É preciso ter senso de organização, ser detalhista, responsável e manter-se em constante aprendizado cultural sobre os mais diversos temas. A profissão de arquivista é mais complexa do que se imagina e as empresas preferem contratar profissionais com diploma de nível superior para esta função.

Os formados em Arquivologia são essenciais nas empresas, pois deles depende a garantia de provas para o caso de fiscalizações, a transparência no histórico das transações da companhia e a garantia de difusão ou restauração de documentos importantes para as gerações futuras compreenderem o passado. Um site rico para quem se interessa pelo assunto é o do Arquivo Nacional: www.arquivonacional.gov.br.

Karina Gonçalves


O profissional da área trabalha com métodos de organização para melhorar o arquivamento de documentos, livros, textos e outros. Além disso, trabalha na avaliação de importância dos documentos, criando métodos mais eficazes de busca e localização dos materiais.

A formação do profissional inclui amplo conhecimento histórico e técnico acontecimentos do cotidiano e da história dos povos, além de técnicas de organização.

O campo de trabalho nos últimos anos, passou de apenas trabalhos em bibliotecas ou acervos, para trabalhos com arquivos e materiais de internet, por isso, o campo tem tido grandes oportunidades para esses profissionais. As vagas estão principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

O curso tem duração de 4 anos e exige estágio e trabalho de conclusão de curso. Além disso são oferecidas aulas teóricas onde o aluno aprende a implementar sistemas de arquivamento e aulas práticas onde o aluno aprende técnicas de conservação e limpeza de documentos.





CONTINUE NAVEGANDO: