Dicas para combater o perfeccionismo no trabalho



  

Ser perfeccionista demasiadamente pode prejudicar o seu desempenho na empresa, mas é possível lidar com a situação.

Fazer as coisas com perfeição pode ser muito bom, mas em exagero, pode significar um problema, ainda mais no ambiente profissional. Ser muito perfeccionista significa que você provavelmente terá níveis de estresse e de ansiedade cada vez maiores ao longo de sua carreira. É comum confundir isso com busca pela excelência no trabalho, é importante saber que são duas coisas diferentes, buscar excelência não significa querer fazer tudo perfeito o tempo inteiro, mas dar o melhor de si para evoluir cada vez mais. Mas então como combater o perfeccionismo? Veja aqui algumas dicas!

– Avalie seu comportamento:

A dica mais importante tem que aparecer logo no início da lista: avalie se suas atitudes estão sendo perfeccionistas demais. Além de te prejudicar emocionalmente, como já citado aqui, isso pode abalar suas relações com os colegas de trabalho e até mesmo com seus superiores, que podem notar que você está muito estressado ou que seus trabalhos estão demorando a ser entregues.

– Reflita:



Essa dica pode soar um pouco abstrata, mas é muito importante. Você deve ter em mente que nem sempre o que é perfeito para você é o ideal para todos, muitas vezes um trabalho ou projeto precisa de mais rapidez e criatividade do que perfeccionismo nos mínimos detalhes. Refletir é essencial para saber se o que você está fazendo está prejudicando você ou até mesmo toda sua equipe.

– Mude seu comportamento:

Depois de percebido que você está sendo perfeccionista demais, você precisa se policiar. Para não afetar sua produção e nem as relações com as pessoas no trabalho, é essencial que essa mudança seja positiva, de forma que você consiga lidar com seu trabalho tendo níveis menores de estresse e ansiedade, se isso não acontecer, você apenas deixou de ser perfeccionista para ter outro vício, o que não é bom.

Existem ocasiões onde outras pessoas podem te ajudar também, mas saiba que você sozinho pode fazer isso, e é sempre melhor perceber e consertar seus erros.

Por Tom Vitor de Freitas



Post Comment