Vagas de estágio abertas na DPGE-CE




Visando atender às demandas da administração pública por meio de seleção pública, a Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará (DPGE-CE) lançou o edital n° 04/2014 que normatiza o processo seletivo para estagiários. A seleção visa ao preenchimento de 50 vagas para estudantes matriculados em instituições de nível superior para fazer parte do programa de estágio obrigatório (bolsista). Esta é uma ótima oportunidade aos estudantes que tem interesse em entrar no mercado de trabalho na condição de estagiário.

Os aprovados terão direito a bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 822,07, mais o auxílio transporte no valor correspondente ao número de dias estagiados de cada mês, pelo cumprimento de jornadas de 30 horas semanais, divididas entre segunda a sexta-feira. Vale ressaltar que das vagas oferecidas, 10% são destinadas aos candidatos portadores de necessidades especiais, desde que as atribuições do cargo sejam compatíveis com suas limitações. A deficiência também deve ser comprovada por meio de laudo médico, somente para os candidatos aprovados.


Para participar, os interessados devem ter concluído, ao menos, 50% da carga horária ou dos créditos necessários para a conclusão do curso de graduação em Direito em uma instituição de ensino superior conveniada com a Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará – DPGE e ao MEC – Ministério da Educação.

Os interessados podem se inscrever somente pela internet até o dia 13 de novembro de 2014, acessando o formulário disponível no endereço eletrônico www.defensoria.ce.gov.br na opção Concursos e Editais – Estagiário. O valor da taxa de participação será de R$ 30,00, paga em qualquer agência bancária até o vencimento.

A data, locais e horários em que as provas serão aplicadas serão divulgados após o encerramento das inscrições no endereço eletrônico www.defensoria.ce.gov.br. Cabe aos candidatos verificar essas informações acessando o site.


A seleção será válida por um ano, contado da homologação dos resultados e pode ser prorrogada por mais um ano. 

Por Robson Quirino de Moraes

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *