Como o mercado de trabalho para jornalistas anda muito saturado, o jeito vem sendo migrar para as assessorias de imprensa, que ganharam maior notabilidade nas últimas décadas.

Os jornalistas atuam principalmente em redações, rádios, televisão e, nas últimas décadas, assessorias de imprensa. Além dos salários em assessoria serem mais alto, o profissional tem a vantagem de dificilmente trabalhar durante os finais de semana, como é comum em outras áreas do jornalismo.

Os cursos de jornalismo têm duração média de quatro anos, e o salário varia de acordo com o estado, girando em torno de R$ 1000 e R$ 1500 mensais.

Por Rosana Radke


Não basta dominar o português, ser comunicativo e crítico para ser um bom jornalista. Um comunicador preparado precisa de habilidade técnica, senso investigativo, algumas vezes, pitadas de humor, além de amor incondicional pela profissão, pois os salários não são lá muito compensadores.

Um fator positivo é o leque de atividades que o jornalista pode exercer, atuando em rádios, redes de televisão, meios impressos e on-line, prestando assessoria de imprensa pessoal e empresarial – as quais são inclusive as que mais geram oportunidades de emprego e que melhor pagam os profissionais da comunicação.

Agências também são um dos nichos de mercado que abrangem os jornalistas. Mas, qualquer que seja o ramo em que o comunicador opte, é fundamental saber ouvir múltiplas fontes, ter jogo de cintura, gostar de ler e estar sempre bem informado.

O curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo tem em média duração de três anos e meio, é provido de aulas práticas e teóricas, além de abrir portas para o ingresso na área através de estágios.


Você domina a língua portuguesa, tem facilidade de se expressar e senso crítico? Então faça jornalismo. O profissional da área tem que estar em constante atualização e gostar muito de ler e de escrever. Faz entrevistar e redige textos, trabalha na edição de imagens e na adaptação de textos. É imprescindível o domínio de mais de uma língua, em geral o inglês.

As matérias básicas são: língua portuguesa, economia, história e sociologia. O curso tem duração de quatro anos e apresenta matérias especificas como interpretação e edição de textos, exige trabalho de conclusão de curso e o estágio não é obrigatório.

O mercado de trabalho está passando por um longo período de estagnação porém a internet tem sido um caminho muito promissor para os que estão entrando no mercado de trabalho. Além disso, pode-se trabalhar com assessoria, em rede de televisão, jornais escritos, revistas, ONGs, e empresas públicas e privadas.

Procurando uma universidade? A Faculdade Cásper Líbero em São Paulo oferece o curso que tem duração de quatro anos e média de 10,4 candidatos por vaga e valor mensal de R$927,04. Quer uma universidade pública? A USP oferece o curso que tem média de 41,63 candidatos por vaga.





CONTINUE NAVEGANDO: