Saque do FGTS Inativo – Recebimento de Rendimentos Extras

  

Medida Provisória dará dinheiro extra aos trabalhadores.

Mais uma boa notícia para os trabalhadores de carteira assinada no Brasil. Depois da possibilidade de sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) das contas inativas, fato que rendeu uma boa grana extra em casa, principalmente para quem estava desempregado, agora também vai ter possibilidade de receber um ‘extra’ na mesma conta.

Segundo as informações divulgadas pelo governo no último dia 26 de maio, todos os trabalhadores que possuíam conta inativa poderão receber um rendimento extra. Isto porque o congresso aprovou, neste mesmo dia, uma medida provisória (763/2016) que determina que todos os trabalhadores com FGTS inativo possam receber mais dinheiro.

Entretanto, antes de correr para o banco para sacar os valores, os trabalhadores deverão observar se estão encaixados nas regras que controlam quem deve ter acesso ao dinheiro.

Para que o trabalhador possa realizar o saque, ele deve ser enquadrado em três situações principais: Se foi demitido sem justa causa, em caso de aposentadoria e na compra de algum imóvel, dentre outras.




Além disto, permanecem as condições anteriores inerentes a quem teve direito ao saque das contas inativas, como por exemplo, a ausência de movimentação do fundo até o dia 31 de dezembro de 2016. Tanto os valores das contas inativas quanto este rendimento extra deverão ser calculados com base nos saldos das contas até o final do ano passado.

Para se chegar aos valores classificados como rendimento extra, o governo se baseou no total do FGTS de cada trabalhador depositado na Caixa. Este montante, enquanto depositado é utilizado para financiar projetos de habitação e de compra de imóveis, por exemplo, para populações de baixa renda. Esta atividade acarreta juros que são agregados automaticamente. Este montante ‘extra’ é que deve ser repartido entre os trabalhadores como forma adicional.

O governo deverá, nos próximos dias, realizar o repasse destes valores para as contas dos trabalhadores e ficará a cargo da Caixa Econômica Federal divulgar o calendário de pagamento em todo o Brasil, que deverá ser efetuado até o dia 31 de agosto deste ano. Os trabalhadores que sacaram valores do FGTS nesta ano de 2017, além dos inativos, podem ficar sossegados que também terão direito ao rendimento adicional.

Emmanoel Gomes

Nossos Cursos - Loja Online



Cursos de aprimoramento profissional Trabalhou.com.br. Visite nossa loja.



Post Comment