cidadania da mesma forma como o ato de votar. Neste ano, vale lembrar, os eleitores deverão escolher representantes para ocupar os cargos de deputado estadual, deputado federal, senador, governador e também para Presidente da República. E para que todos os procedimentos sejam feitos da melhor forma possível, é necessário contar com o auxílio dos mesários que irão atuar neste dia.

Desta forma, muitos brasileiros receberam já a convocação para que atuem como mesários no dia das eleições, que pode ser de dois dias caso haja um segundo turno. Para compensar estes dias que os brasileiros irão dispor para trabalhar nas eleições, a legislação conta com algumas determinações que podem garantir benefícios a eles. Entre os benefícios estes recebem dias de abono do trabalho e outros. Confira a seguir mais a respeito do assunto!

As principais vantagens de atuar como mesário nas eleições

Um dos principais benefícios que são oferecidos aos mesários que irão atuar nas eleições é o fato de que estes poderão ter o direito de folgar em seus trabalhos uma quantidade de dias que trabalharem para a Justiça Eleitoral nas eleições. Sendo assim, cada turno trabalhado dará direito aos mesários dois dias de folga. Caso exista então um segundo turno, estes terão a chance de receber 4 dias de folga em seus trabalhos.

Vale ressaltar que estas folgas não são direcionadas a um dia específico. Sendo assim, os mesários são orientados pela Justiça que tirem estes dias após as eleições. Mas a empresa não precisa seguir esta regra. Portanto, é importante que haja então um acordo entre o emprego e o empregador para que esta folga seja de fato realizada.

Porém, um ponto a se destacar é que a empresa não pode negar ao profissional estes dias de folga. Esta é uma determinação da lei, e, desta forma, a empresa deverá garantir os dias de folga aos seus funcionários que atuarem no dia das eleições. Estes deverão entrar em um acordo do melhor momento para tal.

Outro ponto importante a se mencionar é que caso ocorra a demissão do funcionário antes que este consiga tirar os seus dias de folga, ele deverá contar com um direito a remuneração compensatória por isso. Caso a empresa se recuse a pagar o valor em questão, ela poderá ser denunciada pelo ex-funcionário direto em um cartório eleitoral a respeito da ação que vai contra o que é estabelecido por lei.

Compartilhe

Posts Recentes

Programa de Estágio Nestlè 2024 tem robusto pacote de benefícios

O Programa de Estágio Nestlé 2024 surge como uma oportunidade brilhante para estudantes que desejam… Leia Mais

Programa de Trainee GPA 2024 é relançado com várias oportunidades

O Grupo Pão de Açúcar reativa seu programa de trainee após uma década, promovendo a… Leia Mais

30 vagas de emprego em Fortaleza na Brisanet

A Brisanet anuncia 30 vagas de emprego em Fortaleza e Região Metropolitana, buscando talentos em… Leia Mais

Como não cair no Golpe do Falso Emprego

Em busca do trabalho dos sonhos ou de uma oportunidade para complementar a renda, milhares… Leia Mais

Vagas de Estágio no Ministério Público (MPES) têm Bolsas Atrativas

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) acaba de abrir as portas para uma oportunidade… Leia Mais

Bayer Lança Programa de Estágio 2024 com bolsa de até R$ 2.800

A Bayer, multinacional líder nos setores agrícola, farmacêutico e de bens de consumo, anuncia a… Leia Mais