Aposentadoria 2022 – Calendário de Pagamento do INSS


Veja aqui o calendário de pagamento do INSS 2022. Datas de pagamento da aposentadoria já estão definidas para este ano.

De acordo com informações divulgadas recentemente, o Instituto Nacional do Seguro Social em breve realizará os pagamentos dos seus benefícios. Segundo o divulgado pelo órgão, eles já estão reajustados tanto para os aposentados quanto para os pensionistas. Além disso, o pagamento está previsto para começar em breve, visto que os primeiros segurados-contribuintes receberão ainda no dia 25 de janeiro.


Nesse sentido, vale ressaltar que o INSS já divulgou um calendário e também os critérios que serão usados para que os beneficiários recebam. Ele se aplica tanto às pessoas que recebem até um salário mínimo quanto aquelas que recebem quantias superiores. Ambos os casos passarão por reajustes em função do aumento do salário mínimo, que aconteceu ainda no dia 1º de janeiro de 2022.


Vale ressaltar que o salário mínimo teve aumento de 10,18%, conforme o divulgado pelo Governo Federal na data citada. Assim, ele passou de R$ 1.100 para R$ 1.212. A partir dessa informação, o INSS elaborou o seu calendário que vai considerar o último número do cartão do beneficiário para o pagamento.


De encontro a isso, é importante explicar como este esquema funciona. Portanto, um contribuinte que possua a conta de número 123.456.789-0 deve desconsiderar o zero, que é o digito verificador e não o último número da conta. Logo, o último número se torna o 9, cuja primeira parcela foi paga ainda no dia 06 de janeiro e a próxima será paga no dia 04 de fevereiro.


Para além das questões de pagamento, também é interessante destacar como funcionará o aumento dos beneficiários que recebem mais do que um salário mínimo do INSS. Nesse sentido, o aumento seguirá os mesmos 10,16% de acordo com o Índice Nacional de Preços do Consumidor de 2021, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e estatística.

Uma vez que o INSS teve uma alta no teto, ele passará a ser de R$ 7.088,50 ao longo de 2022. Entretanto, é muito importante pontuar que tais valores foram confirmados pelo Governo Federal ao longo do mês de janeiro, o que aconteceu através de uma publicação no Diário Oficial da União ainda na última quinta-feira (20).

Também é importante explicar que o reajuste em questão vai ter reflexos diretos na forma como a contribuição dos trabalhadores é cobrada para o INSS. Diante dos fatos destacados, é interessante mencionar que aqueles que têm a carteira de trabalho assinada, bem como os trabalhadores avulsos e as empregadas domésticas, contarão com uma nova tabela de recolhimento.

De acordo com essa tabela, quem recebe até um salário mínimo terá 7,5% do seu salário recolhido. Por fim, as pessoas cujos salários ficam na faixa entre R$ 3,6 mil e R$ 7,08 mil terão 14% de recolhimento em cima dos valores citados. Vale pontuar, entretanto, que os recolhimentos que aconteceram durante o mês de janeiro ainda seguiam a tabela do ano de 2021, visto que se referiam ao mês de dezembro.

Sobre os pagamentos, entretanto, eles já começaram a acontecer com os novos valores em janeiro deste ano. Porém, aqueles que começaram a receber em 2021 e após o mês de fevereiro terão um percentual um pouco menor, visto que eles ainda não tiveram tempo para completar os seus primeiros 12 meses de pagamentos para, então, ter os reajustes devidos. Logo, quanto mais tardia for a data de início em 2021, menor será o reajuste para 2022. As informações completas relativas a isso estão disponíveis no site do INSS.

Além disso, também é importante destacar que o calendário completo e com todas as datas de 2022 está disponível no site do órgão e explica detalhadamente as condições de recebimento para os aposentados do INSS. Portanto, em caso de maiores dúvidas, é sempre válido consultar o documento em questão.


Amanda Guimarães Faria


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.