Governo australiano oferece vagas em diversas áreas para profissionais estrangeiros.

Se sua carreira profissional está precisando de novos rumos, talvez trabalhar no exterior seja uma excelente alternativa. Para os que estão interessados em trabalhar na Austrália, o governo local divulgou uma lista bastante interessante de profissões em demanda no país para este e o próximo ano.

Se você é fluente no inglês, poderá se candidatar e dar um upgrade em sua carreira, além de adquirir diversas experiências culturais do país.  

O governo australiano tem a necessidade de preencher 191 vagas de trabalho em diversos segmentos, segundo o anúncio oficial divulgado pelo Departamento de Imigração da Austrália. É preciso que os profissionais estrangeiros sejam formados ou já trabalhem em uma das áreas oferecidas. Os candidatos que se encaixarem em uma das carreiras em demanda terão a possibilidade de aplicar um visto de residência australiana ou ter mais chances de conseguir um trabalho em um setor de atuação.  

Os que se interessarem por uma das 191 vagas disponíveis precisam se identificar com uma das carreiras que são relatadas na Skilled Occupations List e procurar pela Assessing Authority – autoridade responsável por analisar os currículos dos estrangeiros para poderem entrar no processo de seleção. Um profissional de engenharia de software, por exemplo, precisará procurar a Australian Computer Society para passar pela seleção.   

A validade do programa para estrangeiros é de cerca de um ano, de 1º de julho 2015 a 30 de junho de 2016. No site da Skilled Occupations (SOL) – www.border.gov.au/Trav/Work/Work/Skills-assessment-and-assessing-authorities/skilled-occupations-lists/SOL – é possível obter mais informações sobre cidadania, processos seletivos, vistos e qualquer outra dúvida que o candidato possa ter. É importante ressaltar que há cobrança de taxas para a realização das avaliações.   

Trabalhar no exterior, mesmo que seja por um curto período, pode ser uma ótima solução para o desemprego crescente no Brasil. Além de manter-se empregado, é possível se capacitar e se tornar ainda mais fluente no inglês. Dessa maneira, quando o profissional voltar para o mercado de trabalho brasileiro irá estar mais competitivo entre os concorrentes.

Por William Nascimento


Essa é pra você, Doutorando em instituições de ensino superior do Brasil. A Universidade de Sydney, na Austrália está com inscrições abertas para o Programa de Bolsas de Doutorado 2011. A seleção tem por objetivo recrutar 20 estudantes do nível stricto senso com bolsas integrais de estudo durante 3 anos.

Para se candidatar a uma das bolsas, é necessário que o estudante resida em um nos países escolhidos pela instituição australiana, tenha nível de proficiência em língua inglesa e apresente bom desempenho acadêmico por meio de sua produção científica.

É importante que o candidato estabeleça um contato prévio com um possível orientador durante a vigência da bolsa, apresentando a este sua proposta de pesquisa.

Para mais informações sobre as exigências do processo seletivo, acesse o site da Universidade de Sydney, preencha o formulário de inscrição e envie até o dia 31 de julho de 2010. Garanta essa experiência!

Por Camila Porto de Camargo


Estágio ou atuação profissional em outros países estão como os diferenciais mais valorizados ao se candidatar a vagas de emprego nas grandes empresas. Um dos meios menos caros e mais eficientes para essa conquista é aproveitar as oportunidades de intercâmbio que as instituições de ensino superior oferecem aos seus alunos.

No momento, por exemplo, há grande oportunidade para Austrália. Estudantes brasileiros de graduação ou mestrado em Economia, Administração ou Contabilidade podem se candidatar até 16 de abril de 2010 a bolsas na Universidade de Queensland.  As bolsas cobrem 50% das mensalidades. Quem já tem diploma também pode concorrer. Mais informações no site da Latina Austrália Education.





CONTINUE NAVEGANDO: