O desligamento de um funcionário de uma empresa pode ocorrer de 3 formas diferentes: pedido de demissão, demissão por justa causa e demissão sem justa causa.

Dos 3, talvez o que mais impacta a futura vida profissional do empregado dispensado é a temida (e muitas vezes desconhecida) demissão por justa causa.

Muita gente não sabe, mas certos atos aparentemente inocentes podem ser motivo justo de desligamento da empresa: é preciso ficar atento que a demissão por justa causa sempre estará presente nos casos em que o empregado descumpre alguma obrigação contratual ou legal. Atos de indisciplina ou de insubordinação: quando o funcionário descumprir as ordens gerais de serviço de seus superiores é motivo de demissão por justa causa, prevista no artigo 482 da CLT- Consolidação das Leis do Trabalho.

Para saber mais, acesse:

http://www.sitro.com.br/informacoes/rescis%C3%A3ocontraturalart482483.htm.

Créditos: Cris Keller

Após a nova lei do estágio e as novas regras de contratação de um estagiário, os estudantes agora têm a oportunidade de passar por essa experiência da forma como sempre deveria: como um aprendizado.

Muitas empresas se aproveitavam da falta de uma legislação bem formulada para utilizar o estudante em áreas de atuação que não condiziam com a graduação em curso. Além disso, a carga horária e funções de um profissional, porém, com o salário de um estagiário, faziam com que estudantes não exercessem as atividades que deveriam.

Para combater essa exploração, criou-se a Lei do estágio. Com regras bem definidas, direitos e deveres, os estudantes têm a chance de pôr em prática a teoria ensinada nas universidades e faculdades. Além de ser uma grande oportunidade de ingressar no mercado de trabalho na área em que cursa, o estágio pode servir como uma porta de entrada para o futuro emprego.

Hoje, estudantes têm direito a férias remuneradas de 30 dias, carga horária definida de no máximo 6 horas, de segunda a sexta-feira, além de ser estritamente proibido o estudante exercer uma função que não condiz com a graduação exercida.

Portanto, se você é estudante e deseja trabalhar aprendendo, procure logo um estágio na sua área e não esqueça de conferir o contrato.





CONTINUE NAVEGANDO: