Profissões em Alta Após Pandemia do Coronavírus (Covid-19) – Previsões

Categorias: 2020 - 2021 - Mercado de Trabalho - Profissões - Profissões do futuro

Confira aqui as principais profissões que deverão estar em alta após a pandemia do Coronavírus (Covid-19).

Assim que a pandemia se instalou, a rotina das pessoas foi bruscamente alterada em muitos sentidos, sobretudo nas profissões. Esta situação gerou nova configuração em diversos setores da economia.



Na organização Luandre está surgindo um dos expoentes desta galopante tendência, dentro do setor de RH, por meio do qual agora há busca de profissionais para novas modalidades de cargos, incluindo: vaga para especialista em Diversidade e para o setor de CHO (Chief Happiness Officer), Diretor de Felicidade.

De acordo com nota da superintendência de RH da instituição Luandre, esse tipo de profissão não existia antes da pandemia, porém, agora tem lugar destacado na empresa. A novidade no mundo profissional, entre outros, está em buscar pessoas capacitadas nessas atividades, dado que as companhias estão investindo cada vez mais na qualidade do ambiente laboral e no bem-estar dos colaboradores.

Outra vantagem que esta tendência está engendrando é a alta na disponibilização de cargos em nível sênior, considerando que a experiência compreende um grande diferencial para muitas empresas que foram afetadas ao longo do período de quarentena. Deste modo, a busca por cargos na liderança se intensificou nesse ínterim, abrangendo os departamentos de diretor comercial; na área de planejador financeiro e no de CFO (diretor financeiro)..



Diante da grande crise pandêmica, gestores de muitas organizações comerciais iniciaram novas estratégias no sentido de manter uma eficiente inteligência financeira. A partir deste ano, todo tipo de precaução estratégica será tomado de modo a manter-se preparado para possibilidades semelhantes no futuro.

No setor de saúde, a abertura de novas oportunidades se mantém para os hospitais e para as clínicas especializadas. Entretanto, de acordo com especialistas em RH, haverá significativa diminuição nesse setor, porém, não no sentido de uma crise, mas de normalização, dado que a sobrecarga de casos está diminuindo também, e as instituições hospitalares e clínicas voltam aos poucos à normalidade. Ainda assim, o setor de saúde sempre será muito dinâmico, mantendo constantes recrutamentos e contratações.

No setor de tecnologia, sobretudo no de TI, atrelado ao comércio virtual, o aumento da demanda está rompendo barreiras. Em realidade, esse departamento já estava mostrando significativo crescimento antes da epidemia, e com ela intensificou-se assombrosamente. O distanciamento social estabelecido, promovendo a suspenção da abertura de comércios, fez disparar o comércio online. Lojas que sequer tinham um site agora estão vendendo pela internet, para não correrem o risco de falirem. O ponto positivo está em manter as vendas e economizar em muitos sentidos, com aluguel de estabelecimento, luz e água. Vendas online cresceram mais de 70% nos últimos meses, comparando com o mesmo período de 2019.

Outro setor ligado à tecnologia foi o de marketing, com ofertas de trabalho para profissionais em programação; analistas de BI e analistas em marketing digital. Este tipo de profissão já estava em alta, antes da pandemia, e agora alavancou de forma impressionante. É o futuro de grande parte das profissões. Tempos de crise, como explicam muitos empreendedores e empresários, despertam não apenas um instinto de sobrevivência nas pessoas, mas a criatividade pode trabalhar melhor.

A mudança de comportamento da própria população estimula mais os negócios, no processo de adaptação que será efetivo em muitos ramos.

Para fechar a análise, o setor de logística também está aumentando e se aperfeiçoando cada vez mais, com maior número de contratações, dado que se trata das cadeiras de e-commerce. Estatística aponta que de abril para agosto o crescimento foi de 200% na disponibilidade de postos, com relação ao ano passado. São boas novas para todos que procuram por emprego nessa crise.

Paulo Henrique dos Santos



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *