“Processo de reprodução de imagens sobre superfícies de papel, pano, vidro ou outro material, empregando um caixilho com tela de seda, náilon ou aço”, essa é a definição clássica para a serigrafia. A partir deste significado fica evidente a função de um serigrafista, profissional que “imprime” essas imagens nas superfícies específicas.

Para atuar na área é exigido 2º grau incompleto, curso de serigrafia e experiência mínima de seis meses. Assim, para se tornar um profissional é preciso participar de cursos profissionalizantes de serigrafia. Além disso, o serigrafista pode ser um profissional autônomo, basta possuir o maquinário necessário para trabalhar com no setor.

Confecção de ingressos, pulseiras, camisas, entre outros serviços de impressão estão entre as atividades comumente desenvolvidas por esses profissionais.

Portanto, se você está desempregado tornar-se um serigrafista é uma boa opção, porém, deve-se investir na qualificação (cursos específicos em serigrafia) para atuar como um bom serigrafista. As vagas disponibilizadas no setor produtivo em questão são divulgadas frequentemente por canais de empregos em todo o país.





CONTINUE NAVEGANDO: