A pontualidade pode ser considerada como o primeiro e mais fácil ponto de analise da personalidade de um funcionário. Sua assiduidade e a freqüência com que chega atrasado ou não é um forte parâmetro de comparação entre os colaboradores.

Para quem chega no horário não é mais que obrigação, mas atualmente isto  já está sendo considerado uma virtude, visto que grande parte dos empregados já se habituou a chegar minutos atrasados.

A falta de rigidez nos controles, e como os descontos para este tipo de infração não são comuns, já formou-se uma falsa idéia que isto não gera conseqüências graves, mas atrasos podem ate a levar desconto de dias inteiros e desconto na duração de férias.

Veja mais consultando a CLT.

Por Jose Alberi Fortes Junior


Pontualidade. Esse é o lema que todos os funcionários de todas as empresas do país deveriam ter em suas vidas. Mas não é o que acontece no Brasil.

O almoço que está marcado para as 12h, já é estrategicamente estipulado esse horário para que as pessoas comecem a chegar a partir das 13h. Porém, quando se trata de emprego essa funcionalidade é drasticamente modificada. Ser um diferencial dentro de uma empresa brasileira é ser pontual.

Nos primeiros contatos com o empregador, ou seja, na entrevista pessoal, sempre chegue 15 minutos antes do horário devido, ao contrário do imaginário 15 minutos de tolerância tão divulgados pelos conterrâneos “brasucas”. A pontualidade é um marco importante de um funcionário e que é difícil de ser encontrado nas organizações empresarias atuais.

Portanto, se você almeja ser bem visto no seu emprego, ou se ainda não o tem, pretende se destacar nas entrevistas pessoais e dinâmicas de grupo chegue sempre com antecedências para realizar suas atividades.

Dica: mantenha seu relógio adiantado em 15 minutos. Apesar de você saber a hora exata, vai se policiar no momento em que estiver se arrumando para um compromisso, seja ele de trabalho ou pessoal.





CONTINUE NAVEGANDO: