Confira aqui como saber se você caiu na malha fina e corrigir os erros da declaração do Imposto de Renda 2017.

A entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2017 foi recebida até 28 do mês passado. Porém, alguns dias depois é possível saber se o contribuinte entrou na malha fina. Isso porque é muito rápido o processo de verificação dos dados informados. A Receita Federal (RF) identifica logo após poucas horas do envio do documento, se a declaração teve algum problema ou erro, de acordo com o Supervisor Regional da RF em São Paulo, Valter Koppe, em entrevista concedida a reportagem de economia do portal UOL.

Segundo o auditor, as informações da declaração são confirmadas com outras repassadas ao Fisco por instituições como INSS, bancos, empresas, convênio médicos, imobiliárias, administradoras de cartão e outras.

Portanto, se o contribuinte omitiu alguma informação ou deu um dado errado, como não incluiu rendas dos dependentes, logo a declaração ficará retida pelo leão.

Como sair da Malha Fina

O contribuinte deve acessar o site: http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/atendimento-virtual para acompanhar se sua declaração está na malha fina. Basta informar o CPF, criar uma senha e cadastrar um código de acesso (veja no link abaixo).

Como gerar um código de acesso para ver, por exemplo, o Extrato de Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) e a Pesquisa de Situação Fiscal. Link: http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/atendimento-virtual/geracao-do-codigo-de-acesso-para-o-portal-e-cac.

Se constar algum problema na declaração do contribuinte, há duas maneiras de resolver isso:

1- A declaração gerou dúvida, mas não há erro;

Quando o contribuinte preencheu todas as informações corretamente, neste caso são duas as formas de resolver:

– Aguardar receber o Termo de Intimidade ou Notificação de lançamento da RF.

– Ou agendar atendimento para comprovar as informações entregando a documentação necessária (Prazo a partir de janeiro de 2018, para declarações deste ano).

2- Erro ou informação incompleta.

Nesse caso, o procedimento é retificar a declaração o mais rápido, antes que a Receita convoque a pessoa a prestar esclarecimentos, porque depois não será possível. Para corrigir o documento se ele foi feito através de celular ou tablet, só por meio de um computador de mesa, veja como:

– baixe o programa de envio da RF no PC e faça a correção.

– No celular ou tablet envie o documento realizado anteriormente para um PC, salve-o e siga a primeira orientação.

– No programa da RF, no menu “Ferramentas”, depois em “Cópia de Segurança” e clique em “Restaurar” (então a declaração será importada).

– Por fim, faça as alterações, salve e transmita para o programa.

Daniella Dutra


Saiba aqui quem precisa declarar o Imposto de Renda 2017.

A partir do dia 2 de março a Receita Federal começará a receber as declarações referentes ao Imposto de Renda de 2017. O prazo para o envio da declaração segue até o dia 28 de abril de 2017.

Quem precisa fazer a declaração?

Segundo a Receita Federal, precisará declarar em 2017 aquele contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis que foram superiores a R$ 28.559,70 no ano passado.

O valor sofreu um acréscimo para 1,54% com relação a 2016. No ano passado foi somado R$28.123,91 tendo como ano base 2015.

Os contribuintes que fizerem a escolha pelo desconto simplificado abrirão mão de todas as deduções que são previstas na legislação tributária em compensação de uma dedução na faixa de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, aqui o limite é de R$ 16.754,34, mesmo valor de 2016.

Quem está obrigado a declarar o Imposto de Renda em 2017?

– Contribuintes que tiveram rendimentos isentos, tributados exclusivamente na fonte ou não tributáveis, desde que a soma seja maior do que R$40 mil em 2016.

– Quem teve em qualquer mês do ano passado, ganho de capital no caso da alienação de bens ou direitos ou que fez operações em bolsas de valores, de futuros, de mercadorias ou semelhantes.

– O contribuinte que em 2016 conseguiu uma receita bruta maior do que R$142.798,50 por desenvolvimento de alguma atividade rural.

– Quem, até o dia 31 de dezembro, teve a posse ou ainda a propriedade de bens ou de direitos, incluindo terra nua de valor maior do que R$300 mil.

– Aquele que se tornou residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e que se encontrava nessa situação no dia 31 de dezembro de 2016.

Formas de entregar a declaração

O envio da declaração do Imposto de Renda de 2017 poderá ser realizada por meio da Internet. Para isso é só usar o Programa da Receita Federal chamado de Receitanet. O processo é online e pode ser feito por meio do próprio site.

Lembrando que agora não é mais permitido que a entrega da declaração seja feita por meio de disquete em Agência da Caixa Econômica ou do Banco do Brasil. Essa forma de entrega já foi extinta desde o ano de 2010.

Já o cronograma de restituições segue o calendário entre 1° de junho seguindo até o dia 15 de dezembro de 2017.

Por Denisson Soares





CONTINUE NAVEGANDO: