Receber uma crítica é comum, e na maioria das vezes ela vem de forma negativa sempre colocando em pauta a personalidade das pessoas e outros fatores. Se a crítica vem de um chefe, por exemplo, é um tanto desanimador e desaprovador para muitas pessoas, já que para este caso em questão há uma expectativa muito grande entre chefe e funcionário.

Mas será que é possível tornar uma crítica positiva e fazer com que ela tenha um peso construtivo em nossas vidas?

Normalmente, o que se leva de tudo isso é o aprendizado, já que muitas vezes não se pode lutar contra a maré. Há pessoas que apenas ouvem uma crítica sem analisá-la antes de absorvê-la (o velho jargão "engolir sapo"), mas há também aquelas que rebatem e discutem, demonstrando imaturidade e um comportamento agressivo. Ambos os comportamentos refletem experiências anteriores obtidas durante a infância e que teve um impacto muito grande em seus valores pessoais. Pense nisso.

Às vezes um comportamento agressivo ou arrogante de uma pessoa vem de berço. Por exemplo, se uma criança for mimada tendo tudo o que quer sem nenhum limite, ela pode se tornar um adulto totalmente arrogante, tendo dificuldades de lidar com críticas e opiniões diferentes. Essas são só algumas de inúmeras consequências que isso pode trazer.

Se você deseja aprender a resignificar uma crítica de forma correta, atente-se às dicas a seguir:

– Ouça a crítica e se responsabilize pelo o que fez. Lembre-se que se responsabilizar é diferente de se culpar.

– Se for argumentar, argumente de forma positiva. Escute e esteja aberto a novas sugestões.

– Use tudo como forma de aprendizado e desfrute disso. Considere as críticas como um vale-presente, o qual você sempre poderá trocar por algo melhor.

– Tenha consciência de que nem todas as críticas serão positivas e te trarão crescimento. Cabe a você escolhê-las e saber usar apenas aquelas que sejam convenientes para você. Faça melhor aquilo que você já faz bem!

Por Daniela Almeida da Silva





CONTINUE NAVEGANDO: