Médico, Professor, Engenheiro, Jornalista, Advogado, Cientista e tantas outras profissões que quando criança sempre que nos é perguntado temos como resposta direta. Mas hoje o mercado de trabalho recebe inúmeras outras profissões e entre elas a de Jogador de Futebol. Isso mesmo. Baseando-se que o atleta profissional tem carteira assinada e goza de todos os benefícios da legislação trabalhista esse é o novo cenário do mercado de trabalho que avança mundo afora e que, diferentemente de muitas outras profissões, que exigem um curso preparatório ou anos de dedicação dentro de uma universidade, essa profissão resume-se apenas como fator principal o talento com a arte da bola aos pés.

As famosas "peneiras" sempre são invadidas por crianças e jovens que tentam de alguma forma mostrar o seu talento, a sua arte de jogar futebol, já que não dispõe de um diploma que os assegurem que sabem exercer a profissão em questão.

Mesmo sendo uma profissão devidamente regulamentada, pode-se notar um certo preconceito, pois credita-se sempre a esses profissionais a falta de estudo, a origem humilde e a falta de oportunidades, mas esse cenário começa a mudar e cada vez mais podemos observar jovens que se comunicam muito bem, estudam e até ingressam em uma universidade. Os números das pesquisas ainda expressam pouco essa mudança, porém já é um caminho.

Ser um Jogador de Futebol é uma profissão que merece respeito como qualquer outra devidamente regulamentada.

Por Alex Menezes





CONTINUE NAVEGANDO: