Dicas do que não fazer em um processo de seleção para conquistar um emprego.

Embora seja uma situação de bastante estresse e pressão para muitos, existem alguns comportamentos que podem ser evitados para que você acerte naquela entrevista de emprego. Confira a seguir!

Entrevista de emprego: o que não fazer

Conseguir um bom emprego é essencial para o bom desenvolvimento da vida adulta de qualquer indivíduo. Sendo assim, na hora do processo seletivo, o melhor desempenho deve ser apresentado. A fim de driblar o nervosismo e o desconforto, trouxemos algumas dicas do que não fazer nessas situações, com o objetivo de obter os melhores resultados. Veja!

Não permita que atrasos ocorram

Responsabilidade é um quesito básico para ser um bom colaborador numa empresa séria. Sendo assim, se atrasar na entrevista é uma péssima ideia. É claro que imprevistos acontecem e todos estão sujeitos a incidentes de percurso. Por isso, é muito importante que você se adiante, prevendo tempo de sobra caso algo não dê certo. A primeira impressão é bastante importante, portanto, não seja a pessoa que chega depois do horário marcado, interrompendo o processo com a sua chegada ou, pior, deixando o selecionador aguardando você.

Não traje um código de vestimenta muito alheio ao ambiente da empresa

Atualmente, a questão do fit cultural está muito em alta. Nesse sentido, tanto as empresas com hierarquia mais fechada e vertical, quando as mais abertas e horizontais, buscam por colaboradores que atendam o perfil do que a organização acredita. Sendo assim, a forma como você se apresenta deve ser equivalente ao que a empresa procura.

Se você vai, por exemplo, apresentar-se para ser recepcionista de um hostel no centro da cidade, não tem a ver ir trajado de black tie, enquanto, num hotel de 5 estrelas, por exemplo, vai ser destacado do ambiente ir com uma roupa totalmente informal. Outra dica importante é caprichar no sapato. De nada adianta as roupas estarem boas quando a base da sua aparência está desajustada.

Não invente experiências, qualidades e atributos que você não tem

O primeiro a ser detectado numa entrevista de emprego é o mentiroso. Se a empresa for te contratar que seja realmente pelo seu potencial e competências, apostando na sua capacidade de crescer e gerar valor na organização. Não aumente as coisas nem tente dar um jeitinho: seja honesto.

Os selecionadores sabem olhar para as pessoas com uma visão muito observadora. Portanto, nem tente ludibriar o profissional. Se as suas intenções ao comparecer ao processo seletivo é figurar, talvez seja melhor repensar e ficar em casa até estar pronto para assumir um compromisso de verdade.

Não se comporte de forma exagerada, evite os excessos

Engraçadinho demais, mal humorado demais, enfim, qualquer comportamento em excesso pode ser visto de uma forma bem negativa. Você não precisa ser o mais silencioso da sala, mas falar o tempo todo não pega bem. Assim também acontece com usar tom alto ou baixo de voz, ter pouca eloquência ou ser exageradamente articulado: busque o equilíbrio no seu comportamento.

A confiança é passada através de um comportamento estável. Evite parecer apreensivo, apressado ou relaxado demais. Lembre-se que você está num ambiente corporativo que não é um bar com os amigos, mas também não é a cova dos leões. Na sala de espera, sente-se e espere. Se for trocar conversas, seja o mais nivelado possível com seu interlocutor.

É natural ficar nervoso e se sentir sob pressão em situações que colocam suas habilidades sociais e profissionais à prova. A segurança vem da certeza de que você fará um bom trabalho e isso deve ser transparente. Procure não se perder em pensamentos tortuosos de sofrimento por antecipação.

Gostou das dicas? Não se esqueça de compartilhar esse artigo nas redes sociais para ajudar seus colegas a não errarem nos processos seletivos!

Por David Ferreira


Confira aqui algumas dicas para se dar bem na Entrevista de Emprego.

Se você enviou seu currículo para concorrer a uma vaga de trabalho e foi chamado para a etapa de entrevista, confira aqui algumas dicas para causar uma boa impressão ao entrevistador, ter um bom desempenho e conquistar essa vaga.

O primeiro passo é prezar pela pontualidade. Chegue com antecedência ao local marcado. Caso não conheça a localidade, saia de casa com tempo de sobra ou passe lá antes para estimar a duração do percurso. Hoje em dia também é possível utilizar aplicativos de mapas que podem te ajudar a chegar com tranqüilidade. Se houver trânsito ou algum imprevisto, entre em contato com a empresa e informe que vai se atrasar.

Tenha atenção com sua aparência. Você já mostrou que tem um bom currículo, mas deve confirmar ao recrutador que você é o profissional perfeito para a vaga. Assim, é importante evitar usar roupas com cores chamativas, perfumes com cheiro forte, odor de cigarro ou bebida. Homens devem manter uma barba organizada, bem feita e as mulheres devem evitar vestimentas decotadas. Lembre-se de arrumar as unhas. Com ou sem esmalte, preocupe-se em mantê-las limpas. A boa aparência vai contar a seu favor.

Mesmo que esteja nervoso, tente mostrar tranqüilidade. Respirar pausadamente pode ajudar seu organismo a deixar a ansiedade de lado. Sua postura deve ser firme. Lembre-se de cumprimentar com um bom aperto de mão e de manter contato visual com o entrevistador.

Durante as perguntas, esteja atento. Suas respostas devem ser efetivas, para mostrar que compreendeu o que o entrevistador questionou. Caso tenha dúvida, fique à vontade para perguntar. O importante é que o candidato organize sua fala para ser claro e verdadeiro.

Além disso, com antecedência, você deve procurar informações sobre a empresa em que pretende trabalhar. Quais são seus principais produtos, há quanto tempo atua no mercado, qual sua missão, etc.

Outra dica é anotar no papel suas principais experiências. Esse exercício permitirá ao concorrente lembrar com mais facilidade quando o examinador questionar sobre importantes papeis desenvolvidos e situações difíceis com as quais teve de lidar.

Caso você seja um profissional em início de carreira, procure citar trabalhos voluntários ou atividades extras que realizou na faculdade.

Melisse V.


Confira aqui algumas dicas para a hora de enfrentar uma entrevista de emprego.

Se você está começando a se preparar para uma entrevista de emprego e ainda não sabe como deve agir, saiba que tem motivos sim para se preocupar, ainda mais nos dias de hoje em que empresas estão cada vez mais exigentes.

Para se dar bem e ser contratado é importante conhecer como deve proceder, mas o principal mesmo é saber o que você nunca deve fazer na entrevista, por isso vamos listar aqui 7 perguntas que não devem ser feitas no processo seletivo.

1 – O que a empresa faz ou em qual área atua?

Essa pergunta não deve ser feita, pois hoje os candidatos precisam ter o mínimo de conhecimento sobre a empresa que a selecionou para participar do processo seletivo. Hoje, com o acesso à internet, é possível ter facilmente todas as informações básicas para que esse tipo de dúvida venha ser sanada.

2 – Qual é o salário?

Boa parte das empresas falam qual o valor que será pago aos funcionários em algum momento do processo seletivo.

Atualmente, a maioria dos recrutadores repassam essa informação no começo da apresentação, pois caso não esteja dentro da pretensão de um candidato, o mesmo pode desistir. Porém, caso isso não aconteça, aguarde o momento em que eles vão passar a informação do valor.

3 – Quando serão as férias?

Primeiro é necessário focar no seu bom desempenho na entrevista, na sua admissão e após doze meses trabalhados deve pensar nas férias. Em algumas empresas existem férias coletivas no fim do ano, mas isso também deverá ser explicado na contratação.

4 – Posso ser promovido?

É importante mostrar determinação e vontade de crescer, mas isso deve ser feito de forma sutil. Aguardar que o recrutador passe esse dado é o mais indicado.

5 – Eu consegui a vaga?

Não tente conduzir a entrevista fazendo esse tipo de pergunta. A empresa tem seu método de informar caso seja aprovado ou não.

6 – Qual a rotatividade da empresa?

Esse é o tipo de dado que a empresa não passa para os candidatos, por isso, é uma pergunta que não deve ser feita em nenhuma hipótese.

7 – É preciso fazer hora extra?

Na entrevista é fundamental mostrar disposição para trabalhar e caso faça essa pergunta, poderá mostrar não ter essa disponibilidade.

Outras coisas que você deve se preocupar é com a sua apresentação pessoal, como chegar com antecedência no dia da seleção, com roupas adequadas, conhecer mais da empresa e saber como poderá agregar caso seja admitido.

Yasmin Fernandes Robles


Confira aqui que perguntas você pode fazer para se diferenciar em uma entrevista de emprego.

Não podemos negar que o mercado de trabalho está sofrendo uma enorme mudança. Cada dia que passa, surgem novas tecnologias e demandas globais. Sendo assim, as características mais observadas nos candidatos pelos recrutadores é a facilidade de se envolver com essas novas tecnologias e a facilidade em se relacionar com pessoas de diferentes culturas.

Saber o momento certo para iniciar uma conversa e fazer novas perguntas é muito importante para trabalhar em um ambiente empresarial. Geralmente o recrutador testa essa habilidade no candidato durante a realização da entrevista, por esse motivo é essencial que o candidato demonstre a capacidade de relacionar com as pessoas, não interrompendo o recrutador, respondendo as perguntas com educação e realizando perguntas no momento correto.

De acordo com um estudo internacional, os candidatos que realizam perguntas durante o processo seletivo se destacam mais perante o recrutador e a oportunidade de ser aprovado para a vaga é maior do que os candidatos que só respondem o necessário e tem receio de fazer perguntas.

Quais são as perguntas ideais para o candidato fazer em uma entrevista de emprego?

1. O que é considerado um bom trabalho pela empresa?

Durante a entrevista, o candidato deve mostrar preocupação com os resultados dos trabalhos da empresa, buscando entender o que a empresa espera do futuro funcionário, o que ela considera como um bom trabalho, quais foram os melhores resultados alcançados e como o profissional foi recompensado.

2. Como a empresa treina seus profissionais?

Quem nunca teve dúvidas nas tarefas realizadas na empresa ou cometeu algum erro? Todos sabem que é muito preocupante cometer erros na empresa, pois um retrabalho não é bem visto pelos superiores. Por esse motivo, durante a entrevista pergunte ao recrutador se a empresa oferece oportunidade de aprendizagem para os seus funcionários. Desse modo, estará mostrando pro-atividade e estar aberto para aprender com os funcionários antigos da empresa.

3. Como a empresa toma as suas decisões?

Para saber sobre a dinâmica de trabalho da empresa, é importante perguntar ao recrutador como a empresa toma as suas decisões e como você poderia colaborar com as decisões. Fazendo isso, o candidato demonstra ser ativo, responsável, decidido, gostar de desafios e integrado com o que a empresa necessita. 

Aline Aparecida Feitosa Dias


Confira aqui algumas dicas para utilizar na temida entrevista de emprego.

Muitas pessoas ficam tensas na hora de participarem de uma entrevista de emprego, principalmente se for a primeira entrevista. É normal ter um pouco de nervosismo nesse momento, mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Algumas coisas podem ser feitas para que você se sinta melhor no momento da da seleção, aumentando as chances de se sair bem e conseguir a vaga almejada. Confira abaixo algumas dicas:

Se atente ao horário: Não há nada mais deselegante do que chegar a uma entrevista de emprego atrasado. Lembre-se que imprevistos podem acontecer, principalmente se você depende de transporte público, então é melhor sair de casa com antecedência, do que chegar atrasado e causar uma má impressão no entrevistador.

Perguntas também podem ser feitas: Tenha em mente que você não precisa apenas responder às perguntas do recrutador. Você também pode fazer perguntas e isso é até bom, pois demonstra que você tem realmente um interesse pela empresa e pela vaga em questão. Tome cuidado apenas para não levantar questões exageradamente ou perguntar coisas inúteis.

Tenha bom senso nas redes sociais: É claro que quem está exposto nas redes sociais não tem 100% de privacidade. Muitos recrutadores visitam os perfis dos candidatos no Facebook, por exemplo, para ver certos tipos de comportamento e opiniões. Portanto, muito cuidado com o que publica por lá e pense bem antes de postar qualquer coisa que te exponha negativamente, principalmente comportamentos que vão de encontro aos valores da empresa em que você deseja trabalhar.

Tenha coerência na hora de escolher as vestimentas: Na hora de ir para a entrevista, escolha uma roupa confortável, limpa, que não seja vulgar e que combine com o que você quer trabalhar. É lógico que se você quer trabalhar em um estúdio de tatuagem, por exemplo, você não vai chegar lá de terno e gravata, bem como não vai de bermuda para um escritório de advocacia. Tenha cuidado com a higiene pessoal, evite exagerar no perfume ou chegar na entrevista com cheiro de cigarro.

Pesquise sobre a empresa antes: Não vá para a entrevista sem saber nada sobre a empresa antes. Uma boa ideia é entrar no site da empresa, ler sobre a missão e os valores e conhecer um pouco sobre sua cultura organizacional.

Fique atento à postura e não fale gírias: Você sabia que a linguagem corporal das pessoas pode dizer muita coisa e principalmente expressar o que elas estão sentindo? Cumprimente o entrevistador, sorria, tenha uma boa postura, nada de ficar curvado ou sentar com as pernas abertas, dando uma impressão de cansaço ou preguiça. Também tome cuidado para não deixar escapar algumas gírias durante a entrevista, principalmente se você tem bastante costume em utilizá-las no seu cotidiano.

Seja você mesmo: Por fim, não finja ser uma pessoa que você não é só para agradar ao recrutador e conquistar a vaga, não invente mentiras absurdas, seja autêntico e sincero.

Por Nathalia Henderson


Confira aqui algumas dicas do que fazer durante a entrevista de emprego.

Todo mundo já foi para uma entrevista de emprego e ficou em dúvida sobre o que falar ou como agir na hora de encontrar o entrevistador.

Pensando nisso, reunimos aqui oito dicas importantes que podem lhe ajudar na hora de ir para uma entrevista de emprego e se sair bem, dicas essas que passaremos em primeira mão para você.

1 – Não se Atrase:

Muitos candidatos perdem vagas de emprego por um único motivo: se atrasam na hora da entrevista. Por isso, antes do dia, vá até o local para saber exatamente o tempo que levará. No dia, chegue pelo menos meia hora antes do horário marcado.

2 – Cuide de Sua Aparência:

Imagine que você é o entrevistador e chega para você uma pessoa com cabelos não penteados, suja ou com restos nos dentes. Você contrataria uma pessoa assim? Então, cuide de você, esteja limpo, perfumado e com cabelos arrumados.

3 – Escolha Bem suas Roupas:

Esteja com uma roupa apropriada para o ambiente onde acontecerá a entrevista. Para as mulheres, evitem os decotes e roupas curtas ou extremamente apertadas. Tenha postura, você quer uma vaga na empresa. Então, esteja sempre com roupas apropriadas.

4 – Conheça a Pessoa que vai lhe Entrevistar:

Quando entrar para a entrevista, pergunte o nome do entrevistador. Se conseguir, antes da entrevista pesquise sobre ele. Assim, você demonstra mais confiança. E não se esqueça, chame sempre ele pelo nome, de maneira formal.

5 – Seja Amigável e Demonstre Confiança:

Outro erro comum em entrevistas é a pessoa tentar ser “engraçadinha” ou arrogante. Seja amigável e fale com confiança.

6 – Organize seu Material:

Se você tiver que levar algum material para a entrevista, tenha tudo organizado. Na hora, fica mais fácil achar o que precisa e mostra mais um pouco de você para o entrevistador.

7 – Preveja as Perguntas:

Imagine o que será perguntado e ensaie respostas. Isso vai lhe dar confiança.

8 – Seja Você Mesmo:

Não tente demonstrar quem você não é. Seja você, simples assim. É isso que a empresa espera.

Assim, você estará mais preparado para uma avaliação de emprego e, com certeza, a sua vaga estará mais perto.

Por Isaque Cipriano


Confira aqui algumas dicas do que falar e como se comportar em uma Entrevista de Emprego.

Com o mercado de trabalho concorrido, é cada vez mais difícil de se destacar perante aos outros profissionais. E para conquistar aquela tão sonhada vaga de trabalho, é preciso ir muito bem na Entrevista de Emprego. Mas você sabe o que deve fazer durante a entrevista para conquistar de vez o recrutador? Se não, confira nesta matéria as principais dicas que podem ajuda-lo na hora da entrevista:

Primeiramente, saiba que a cada dia que passa os processos de seleção contam com mais candidatos. Isso é algo bastante ruim, já que faz com que o recrutador não se lembre de todos os profissionais que entrevistou.

Para evitar que você seja esquecido pelo selecionador, saiba que alguns detalhes podem fazer a diferença. A primeira delas é com relação à conversa. Se você tem uma boa história que apresente as suas habilidades e qualidades, não deixe de conta-la ao entrevistador, isso porque você poderá ser lembrado justamente pela história. Outro fator que pode pesar na hora da entrevista são as roupas, uma vez que uma pessoa bem vestida ficará muito mais marcada na memória do entrevistador do que alguém que se veste de maneira completamente igual aos outros. Mais um fator que pode chamar a atenção do entrevistador são projetos ou fatos inusitados que acabam surgindo durante a entrevista.

Outro fato importante e que o candidato deve tomar cuidado é quanto às impressões negativas que podem ser deixadas durante a entrevista. Para evitar que isso aconteça, procure não falar mal do seu ex-chefe, dos colegas ou então da empresa onde trabalhou. Isso não é visto com bons olhos pelos recrutadores, já que nada garante que no futuro você não fale mal da empresa atual. Por isso, procure falar para o selecionador o porquê de estar querendo mudar de emprego. Deve-se lembrar de que a entrevista é o primeiro encontro do trabalhador com o empregador, portanto, é preciso apresentar a sua melhor versão. Se neste momento você já ficar reclamando, imagina depois que tiver de trabalhar.

Uma característica bastante valorizada pelos entrevistadores é quando o candidato se mostra interessado e busca tirar dúvidas quanto às atribuições do cargo ou sobre a empresa.

Por outro lado, é preciso evitar iniciar a entrevista falando sobre o quanto você quer o emprego. Vale lembrar que antes de mostrar desejo pela vaga, você precisa saber realmente quais são as atribuições do cargo, não concorda?

É importante que o candidato também faça perguntas inteligentes e que realmente demonstrem o interesse pela vaga. Alguns exemplos de perguntas são: Querer saber o que a empresa espera do candidato, em quanto tempo eles querem resultados e como serão as avaliações de desempenho.

Outro cuidado que o entrevistado deve ter é com perguntas que fujam um pouco do assunto do trabalho. Por exemplo, perguntar se há problema em chegar atrasado ou em esticar o almoço não são coisas bem vistas pelos recrutadores.

Uma coisa extremamente importante que o candidato deve fazer é ser simpático. Lembre-se, ninguém quer trabalhar com alguém que não gosta. Sendo assim, procure fazer contato visual e demonstre entusiasmo.

Outra dica importante é mostrar que você pode trazer retorno imediato à empresa. Todo mundo sabe que é preciso pesquisar sobre a empresa antes da entrevista, mas você também pode ir um pouco além e mostrar como vai conseguir contribuir de imediato para a empresa. Vale lembrar que muitas empresas querem investir em seus futuros funcionários, mas se eles já tiverem algum talento certamente serão vistos com outros olhos.

Já perto do fim da entrevista, aí sim fale sobre o porquê de querer o emprego. É nesta hora que você deve tirar dúvidas e tentar conquistar o entrevistador. 

Para finalizar, é preciso agradecer ao recrutador pela oportunidade e se mostrar à disposição para responder qualquer dúvida que possa surgir.

Feito isso, agora é preciso torcer e aguardar um novo contato da empresa.


A entrevista de emprego sempre é uma das etapas mais temidas pelos trabalhadores em um processo de seleção. Esta etapa é considerada por muitos como decisiva para a obtenção da tão sonhada vaga e por isso devemos ter cuidado para não cometer erros que possam custar a aprovação na seleção. Sabendo disso, confira abaixo 7 erros comuns na hora da entrevista e veja como evita-los:

1 – Cuidado com os Cheiros e Perfumes Fortes: O candidato deve tomar cuidado para não chegar ao local de entrevista cheirando cigarro, bebida comida, café ou qualquer outra. Nestes casos, uma dica interessante é sempre ter uma balinha de hortelã para disfarçar estes cheiros. Não bastasse isso, é preciso ter cuidado também com os perfumes fortes, isso porque o recrutador pode ser alérgico. Para este caso o indicado é usar perfumes mais suaves.

2 – Cuidado com o Improviso: É bastante importante que antes de ir para a entrevista o candidato se prepare e busque se informar sobre a empresa. Além disso, também é muito importante que você já saiba quais motivos o levam a ser uma boa opção para a vaga.

3 – Cuidado com a Interrupção: Tome cuidado para não interromper o recrutador enquanto ele fala com você. A interrupção da conversa pode deixar uma má impressão e indicar que você é um mau ouvinte.

4 – Nunca leve Parentes ou Conhecidos para a Entrevista: Isso pode parecer estranho, mas as vezes as pessoas acabam levando familiares ou amigos para a entrevista com o objetivo de se sentirem mais seguros. Apesar disso, isso não é indicado e evite levar qualquer pessoa com você na hora da entrevista.

5 – Cuidado para Não Chegar Atrasado: Evite de todas as maneiras chegar atrasado na entrevista. Caso isso aconteça, o recrutador pode considerar o candidato desorganizado.

6 – Evite Deixar de Fazer Perguntas: Durante a entrevista, os recrutadores normalmente nos perguntam se temos alguma dúvida. Nesta hora, a pior coisa que se pode fazer é ficar quieto. O certo é a pessoa utilizar este momento para para sanar qualquer dúvida que tenha sobre a vaga.

7 – Evite Chegar Despreparado: Na entrevista de emprego, o candidato deve deixar evidente suas qualidades e os motivos que o levam a ser o profissional ideal para preencher a vaga. Além disso, é importante que o candidato pesquise mais informações sobre a empresa, assim poderá ter uma ideia do que conversar com o recrutador.

Entrevista de Emprego

Foto: Jerb

A grande meta de toda e qualquer pessoa que almeja melhores condições sociais é justamente conseguir uma vaga de emprego que possibilite, ao mesmo, essa tal ascensão social. Para isso, é necessário primeiramente uma grande carreira de estudos, isso mesmo, quanto melhor o seu currículo de formação profissional mais chances você terá de conseguir uma boa vaga de emprego.

No entanto, conseguir uma boa formação escolar nem sempre irá garantir a sua tão sonhada vaga de emprego, também é necessário certa praticidade e força de vontade. Além disso, um dos pontos mais importantes e que acaba prejudicando muitas pessoas é justamente quanto a tão temida entrevista de emprego. Isso mesmo, essa é uma etapa eliminatória, dessa forma, é bastante importante se destacar na mesma.

Vale ressaltar que várias perguntas são constantemente frequentes em uma entrevista de emprego, haja vista esse fato você pode se preparar de uma forma mais inteligente. Na continuação desta matéria você irá saber quais são essas perguntas e possíveis respostas.

Fale Sobre si: Saiba que essa é a pergunta mais frequente em toda e qualquer entrevista de emprego, a mesma é praticamente obrigatória. Por isso, uma resposta direta e objetiva é recomendada, porém, que venha a valorizar o seu perfil profissional.

Quais são seus objetivos em curto prazo? E em longo prazo? É importante ser específico, além disso, é recomendável aproximar seus objetivos aos da empresa. Neste caso evite falar sobre possíveis remunerações.

O que o levou a enviar o seu currículo a esta empresa? O importante agora será destacar a empresa, isso mesmo, mostrando o porquê de você ter escolhido a mesma em decorrência de várias outras. Para responder de forma inteligente e coerente é bom fazer uma pesquisa sobre a empresa em questão.

Qual foi a decisão mais difícil que tomou até hoje? O objetivo dessa pergunta é avaliar a capacidade de identificação de um problema e sua melhor solução por parte do futuro funcionário. Ou seja, essa pergunta avalia diretamente se você tem capacidade de trabalhar sobre pressão e conseguir as melhores alternativas em relação a problemas envolvendo o seu futuro emprego.

O que procura num emprego? Essa resposta possui várias hipóteses como, por exemplo, desenvolvimento e ascensão profissional ou social, bem como desafios, contribuição para o sucesso da empresa, atuar em um grupo ou organização de sucesso e etc.

Dê-nos um motivo para o escolhermos em vez dos outros candidatos: Essa pergunta irá testar diretamente o seu marketing pessoal, ou seja, irá avaliar como você irá “vender” o seu perfil de profissional. Nesse caso, você deve expor as suas ideias quanto ao fato de que você é o mais competente e mais indicado para aquela função em tal empresa.

Por Bruno Henrique


Para cada pessoa existe um perfil mais adequado e que deve ser exaltado na entrevista de emprego. Esses perfis se resumem em três diferentes palavras: Clássico, Casual ou Informal.

Para cada um deles, logicamente existe um perfil de vaga que pode ser desde um vendedor de loja de surf até um executivo sênior. Para todas elas é imprescindível ter bom senso e bom gosto na hora da apresentação perante o profissional de RH, fugindo de exageros ou contradições de estilos. Algumas dicas dadas por especialistas podem ser muito úteis nesta hora, são elas:

Mulheres Clássicas: Geralmente roupas escuras com o mínimo de acessórios formam a combinação perfeita. Sapatos fechados e com saltos médios são bem-vindos juntamente com terninhos ou blazers. Os acessórios também devem ser discretos assim como a maquiagem;

Homens Clássicos: Esses não devem procurar fugir das gravatas e dos ternos. Certamente as vagas são correspondentes a este estilo ou requer maior ar de seriedade e comprometimento do profissional. A barba e os cabelos devem estar impecavelmente bem cortados;

Mulheres Casuais: Ideal para áreas como TI, Comercial, Engenharia ou Administração de Vendas. O jeans só não vai pecar se não marcar muito o corpo e se combinar com a parte de cima deixando o estilo descontraído e ao mesmo tempo sério. É o famoso "esporte chique", linguagem utilizada no passado por pessoas que usavam jeans com sapatos. Deve-se ter cuidado com alças e decotes, pois ambos não são bem-vindos em qualquer estilo;

Homens Casuais: Os homens também podem brincar com a harmonia desse visual. Camisa e calça jeans se tornam uma combinação muito bacana se acompanhadas de um sapato mais comportado. O mais indicado neste caso é o sapatênis;

Mulheres e Homens Informais: Ideal para a empresa que pode quase tudo – agências de moda e publicidade, lojas direcionadas a jovens, entre outras. Acessórios e cabelos ousados são permitidos (e bem-vindos), porém os exageros no tamanho das roupas, por exemplo, pode "queimar" a imagem do candidato. Cuidado redobrado com saias e decotes ousados.

Por Luciana Ávila


A entrevista de emprego é, sem dúvida nenhuma,o momento que o empregador tem para conhecer quem pode ser seu futuro funcionário. Por isso, dentro de todo esse processo, alguns cuidados devem ser tomados por parte do entrevisado. Lembre-se, caso o leitor venha a participar de um processo de seleção, que esta é uma chance para sua vida profissional e que,por conta disso, é muito relevante saber o que não se deve falar numa entrevista de trabalho.  

Assim, de acordo como Grupo Catho, eis algumas coisas que não devemos comentar nesse momento tão importante tanto para a pessoa como para a empresa, a organização em geral.

1 – Não indague a respeito do salário e nem diga quanto deseja ganhar. Espera que o profissional que está fazendo a seleção entre nesses detalhes. Não seja afoito nesse ponto, pois isso pode lhe prejudicar.

2 – Nunca fale mal do lugar onde você trabalhou anteriormente,muito menos de seu antigo chefe. Tenha foco em suas características profissionais,isto é, em suas competências. 

3 – Nunca demonstre que está desisnteressado pelo cargo ofertado. Quando o entrevisatdor perguntar o motivo de você querer entrar para a empresa, responda mostrando suas habilidades e não dizendo que preferia outra função e que,como essa não vingou, resolveu participar dessa seleção.

Naturalmente, existem muitas outras dicas veementes sobre como se comportar bem numa entrevista de emprego. No entanto,uma vez que precisamos ter senso crítico com nós mesmos, não esqueça que a entrevista é um momento que pode ser crucial em sua vida.

Por Madson Lima de Oliveira


No exato momento que os senhores e senhoras lêem esta postagem, milhares de pessoas estão participando de uma entrevista de emprego ou processo seletivo. Porém, para ajudar os que precisam de um emprego, uma dica é mais que importante: saber o que não vestir numa seleção para uma empresa.

Pesquisas atuais apontam que, 4 entre 10 pessoas,não se veste de forma adequada na hora de procurar ou participar de um recrutamento. Esses números são bem alarmantes. Por isso, para evitar esses erros, eis uma pequena lista do que não se dever usar, em termos de roupa e imagem, numa entrevista de emprego:

Roupas berrantes: sim, não vá para um processo seltivo com vestes coloridas e chamativas;

Roupas apertadas ou largas demais: todo exagero chama atenção de forma negativa. Procure ter equílibrio em sua escolha e pesquise o perfil da empresa antes de trajar qualquer coisa;

Cuidado com os calçados: Embora confortáveis e agradáveis de se usar, nada de chunelos, sandálias ou sapatos abertos numa entrevista que visa colocá-lo no mercado de trabalho; 

Perfume muito forte: estamos falando de roupas, mas um perfume muito forte acaba estragando não só o visual,como suas chances de garantir um bom cargo;

Cuidado com acessórios: nada de detalhes em demasia (óculos de sol, muitas pulseiras, brincos ou outros itens chamativos). A harmonia das combinações é o segredo.

Por Madson Lima de Oliveira


Muitas vezes nos pegamos pensando: devo buscar uma posição mais alta ou ficar em um cargo de menor responsabilidade ?  

A situação piora quando recebemos aquele convite tão esperado para um processo seletivo de uma empresa concorrente, para um cargo de maior responsabilidade que o atual . E agora? Fique tranquilo! Você almejou essa oportunidade e agora só precisa observar se está preparando para esse novo desafio .  

Antes do processo seletivo, procure saber qual será sua função e pense se até o momento já desenvolveu o máximo de habilidades antes de aceitar esse desafio . Nesta hora de reflexão tudo conta: sua experiência profissional, o seu equilíbrio de vida pessoal os seus planos para o futuro .  

Caso entenda que não é o seu momento, não se preocupe. O profissional tem o direito de falar “ não “ ao convite , isso não fará de você um profissional desqualificado , pelo contrario você estará se fortalecendo para uma próxima oportunidade .

Mas com muita elegância , seja claro e explique por que essa mudança não está em seu planejamento de carreira do momento .   Mas, se após sua avaliação você resolver aceitar o desafio, converse com um profissional mais experiente; ele irá te ajudar a enxergar os próximos passos. Obtenha a maior quantidade de informaões de sua nova função e não se esqueça: essa oportunidade lhe dará segurança para as próximas!

Por Chris Pontes


Durante vários momentos de nossas vidas nos deparamos com processos seletivos, mas só sabemos se estamos realmente preparados quando vivenciamos situações não muito convencionais.   

No entanto, pode ser a surpresa do momento que nos faça perceber se temos condições de enfrentar o desconhecido ou se precisamos de maior preparo, afinal, nunca iremos saber o quanto a vida irá nos exigir, mas sabemos que podemos tornar esse processo menos pesado.  

Enfrentar um processo seletivo, sem dúvida não é uma tarefa fácil, surge o nervosiso , dá um branco, mas alguns erros frequentes podem ser evitados:

Falar ou escrever errado.  Cuidado!  Leia e escreva o tempo todo , exercite-se , isso irá lhe ajudar a não correr riscos desnecessários em um processo seletivo

Apresentação Pessoal Exagerada. Antes de escolher qual roupa  irá usar, lembre-se que sua roupa revela muito sobre seus hábitos , gostos e estilos . Evite o excesso!

Falar demais. Nunca fale mal dos seus colegas de trabalho e das empresas onde trabalhou, não seja prolixo ou evasivo . Fale somente o necessário!  

Sempre após o termino de qualquer processo seletivo, faça uma análise de onde você precisa melhorar, aproveite os erros e evidencie os acertos, busque o melhor sempre !

Por Chris Pontes


Foi convocado para participar de uma entrevista de emprego e não sabe como agir? O primeiro passo importante já foi dado: reconhecer que a ocasião merece uma atenção especial e não se trata de um mero encontro informal. Este preparo é necessário porque durante a entrevista você estará sendo avaliado o tempo todo, seus gestos, seu comportamento e até mesmo as roupas que usa serão alvo da atenção do entrevistador.    

A entrevista irá revelar o modo como você se porta com relação ao emprego pretendido. Portanto, você deve demonstrar respeito diante do entrevistador. Seja sincero, responda às perguntas com honestidade, lembrando sempre que quem o entrevista está preparado para saber se você está falando a verdade, ou se está dando respostas apenas para agradá-lo.

Transmita confiabilidade, mostre que você é responsável e está apto para o trabalho, demonstrando tranquilidade e confiança em si mesmo.

Com relação às roupas, vista-se com discrição. Lembre-se, você não está indo a uma festa, mas também não está indo à padaria da esquina. Sua roupa deve refletir quem você é, deve demonstrar que possui personalidade.

Uma última dica e não menos importante é: seja simpático. O bom humor é fundamental. As empresas querem em seu time funcionários cordiais, que tenham bom relacionamento com toda a equipe, o que é determinante para que a unidade da organização se mantenha.  

Por Leni do Vale


A dificuldade de conseguir um emprego começa com a apresentação de um currículo fora dos padrões ou mal feito. Além disso, um dos passos mais importantes para a reinserção do profissional é o comportamento durante as entrevistas, que é considerado um fator decisivo para passar na frente dos concorrentes e assumir a vaga desejada.

Neste momento, qualquer erro pode ser determinante. Um olhar desinteressado, falhas na linguagem corporal, entre outros aspectos, são considerados fatais de acordo com a empresa de pesquisas CareerBuilder. No levantamento que realizou, mais de 50% dos entrevistados apontam falhas como atender ao telefone no meio da entrevista, mandar mensagens de celular e vestir-se de forma imprópria para a ocasião.

Entre outras falhas dos entrevistados, a pesquisa deu exemplos marcantes do que não se deve fazer:

– Uma entrevistada solicitou o adiamento do início do emprego para ganhar mais presente de Natal.

– O entrevistado disse que teve que se obrigar a deixar um emprego bancário, pois sentia constante tentação em roubar dinheiro da instituição.

– Mesmo com o entrevistador ouvindo o barulho do toque, o candidato negou estar com o celular no bolso.

Por Marcelo Araújo


Quantas e quantas vezes não fomos até uma entrevista de emprego, esperamos com humor glacial uma longa lista de candidatos entrarem e saírem da sala de entrevista, para ouvirmos um simpático e superficial “Entraremos em contato”?

A regra de etiqueta das entrevistas de emprego prega que você que não obteve uma resposta pode , e deve, ligar para questionar o empregador desatento e omisso.

Não responder coisa alguma aos candidatos aos cargos oferecidos pelo estabelecimento pega, e muito, mal a empresa. Um simples “não” faz com que um esperançoso candidato siga sua vida e pare de enviar currículos para o mesmo lugar que já decidiu-se por outro profissional.

Já sabe então, não fica feio nem é deselegante correr atrás de uma resposta. Mas lembre-se não insista, pois com isso perde a oportunidade de no futuro ao invés de passar uma imagem de prestativo e interessado, passar-se por chato e inconveniente.

Por Teresa Almeida


Em uma entrevista você não pode deixar de ser você mesmo, por isso, caso não esteja acostumado a usar social, a roupa escolhida deve te deixar à vontade e revelar sua personalidade.

Antes de qualquer coisa pesquise a empresa, e use a roupa de acordo com o estilo de trabalho. Por exemplo, for fazer entrevista em um escritório de advocacia certamente terá que usar social. Não precisa ir como pinguim, pode usar cores, coloque acessórios que você costuma usar, as mulheres que gostam de saia, fiquem à vontade, mas atenção para o comprimento no máximo de três dedos acima do joelho.

Agora, se for fazer entrevista em uma agencia de publicidade, você pode ousar mais, talvez misturar o jeans e o social que esta na moda, mas sempre dentro do seu conceito de moda. 

Por L.B.


Muitas empresas e profissionais de recursos falam dos erros que os candidatos cometem nos processos seletivos. Este post dará algumas dicas para que você se sinta mais seguro e saia à frente dos concorrentes quando participar de processos seletivos.

Fique sempre consciente de que você está sendo avaliado todo o tempo, por isso tenha uma boa postura e comportamento. A primeira impressão é a que fica, por isso cuide da sua imagem pessoal. use o seu melhor português e seja claro ao se comunicar, por isso pense e prepare-se antes, em casa mesmo no que vai dizer e como.

O seu corpo também fala, então cuide da sua postura. Não cometa excessos e nem fale mal de outros profissionais ou empresa que você trabalhou antes. 


A etapa da entrevista e muito importante para qualquer um que busque sua recolocação no mercado de trabalho, e por isso mesmo e a fase mais temida por muitos candidatos.

A pressão e o “frio na barriga” são normais, mas não pode deixar que atrapalhe e comprometa seu desenvolvimento e não permita que demonstre todo o seu potencial.

Para ajudar estes candidatos, diversas empresas de recrutamento e seleção possuem programas de TREINAMENTO PARA ENTREVISTAS.

Esse programa tem por objetivo treiná-lo e capacitá-lo a enfrentar qualquer tipo de entrevista de emprego.

O treinamento mais comum e feito com o auxilio da web, onde o candidato depois de fazer uma entrevista on-line, recebera e-mail informando seus pontos positivos e o que se deve melhorar.

Com isso, ao chegar à entrevista o candidato terá mais calma e tranqüilidade e só irá se beneficiar de sua experiência.

Por José Alberi Fortes Junior


Hoje em dia, onde o mercado cresce e modifica-se acentuadamente em seus paradigmas, o rigor na contratação de um novo colaborador é tanto que presidentes de grandes corporações chegam a entrevistar os aspirantes aos cargos oferecidos, pessoalmente.

A necessidade é entender sua equipe, conquistar a confiança e confirmar o êxito na escolha. Com isso, consequentemente, é possível extrair o melhor destes profissionais. Cara a cara com o seu futuro chefe não basta proferir palavras ensaiadas e ensinadas na faculdade; é necessário deixar claro seus objetivos, falar de resultados concretos (e os mais importantes) que já conquistou, socializar experiências como gestor, mostrar que dedicou-se a estudar a empresa (valores, missão, organização), concentrar-se em questões estratégicas, controlar o nervosismo e aí então mostrar-se sereno diante da avaliação.

Lembre-se a busca por trabalho é acirrada, mas garante seu lugar aos melhores profissionais. Seja um deles!

Fonte: Revista Você S/A

Por Teresa Almeida


Apenas ver um anúncio de vaga de emprego e mandar currículo é pouco seguro para o candidato. Primeiramente, porque a opção de aceitar um emprego deve ser vista como um projeto a médio e longo prazo. Além disso, em uma entrevista de emprego o principal critério dos recrutadores costuma ser o conhecimento que o candidato tem sobre a empresa e o cargo aberto.

Uma rápida investigação é mais segura. Por telefone ou pela internet, colha informações sobre a agência de recursos humanos e a companhia onde pensa trabalhar. Faz bem levantar dados como número de funcionários, abrangência territorial, produtos e serviços que elas fornecem e histórico dessas companhias.

Vale inclusive dar uma olhada na Justiça para saber se ela habitualmente é processada por antigos funcionários e fornecedores. Se sim, é sinal de que os trabalhadores devem sofrer prejuízos dentro dela. Nem todas as ofertas valem a pena.

Karina Gonçalves


Imagine uma situação onde você chega para uma entrevista e a sala onde será realizada a entrevista de emprego é no 40º andar, você chega de elevador panorâmico e a sala é cheia de vidros, onde a visão da cidade é privilegiada e a mobília é toda de ultima geração.

Mesmo sendo tudo novidade e tudo surpreendente, mantenha a calma e não entre na onda de achar tudo o Maximo.

Seja comedido nos comentários, elogie o que há de bonito e nunca critique o que não estiver em harmonia. Não pareça muito impressionado, pois isto certamente ira lhe tirar o foco da verdadeira razão para esta conversa.

Haja naturalmente e sempre com serenidade, para não demonstrar muita insegurança nem deslumbramento.


Para quem deseja uma vaga em empresas multinacionais e em vagas que exigem inglês fluente ou avançado, é cada vez mais comum a entrevista em língua estrangeira, o que permite a avaliação mais precisa dos interessados.

Antigamente, quando a prova acontecia, era escrita e causava muitos problemas, afinal um conhecimento mais instrumental facilitava o acesso de pessoas sem a fluência na língua falada.

Para quem está enferrujado, a dica é ouvir muitos filmes e procurar seus velhos livros, para relembrar pelo menos com o vocabulário mais básico, para que na entrevista algumas perguntas mais simples possam ser respondidas, mesmo que de uma maneira bem superficial.

Por José Alberi Fortes Junior


Por mais descontraído e clima informal que cada entrevista passe, a seriedade não deve ser nunca esquecida e nunca ser levada em tom de brincadeira.

Brincadeiras, gírias e sarros devem ser evitadas para que nenhuma observação ou apontamento forneça uma imagem distorcida ou errada do entrevistado.

O entrevistador pode iniciar com um tom mais provocativo ou até mais fanfarrão, mas nunca saia de uma certa informalidade para que não ocorra nenhuma gafe nem gere nenhum desconforto com o entrevistador ou a equipe.

Responder com veracidade e com sinceridade todos os questionamentos e não acrescentar nenhum preconceito faz parte da postura correta de qualquer um que esteja atrás de uma recolocação no mercado de emprego.

Por José Alberi Fortes Junior


Em uma entrevista de emprego sempre é bom estar munido de todas as informações para que não ocorra nenhum tipo de desinformação ou duvida sobre a experiência e sobre as atividades realizadas.

Manter seu currículo sempre atualizado também facilita a exposição de suas experiências profissionais e seus conhecimentos específicos e gerais.

Perder uma vaga por desatualização do currículo é algo inaceitável e algo que dificilmente será perdoado pelos entrevistadores.

Dados pessoais e últimas empresas são dados imprescindíveis na hora do preenchimento de um currículo que desperte o interesse e a curiosidade de todas as empresas.

Por José Alberi Fortes Junior


Muitas pessoas passam por inúmeras entrevistas e não são convocadas para etapas decisivas do processo seletivo e ficam se perguntando o porquê disso. Muitos excelentes profissionais, com uma grande capacidade e conhecimentos, não sabem se portar na hora da entrevista, não são espertos. Vamos ver algumas dicas de como “vender o seu peixe” e sair-se bem:

  • Seja convincente. Fale verdades sobre você de forma que valorize o seu potencial, mas de maneira alguma minta. Isso acabará sendo notado e o seu peixe vai ficar estragado.
  • Mantenha uma boa postura física, olhar direto e franco, de modo a demonstrar autoconfiança e dizer com clareza o que conhece e sabe fazer, sem rodeios.
  • Não receie quando lhe perguntarem pelos seus defeitos. É fácil falar sobre as qualidades pessoais e até inventar, use a sua criatividade para falar de seus defeitos sem que isso deprecie a sua autoimagem, todas as pessoas possuem defeitos. Apenas cuidado como vai falar deles.
  • Seja sincero e não atribua a si qualidades que não possui, não tente fazer maquiagem nos seus defeitos. Sinceridade abre portas e a entrevista pode ser muito proveitosa. Boa sorte.

Por Lindomar Vieira


Uma entrevista de emprego mostra muito mais de você do que um pedaço de papel com informações sobre sua profissão.

1-Em uma entrevista você tem que mostrar tranqüilidade e que tem habilidade para o cargo, pulso firme, paciência entre outras qualidades para o cargo desejado.

2- Lembre-se que a imagem é seu cartão de visita. Então quando for procurar um emprego, não use roupas coloridas, transparentes ou decotadas, as saias justas ou mini e até mesmo as bijuterias grandes.

3- De nada adianta estar bem vestido, cumprimentar direito se na hora de expor suas idéias usa muitas gírias, fala com erro de concordância ou mesmo fazer piadinhas de mal gosto.

Quando for a uma entrevista de emprego, preste atenção na reação do entrevistado, não fique contando vantagem, mostre o que você sabe sem se tornar inconveniente.


Ele com certeza é a peça fundamental na hora de procurar um emprego. Um currículo bem elaborado pode fazer a diferença na hora que o entrevistador for escolher o candidato.

Por isso quanto mais bem feito seu currículo mais chances você terá de entrar no mercado de trabalho.

Não adianta entregar um currículo com várias folhas, que estejam carentes de dados objetivos ou com erros de português. Uma ou no máximo duas páginas é o suficiente.

Não é necessário colocar nos dados pessoais, números de documentos, o importante é conter, nome, endereço, telefone, data de nascimento e estado civil.

Ao listar experiências anteriores, concentre-se nas três ou quatro últimas empresas em que você trabalhou.

Indique seu cargo e suas principais responsabilidades e resultados.


Quando o currículo é enviado resta esperar a chamada pela entrevista e pelas etapas que se seguem até a admissão.

Quando o contato telefônico acontece e é agendada a primeira etapa, a ansiedade e a expectativa são grandes. Uma certa preparação é necessária.

Porém, logo na primeira etapa ocorre a dispensa. Mesmo achando que poderia ser aprovado e que seu desempenho não tenha sido tao ruim a ponto de uma eliminação tão prematura.

Caso na hora não receba o feedback, procure saber quais foram os motivos e quais os erros cometidos que levaram ao não sucesso. O importante é não desanimar, saber onde errou e continuar o processo até ser admitido.

Por José Alberi Fortes Junior


As pessoas têm muitas dúvidas em como se portar em uma entrevista de emprego, inclusive em como se vestir para essa etapa de seleção.

Profissionais de Recursos Humanos sinalizam a importância da aparência para uma entrevista, é preciso muitas vezes, abandonar uma imagem pessoal a fim de, adquirir a imagem da empresa a qual você está se candidatando.

Para a entrevista recomenda-se uma imagem relacionada ao seu objetivo profissional, já que, cada profissão tem um visual. Algo muito importante é que, deve-se fazer o possível para manter a primeira imagem feita, no caso a imagem da entrevista de emprego, para que no fim não se torne uma propaganda enganosa.

Mas então o que fazer? O que vestir? Como manter a aparência durante o período de trabalho e qual o visual de cada profissão?

Essas dúvidas podem ser tiradas assistindo o vídeo abaixo onde uma consultora de imagem dá as dicas.


Quando se busca uma vaga de emprego, a apresentação e a despedida na entrevista são fundamentais. É a imagem que fica de você, de sua simpatia e formalidade.

O cumprimento é fundamental, é o seu cartão de visita, é a porta de entrada, portanto seja confiante. O aperto de mão é importante, portanto use de firmeza, não precisa ser um cumprimento apenas de encostar a mão ou aquele que praticamente quebra os ossos.

A educação também é fundamental, se você estiver sentado quando o entrevistador chegar, levante-se e o cumprimente, se for o contrário, vá até ele e aperte sua mão. Seja simpático tanto na despedida quanto na entrada, use do seu sorriso.

Por José Alberi Fortes Junior

Há pessoas que são, por natureza, falantes e extrovertidas, muito comunicativas, isso é bom na vida cotidiana, pois permite um bom relacionamento interpessoal e popularidade.

Falar demais não significa dizer a verdade e nem o necessário ao momento. Antes de falar é preciso ouvir atentamente a pergunta que está sendo feita e notar os detalhes apresentados.

A entrevista é um momento importantíssimo dentro do processo seletivo para um emprego e nunca se vai a ela para falar e falar de si, conforme pensam alguns. O entrevistado precisa ter em mente que lhe serão feitas perguntas objetivas que merecem respostas igualmente objetivas.

É preciso ser educado e deixar que o selecionador expresse aquilo que precisa saber sobre o candidato para, só então, falar alguma coisa. Falar demais pode ser muito bom na informalidade do dia-a-dia, mas é ruim num processo seletivo. Quem muito fala poderá passar muito mais tempo conversando, pois acabará ficando mais tempo desempregado.

Por Lindomar Vieira

A Crowe Horwath International é uma multinacional que atua em 102 países e é uma das dez maiores empresas de auditoria independente do mundo.

A empresa está com inscrições abertas para o seu programa de trainee, e está recrutando recém-formados ou estudantes do último ano em administração, economia e ciências contábeis.

Além da bolsa-auxílio a empresa oferece vale-refeição, seguro de vida, assistência médica e odontológica e adicional de custeio da faculdade. O processo seletivo terá avaliação de currículos, entrevistas e dinâmica de grupo.

As inscrições vão até o dia 30 de setembro, os interessados devem mandar o currículo para o email [email protected].


Quando você consegue uma entrevista de emprego, algumas informações e respostas devem ser feitas de forma a deixar claro seus objetivos e, acima de tudo, encantar o entrevistador.

Na entrevista fale sobre você, mas não exalte somente os seus pontos positivos, afinal todos têm defeitos, e conhecê-los é fator fundamental para quem procura um aprimoramento.

Explicar quais são os objetivos a curto, médio e longo prazo, explicar os motivos que o levaram a enviar o currículo, avaliar seu último ou atual emprego, citar as maiores satisfações e as maiores decepções, sem criticar ninguém, que até hoje você teve na sua vida profissional também fará com que o entrevistar tenha idéia e já trace o seu perfil.


Dentre tantos detalhes, a apresentação pessoal e verbal é uma das etapas fundamentais para a conquista de uma vaga em uma grande empresa.

A linguagem utilizada, as vestimentas e até mesmo como se portar na hora de uma entrevista e também como agir dentro da empresa são ações que devem ser policiadas e contidas, pois são dessas ações realizadas que a chefia vai formular a personalidade profissional do funcionário.

São essas atitudes que irão demostrar o quão entregue e interessado está e o quanto vai se dedicar para e pela empresa. Sendo assim, tranquilidade, sinceridade e otimismo contam muito para se destacar dentre os demais.


Processos seletivos são comuns na maioria das empresas e organizações. O avanço na hierarquia é um objetivo normal, corriqueiro e compreensível de todo funcionário. Então como fazer para se destacar neste mundo de tanta concorrência?

Primeiramente a postura profissional é fundamental, pois é o inicio da seleção, com a comprovação de bom histórico profissional. Depois disso é importante ter consciência que todas as ações e atitudes podem acrescentar ou desqualificar sua avaliação.

Mostrar-se motivado, criativo, dinâmico, entusiasmado e consciente de suas novas possíveis atribuições são fundamentais para que seu potencial possa ser observado e que seus diferenciais possam ser levados em conta para uma promoção.


A roupa usada numa entrevista de emprego diz muito sobre o candidato, podendo fazer muita diferença nos casos em que a empresa precisa decidir entre 2 candidatos igualmente qualificados, por exemplo.

O ideal é vestir-se de acordo com o cargo pretendido, assim, estagiários e diretores têm regras distintas quanto ao estilo de vestimenta, mas na dúvida é sempre bom optar por roupas clássicas, com as quais é difícil errar.

Fazem parte do traje clássico a famosa dupla camisa e calça social para eles, e terninhos para elas. Mas cuidado com as cores: use cores sóbrias, neutras, caso contrário a roupa pode depor contra você.

E atenção redobrada aos acessórios: nada de usar excesso de jóias, colares, anéis e brincos muito grandes. Decotes, saias curtas, roupas desfiadas, regatas e chinelos devem ser evitados, sempre. Perfumes podem ser usados, com moderação.  Aliás, em se tratando de roupa para entrevista de emprego, moderação é palavra-chave.


Além de contribuir para o crescimento pessoal sendo uma experiência sem igual, o trabalho voluntário está sendo considerado um diferencial principalmente para quem está em inicio de carreira.

Freqüente nas entrevistas ou nos testes pré-entrevista as empresas querem saber se o candidato já teve ou tem experiências de atuação de trabalho voluntario, o fato é que, arranjar um tempinho a mais para trabalhar em Associações, Fundações e Organizações Não-Governamentais dá mais maturidade tanto como pessoa quanto como profissional.

No fim ajudar a quem precisa é mão dupla de lucro, ganha quem é ajudado e ganha quem ajuda, por isso, não custa nada dar uma mãozinha a quem necessita.


Estudantes do curso de Administração de Empresas, Ciências Contábeis, Engenharia, Economia, Estatística, Marketing, Matemática, Publicidade e Propaganda, e Negócios de Moda, agora podem ter uma grande oportunidade na rede de lojas varejistas de moda Riachuelo.

As vagas são para trainees, e é necessário ter inglês fluente e disponibilidade para morar em qualquer outra cidade do país.

O programa, que tem duração de 10 a 12 meses e começa em 2010, vai oferecer duas possibilidades de contratação definitiva para os cargos de gerente de loja e gerente de produto.

Além da análise de currículo, o processo seletivo será composto de testes on-line, dinâmicas de grupo, painel de competências com gestores e entrevista final com a diretoria da empresa.

As inscrições podem ser feitas através do site www.riachuelo.com.br, até o dia 7 de setembro.


Se você mora em São Paulo e está desempregado, esta é a hora de correr atrás do tempo perdido.

O Centro de Apoio ao Trabalhador disponibiliza vagas para arte-finalista, auditor interno, coordenador pedagógico, recepcionista bilíngue, auxiliar contábil, supervisor de tesouraria, professor de inglês, entre outros cargos.

Para se candidatar a uma das vagas basta se dirigir a uma unidade mais próxima do CAT, com carteira de trabalho, RG, título de eleitor, histórico escolar e CPF. Se você possui cursos profissionalizantes ou que enriqueçam o seu currículo, leve o comprovante.

Em cada região da capital paulista há uma unidade do CAT:

  • Região Leste: Rua Gregório Ramalho, 12, Itaquera;
  • Região Norte: Rua Voluntário da Pátria, 1553, Santana;
  • Região Oeste: Rua Monteiro de Melo, 342, Lapa;
  • Região Central: Avenida Prestes Maia, 913, Luz;
  • Região Sul: Avenida Interlagos, 6122, Interlagos.

Qualificação profissional. Muitas vagas deixam de ser preenchidas em todo o país por causa da falta de qualificação de mão-de-obra.

Para que nenhuma oportunidade seja perdida por causa desse fator, é necessário manter-se atualizado e frequentemente participar de cursos profissionalizantes que vão acrescentar o currículo do candidato no momento de uma seleção.

Diversos cursos são oferecidos gratuitamente, ou a preços populares por todo o país. É importante ficar atento às oportunidades que comumente são oferecidas.

Cursos extracurriculares enriquecem o profissional e causam boa impressão diante do empregador. Não perca tempo e procure um curso na sua área de atuação em sua cidade. Aqui nesse canal de empregos, vamos disponibilizar algumas opções para essa finalidade.


É um verdadeiro juramento quando você entrega um currículo ou participa de uma entrevista pessoal. Porém, muitas pessoas insistem em mentir quando vão citar as experiências profissionais ou cursos realizados no curriculum vitae. Atire a primeira pedra aquele que nunca colocou um curso fantasioso aqui, uma experiência inexistente ali, muitas são as façanhas de um candidato a uma seleção de emprego.

Vale lembrar que com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo e a “multifuncionalidade” fazer parte do vocabulário dos empregadores atuais, mentir no momento da entrevista ou na entrega de um currículo pode ser fatal para a sua vaga pleiteada. Uma pessoa que não tem domínio de programas específicos de informática e os coloca no currículo, como vai conseguir trabalhar com essa ferramenta caso seja pedido na empresa?

Para evitar situações constrangedoras como essa e inclusive manter sempre a honestidade e idoneidade diante do seu empregador, fale sempre a verdade. Mesmo que você não tenha nenhuma experiência profissional ou nenhum curso tão relevante, opte sempre pela transparência. Com isso, você vai conquistar a confiança do seu futuro patrão e não vai ser surpreendido com nenhuma atividade extra que não seja da sua competência.


Pontualidade. Esse é o lema que todos os funcionários de todas as empresas do país deveriam ter em suas vidas. Mas não é o que acontece no Brasil.

O almoço que está marcado para as 12h, já é estrategicamente estipulado esse horário para que as pessoas comecem a chegar a partir das 13h. Porém, quando se trata de emprego essa funcionalidade é drasticamente modificada. Ser um diferencial dentro de uma empresa brasileira é ser pontual.

Nos primeiros contatos com o empregador, ou seja, na entrevista pessoal, sempre chegue 15 minutos antes do horário devido, ao contrário do imaginário 15 minutos de tolerância tão divulgados pelos conterrâneos “brasucas”. A pontualidade é um marco importante de um funcionário e que é difícil de ser encontrado nas organizações empresarias atuais.

Portanto, se você almeja ser bem visto no seu emprego, ou se ainda não o tem, pretende se destacar nas entrevistas pessoais e dinâmicas de grupo chegue sempre com antecedências para realizar suas atividades.

Dica: mantenha seu relógio adiantado em 15 minutos. Apesar de você saber a hora exata, vai se policiar no momento em que estiver se arrumando para um compromisso, seja ele de trabalho ou pessoal.


Partindo desse pressuposto, pode-se concluir que ao se apresentar a alguém é preciso causar uma boa impressão. A famosa “primeira impressão” à qual o texto se refere, é fundamental em uma entrevista de trabalho. Saber se vestir, dosar a maquiagem ou manter o rosto sempre ‘seco’ (principalmente para os homens), torna-se fator preponderante no momento do primeiro contato com o empregador.

Não só o corpo fala como também as roupas falam. E é sobre isso que muitos candidatos devem estar atentos no momento de uma seleção ou dinâmica de grupo. Nunca use roupas desconfortáveis ou que vão causar certo constrangimento para você ou para o empregador. Cuidado ao usar maquiagem. Tons leves e neutros sempre caem bem a qualquer momento. Já para os homens, mantenha sempre o rosto devidamente limpo e seco.

Salto muito alto nunca é adequado para uma seleção. O risco de “cair das tamancas” em plena dinâmica de grupo pode lhe custar a sua vaga na empresa.

Para ambos os sexos, roupas leves e alinhadas, sapatos e bolsas em harmonia com toda a vestimenta, é fundamental para causar uma boa impressão.

Lembre-se: quando se trata de trabalho, a primeira impressão é a que fica sim!





CONTINUE NAVEGANDO: