Perdi emprego na pandemia. Devo colocar no currículo?

Em resumo: sim. E não há vergonha alguma nisso, pois ótimos profissionais também perderam. Aprenda como se portar em entrevistas, neste momento.

Todos nós sabemos o momento crítico que estamos passando por conta da pandemia, também já sabíamos da crise e o desemprego no país, agora então!

Infelizmente muitas pessoas perderam o emprego nos últimos meses e estão “à caça” de uma nova oportunidade.

Com a retomada, gradativa, dos comércios e os “relaxamentos” na quarentena, alguns setores já estão contratando. Muitos concursos públicos já estão voltando a receber inscrições e grandes empresas estão divulgando muito a carência de profissionais.

Com essa situação de calamidade pública que estamos vivendo, bons e ótimos funcionários perderam seus empregos, por mera questão de não ter demanda e o patrão ter que reduzir colaboradores no seu quadro, só isso.

Porém, isso levou ao surgimento de um público novo, na fila de desempregados e eles devem se destacar. Grosso modo, o trabalho aumentou, tanto para o lado do desempregado, que terá que aprimorar ainda mais o seu currículo, quanto para o lado de quem vai contratar, filtrar esse público, vai ser fundamental para as futuras e valiosas contratações.

Uma pergunta que está na cabeça de quase todos que estão refazendo o seu currículo, é a seguinte: Devo mencionar no currículo que eu perdi o emprego por conta da “Pandemia”, da “Crise Global”, o “novo Corona Vírus”? Sim! Qualquer um desses três termos ou simplesmente “Covid-19”. Mas como? Onde? Logo abaixo das “atividades exercidas” coloque uma frase, algo do tipo “Motivo da demissão: Redução de quadro de funcionários devido a pandemia”.

Cartas de apresentação, e-mails e cadastros em sites da categoria também devem receber essa informação, não somente o “currículo” propriamente dito.

Essa informação também vai ser valiosa lá no futuro, imagine daqui alguns anos, numa entrevista de emprego, se lhe perguntarem o que aconteceu em 2020 que você saiu daquele emprego, você vai, com certeza, responder algo nesse sentido.

Mas voltando aos dias atuais, se você foi demitido recentemente, e ainda tem contato com a empresa, peça uma carta de recomendação, ela pode te ajudar muito naquele futuro mencionado.

Outro ponto que os desempregados atuais vão ter que se adaptar, é com as entrevistas on-line. Se por acaso você é daqueles (as) que não tem muita intimidade com salas on-line, procure alguém para te ajudar, pois esse é um segmento muito forte para o futuro próximo, tão próximo, que já está acontecendo! Confira aqui algumas dicas de como se sair bem na entrevista online.

Os atuais candidatos a vaga de emprego, vão ter que estar mais preparados, para o novo perfil de contratação, do que antes. Revise todo o seu currículo, busque novas ferramentas de divulgação do seu trabalho, aproveite para fazer cursos on-line, afinal, isso irá contar muito.

Estratégia na hora de distribuir esses currículos também é fundamental. Você deve se lembrar que ainda estamos em pandemia, e que existe um grupo de empresas que ainda estão demitindo, isso se não falirem, outras estão neutras, reduziram as pessoas e estão “travadas”, esperando a crise passar, e também tem aquelas que estão se deslanchando, que já estão contratando. Não é difícil de achar, uma breve pesquisa na internet, irá resolver.

O psicológico é outro papel fundamental na “hora H”, e é o mais importante e o que mais reprova candidatos, nervosismo só vai piorar as coisas.

Algo que é antigo, e que agora pode estar pior, são duas questões: Perder a hora da entrevista ou ficar com sono no meio dela. Está sendo normal as pessoas ficarem até mais tarde acordadas, seja assistindo televisão ou em redes sociais, a verdade é que muitas pessoas trocaram os seus ritmos de vida, indo dormir e acordar mais tarde do que o costume. Se perder a hora e perder a entrevista, tudo bem, mas chegar na hora e ficar “pescando” e bocejando, é pior.

Para finalizar, falo sobre os modelos de currículo. Muito cuidado para não escolher o modelo errado, um modelo antigo. Na internet já se pode achar vídeos falando desse assunto.

Procure cuidar do seu visual também, e lembre-se, arrumar outro emprego só depende de você.

Por Fernando Dias

Posts Recentes

Ford busca mulheres talentosas para programa de estágio 2024

A Ford anuncia seu Programa de Estágio Afirmativo 2024, focado em acelerar o desenvolvimento de mulheres em diversas áreas da… Leia Mais

GTFoods contrata: 100 vagas disponíveis para início imediato em Maringá

Mega fábrica em Maringá oferece 100 oportunidades de emprego para quem quer começar a trabalhar agora. A GTFoods, uma das… Leia Mais

O que Elon Musk prevê para o mercado de trabalho com a IA

Elon Musk prevê um futuro sombrio onde os empregos serão opcionais, graças à inteligência artificial. O avanço das tecnologias de… Leia Mais

Mercantil Atacado e GBarbosa oferecem oportunidades de emprego na Bahia

GBarbosa e Mercantil Atacado oferecem novas vagas de emprego em diversas cidades da Bahia. Confira as oportunidades e benefícios. Conseguir… Leia Mais

Quer trabalhar na Klabin? Confira as vagas abertas nas fábricas do Paraná

Descubra as novas vagas de emprego na Klabin, uma das maiores produtoras de papéis para embalagens do Brasil. Procurar um… Leia Mais

Vagas de estágio e emprego na Sejuv: inscrições abertas

Jovens acima de 16 anos podem se inscrever para vagas de estágio e emprego na Sejuv; salários de até R$… Leia Mais