CIEE-SP tem vagas abertas no Programa Aprendiz Legal



  

As oportunidades abertas para o programa Aprendiz Legal são destinadas para jovens que tenham entre 14 e 24 anos de idade.

Com uma oferta total de 640 vagas, o CIEE de São Paulo, capital, anunciou recentemente que já se encontra recebendo as inscrições daqueles candidatos que pretendem participar do Programa Aprendiz Legal. Mesmo o CIEE não tendo divulgado um prazo limite para que as inscrições sejam feitas é importante que quem quiser aproveitar a oportunidade se inscreva o quanto antes. Veja os principais detalhes e como participar:

As oportunidades abertas para o programa Aprendiz Legal são destinadas para jovens que tenham entre 14 e 24 anos de idade. As inscrições podem ser feitas de forma completamente gratuita via internet por meio do endereço eletrônico: www.ciee.org.br.

Conforme as informações divulgadas a respeito do programa a informação que se tem é que o mesmo tem a função de possibilitar que jovens possam ter a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho. O diferencial é que esse ingresso é feito de forma legal já com carteira assinada, porém, com prazo determinado.



Além disso, os jovens participantes do programa terão a possibilidade de receberem capacitação teórica específica nas áreas em que irão atuar. Essas capacitações serão oferecidas pelo próprio CIEE.

É interessante chamar a atenção para o fato de que o programa Aprendiz Legal ainda oferece aos jovens uma série de benefícios definidos como adicionais, mas que são gratuitos. Entre eles passeios culturais, participação de oficinas técnicas especializadas, palestras e ainda terão direito a lanches. Um aspecto que vale a pena ressaltar é que os participantes ainda contarão com o apoio de assistentes sociais que irão interagir tanto com as famílias dos jovens que participam do programa quanto com a empresa onde o mesmo se encontra inserido.

A participação dos jovens no programa Aprendiz Legal é uma ótima oportunidade para que eles desde o início de sua caminhada profissional possam ter acesso a um projeto que conta com a participação de corporações, aprendizado teórico e prático. É interessante lembrar também que os materiais didáticos utilizados para o desenvolvimento dos jovens aprendizes são desenvolvidos pela Fundação Roberto Marinho, mais uma organização parceira do programa. Outro aspecto que vale ser ressaltado é o fato de que além de se preparar profissionalmente o salário que será oferecido ao jovem poderá até possibilitar que o mesmo auxilie sua família uma vez que grande parte deles são de baixa renda ou estão em condições sociais que inspiram atenção.

Por Denisson Soares



Post Comment