Construção Civil sofre com a Falta de Profissionais



  

O mundo competitivo tem obrigado jovens e adultos a procurarem melhores qualificações para seus currículos. As exigências são cada vez mais extensas e aumentam anualmente. Não basta ter graduação; é preciso pós-graduação. Escrever e falar perfeitamente a língua portuguesa é uma exigência, assim como também é necessária a língua inglesa em nível intermediário.

Profissões com cobranças mais brandas têm sofrido com a falta de profissionais. De acordo com o levantamento ‘Trabalho, Educação e Juventude da Construção Civil’, construído pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o número de trabalhadores com idades de 15 a 29 anos decresceu de 34,2% para 28% entre 1996 e 2009 pelo setor. A pesquisa vai mais além, pois no primeiro período em questão (1996) o tempo médio de educação dos trabalhadores era de 4,41 anos; no segundo período (2009) avançou para 6,35 anos.




Para Marcelo Neri, coordenador da pesquisa, o jovem tem procurado funções que precisem de maior escolaridade e deixado de lado a ideia de atuar num emprego em que a terminologia “braçal” seja a referência. Para compensar essa migração, acredita que o segmento precisará incrementar salários e assegurar direitos trabalhistas, bem como qualificar melhor a mão de obra.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Agência Brasil

Nossos Cursos - Loja Online



Cursos de aprimoramento profissional Trabalhou.com.br. Visite nossa loja.



2 Comentários - Escrever um Comentário

  1. Trabalho na área da construção civil a mais de 25 anos, tentei fazer faculdade de eng civil e tranquei no 3ºano, hoje trabalho como construtor civil, qualquer área desse ramo eu atuo, pode ser dizer em todos, tenho muita facilidade em aprendizagem, e também já fui voluntário em cursos profissionalizante á jovens carentes com cursos de elétrica, hidráulica, pedreiro, carpinteiro, armador, azulejista, pintor e também em eletrônica domésticas, hoje atuo mais na área de contenções geotecnia, meu desejo hoje é de me ingressar no senai, ou equivalente para doar do que mais gosto de fazer, trabalhar numa profissão que sempre sonhei e hoje depois de passar minha infância como andarilho eu sinto falta nos jovens de hoje o que eu senti no passado, por isso desejo ser prestativo a alguém, espero que alguém leia e me faça jus de ensinar tudo que aprendi, e digo que tudo que sei hoje na pratica sei também na teoria, na área civil eu tenho conhecimento desde contatar o cliente ao término de sua obra, entrega da chave.
    aguardo.

  2. bruno rigue de souza · Editar

    boa noite sou bruno rigue de souza queria uma vaga como servente de pedreiro tenho muita vontade de trabalha nessa area e euma area que eu atua bem sou muito empenhado nao tenho muita experiencia tenho 20 anos so mas me garanto no que faço e estou precisando du trabalho co urgencia desde ja muito obrigado…

Post Comment