Hoje em dia, o domínio de um segundo idioma tornou-se algo muito importante na vida de um profissional, principalmente se essa segunda língua for o inglês.

Com a globalização, as fronteiras se estreitaram, fazendo-se quase inexistentes, então as empresas começaram a valorizar cada vez mais um segundo idioma na hora da contratação de profissionais para integrar o seu quadro de funcionários. Hoje trabalhar numa empresa no Brasil e precisar contatar um profissional que atue na mesma organização localizada em outro continente, é algo comum, por essa razão a necessidade de um outro idioma. A fluência no inglês passou a ser um requisito expressamente necessário na carreira de qualquer profissional. Antes o fato de dominar outro idioma era considerado somente um diferencial, agora é uma necessidade básica.

Uma das principais dificuldades das pessoas é expressar em um currículo qual o nível de inglês que elas possuem. Na expectativa de corresponder a este requisito ou também pela dificuldade de realizar uma autoavaliação, muitos candidatos destacam um nível do idioma quem nem sempre pode coincidir com a real aptidão do candidato no que diz respeito à leitura, interpretação, fala ou compreensão do inglês.

Mesmo você colocando no curriculum que possui um determinado nível de inglês, fique ciente que a empresa verificará se você possui mesmo tal expertise, por isso ela poderá comprovar isso mediante uma entrevista em inglês ou através da avaliação dos diplomas anexados ao currículo. Caso ocorra o teste oral, tente não ficar nervoso, pratique em casa as possíveis perguntas e respostas que poderão aparecer na hora da interação em inglês, busque e treine jargões comuns na sua área de atuação isso facilitará a elaboração das respostas mais técnicas. Outra dica é, seja você mesmo, seja autêntico e honesto quanto ao seu nível de conhecimento do idioma.

Seguindo estas dicas, ficará muito mais fácil demonstrar o quanto você sabe do idioma.

Por Melina Menezes


Sabe aquele conselho que todo mundo dá e parece que ninguém quer ouvir? Então é um desses que vou falar hoje, para quem está começando a faculdade agora ou para aqueles que se formaram recentemente.

Como todos sabem o mercado é muito seletivo, ouvi essa frase quando estava no 2º período da faculdade, pois bem, em sites de empresas e revistas que divulgam vagas de trainee para recém formados as inscrições 2010 ainda podem ser feitas em muitas empresas.

E qual é a exigência que sempre aparece em todas? O inglês. E não adianta pensar que é aquele inglês de 2º grau ou o inglês básico, a exigência é de inglês fluente, então, se você quer ganhar tempo e sair na frente para conquistar uma boa vaga no mercado de trabalho é bom que aceite esse conselho como se fosse vindo de um sábio, porque pode fazer muita diferença na sua vida.

Agora, se você é como a maioria das pessoas e não tem como pagar um bom curso, procure os gratuitos na sua cidade, ONGS ou aulas particulares mais baratas.

E as velha dica: Tente praticar sozinho, ouvir música e assistir muito filme, claro, sem ser dublado.

Por Paula Ferreira


Empresas estão cada vez mais buscando profissionais que saibam Inglês e Espanhol. Confira o por quê da importância de saber estas duas línguas:

Inglês:

O idioma mais falado no mundo é o chinês. Por que então o mais importante é o Inglês? Simples, quantidade não significa qualidade e poder.

O Poder é a chave dessa resposta. Um idioma é dominante quando quem o usa é o dominante. Inglês é na atualidade o idioma mais importante para o trabalhador de grandes sonhos e ambições, por se tratar do meio pelo qual se expressam as melhores idéias e necessidades do mundo internacionalizado.

Daí se conclui que o citado idioma é a necessidade básica de quase todos os habitantes do mundo, como também foi o Romano durante cinco séculos.

Espanhol:

O espanhol é a língua mãe dos latinos. Localizados em quase todos os países da América Latina, os latinos estão tomando conta dos Estados Unidos, a nação é a mais poderosa do mundo. Por causa dessa infiltração no poder dominante, o espanhol se tornou a comunicação dos países ricos com o primo pobre, ou seja só toda a América latina e seu povo espalhado por muitos países da cultura mundial globalizada.

Países ricos são os principiantes da revolução industrial e com isso alcançaram o desenvolvimento de seu povo primeiro. Então, fique de olho no castelhano que é a comunicação com os países ricos na falta do inglês.





CONTINUE NAVEGANDO: