Dicas do que não fazer em um processo de seleção para conquistar um emprego.

Embora seja uma situação de bastante estresse e pressão para muitos, existem alguns comportamentos que podem ser evitados para que você acerte naquela entrevista de emprego. Confira a seguir!

Entrevista de emprego: o que não fazer

Conseguir um bom emprego é essencial para o bom desenvolvimento da vida adulta de qualquer indivíduo. Sendo assim, na hora do processo seletivo, o melhor desempenho deve ser apresentado. A fim de driblar o nervosismo e o desconforto, trouxemos algumas dicas do que não fazer nessas situações, com o objetivo de obter os melhores resultados. Veja!

Não permita que atrasos ocorram

Responsabilidade é um quesito básico para ser um bom colaborador numa empresa séria. Sendo assim, se atrasar na entrevista é uma péssima ideia. É claro que imprevistos acontecem e todos estão sujeitos a incidentes de percurso. Por isso, é muito importante que você se adiante, prevendo tempo de sobra caso algo não dê certo. A primeira impressão é bastante importante, portanto, não seja a pessoa que chega depois do horário marcado, interrompendo o processo com a sua chegada ou, pior, deixando o selecionador aguardando você.

Não traje um código de vestimenta muito alheio ao ambiente da empresa

Atualmente, a questão do fit cultural está muito em alta. Nesse sentido, tanto as empresas com hierarquia mais fechada e vertical, quando as mais abertas e horizontais, buscam por colaboradores que atendam o perfil do que a organização acredita. Sendo assim, a forma como você se apresenta deve ser equivalente ao que a empresa procura.

Se você vai, por exemplo, apresentar-se para ser recepcionista de um hostel no centro da cidade, não tem a ver ir trajado de black tie, enquanto, num hotel de 5 estrelas, por exemplo, vai ser destacado do ambiente ir com uma roupa totalmente informal. Outra dica importante é caprichar no sapato. De nada adianta as roupas estarem boas quando a base da sua aparência está desajustada.

Não invente experiências, qualidades e atributos que você não tem

O primeiro a ser detectado numa entrevista de emprego é o mentiroso. Se a empresa for te contratar que seja realmente pelo seu potencial e competências, apostando na sua capacidade de crescer e gerar valor na organização. Não aumente as coisas nem tente dar um jeitinho: seja honesto.

Os selecionadores sabem olhar para as pessoas com uma visão muito observadora. Portanto, nem tente ludibriar o profissional. Se as suas intenções ao comparecer ao processo seletivo é figurar, talvez seja melhor repensar e ficar em casa até estar pronto para assumir um compromisso de verdade.

Não se comporte de forma exagerada, evite os excessos

Engraçadinho demais, mal humorado demais, enfim, qualquer comportamento em excesso pode ser visto de uma forma bem negativa. Você não precisa ser o mais silencioso da sala, mas falar o tempo todo não pega bem. Assim também acontece com usar tom alto ou baixo de voz, ter pouca eloquência ou ser exageradamente articulado: busque o equilíbrio no seu comportamento.

A confiança é passada através de um comportamento estável. Evite parecer apreensivo, apressado ou relaxado demais. Lembre-se que você está num ambiente corporativo que não é um bar com os amigos, mas também não é a cova dos leões. Na sala de espera, sente-se e espere. Se for trocar conversas, seja o mais nivelado possível com seu interlocutor.

É natural ficar nervoso e se sentir sob pressão em situações que colocam suas habilidades sociais e profissionais à prova. A segurança vem da certeza de que você fará um bom trabalho e isso deve ser transparente. Procure não se perder em pensamentos tortuosos de sofrimento por antecipação.

Gostou das dicas? Não se esqueça de compartilhar esse artigo nas redes sociais para ajudar seus colegas a não errarem nos processos seletivos!

Por David Ferreira


Confira aqui algumas dicas para se dar bem na Entrevista de Emprego.

Se você enviou seu currículo para concorrer a uma vaga de trabalho e foi chamado para a etapa de entrevista, confira aqui algumas dicas para causar uma boa impressão ao entrevistador, ter um bom desempenho e conquistar essa vaga.

O primeiro passo é prezar pela pontualidade. Chegue com antecedência ao local marcado. Caso não conheça a localidade, saia de casa com tempo de sobra ou passe lá antes para estimar a duração do percurso. Hoje em dia também é possível utilizar aplicativos de mapas que podem te ajudar a chegar com tranqüilidade. Se houver trânsito ou algum imprevisto, entre em contato com a empresa e informe que vai se atrasar.

Tenha atenção com sua aparência. Você já mostrou que tem um bom currículo, mas deve confirmar ao recrutador que você é o profissional perfeito para a vaga. Assim, é importante evitar usar roupas com cores chamativas, perfumes com cheiro forte, odor de cigarro ou bebida. Homens devem manter uma barba organizada, bem feita e as mulheres devem evitar vestimentas decotadas. Lembre-se de arrumar as unhas. Com ou sem esmalte, preocupe-se em mantê-las limpas. A boa aparência vai contar a seu favor.

Mesmo que esteja nervoso, tente mostrar tranqüilidade. Respirar pausadamente pode ajudar seu organismo a deixar a ansiedade de lado. Sua postura deve ser firme. Lembre-se de cumprimentar com um bom aperto de mão e de manter contato visual com o entrevistador.

Durante as perguntas, esteja atento. Suas respostas devem ser efetivas, para mostrar que compreendeu o que o entrevistador questionou. Caso tenha dúvida, fique à vontade para perguntar. O importante é que o candidato organize sua fala para ser claro e verdadeiro.

Além disso, com antecedência, você deve procurar informações sobre a empresa em que pretende trabalhar. Quais são seus principais produtos, há quanto tempo atua no mercado, qual sua missão, etc.

Outra dica é anotar no papel suas principais experiências. Esse exercício permitirá ao concorrente lembrar com mais facilidade quando o examinador questionar sobre importantes papeis desenvolvidos e situações difíceis com as quais teve de lidar.

Caso você seja um profissional em início de carreira, procure citar trabalhos voluntários ou atividades extras que realizou na faculdade.

Melisse V.


Confira aqui algumas dicas para a hora de enfrentar uma entrevista de emprego.

Se você está começando a se preparar para uma entrevista de emprego e ainda não sabe como deve agir, saiba que tem motivos sim para se preocupar, ainda mais nos dias de hoje em que empresas estão cada vez mais exigentes.

Para se dar bem e ser contratado é importante conhecer como deve proceder, mas o principal mesmo é saber o que você nunca deve fazer na entrevista, por isso vamos listar aqui 7 perguntas que não devem ser feitas no processo seletivo.

1 – O que a empresa faz ou em qual área atua?

Essa pergunta não deve ser feita, pois hoje os candidatos precisam ter o mínimo de conhecimento sobre a empresa que a selecionou para participar do processo seletivo. Hoje, com o acesso à internet, é possível ter facilmente todas as informações básicas para que esse tipo de dúvida venha ser sanada.

2 – Qual é o salário?

Boa parte das empresas falam qual o valor que será pago aos funcionários em algum momento do processo seletivo.

Atualmente, a maioria dos recrutadores repassam essa informação no começo da apresentação, pois caso não esteja dentro da pretensão de um candidato, o mesmo pode desistir. Porém, caso isso não aconteça, aguarde o momento em que eles vão passar a informação do valor.

3 – Quando serão as férias?

Primeiro é necessário focar no seu bom desempenho na entrevista, na sua admissão e após doze meses trabalhados deve pensar nas férias. Em algumas empresas existem férias coletivas no fim do ano, mas isso também deverá ser explicado na contratação.

4 – Posso ser promovido?

É importante mostrar determinação e vontade de crescer, mas isso deve ser feito de forma sutil. Aguardar que o recrutador passe esse dado é o mais indicado.

5 – Eu consegui a vaga?

Não tente conduzir a entrevista fazendo esse tipo de pergunta. A empresa tem seu método de informar caso seja aprovado ou não.

6 – Qual a rotatividade da empresa?

Esse é o tipo de dado que a empresa não passa para os candidatos, por isso, é uma pergunta que não deve ser feita em nenhuma hipótese.

7 – É preciso fazer hora extra?

Na entrevista é fundamental mostrar disposição para trabalhar e caso faça essa pergunta, poderá mostrar não ter essa disponibilidade.

Outras coisas que você deve se preocupar é com a sua apresentação pessoal, como chegar com antecedência no dia da seleção, com roupas adequadas, conhecer mais da empresa e saber como poderá agregar caso seja admitido.

Yasmin Fernandes Robles


Confira aqui que perguntas você pode fazer para se diferenciar em uma entrevista de emprego.

Não podemos negar que o mercado de trabalho está sofrendo uma enorme mudança. Cada dia que passa, surgem novas tecnologias e demandas globais. Sendo assim, as características mais observadas nos candidatos pelos recrutadores é a facilidade de se envolver com essas novas tecnologias e a facilidade em se relacionar com pessoas de diferentes culturas.

Saber o momento certo para iniciar uma conversa e fazer novas perguntas é muito importante para trabalhar em um ambiente empresarial. Geralmente o recrutador testa essa habilidade no candidato durante a realização da entrevista, por esse motivo é essencial que o candidato demonstre a capacidade de relacionar com as pessoas, não interrompendo o recrutador, respondendo as perguntas com educação e realizando perguntas no momento correto.

De acordo com um estudo internacional, os candidatos que realizam perguntas durante o processo seletivo se destacam mais perante o recrutador e a oportunidade de ser aprovado para a vaga é maior do que os candidatos que só respondem o necessário e tem receio de fazer perguntas.

Quais são as perguntas ideais para o candidato fazer em uma entrevista de emprego?

1. O que é considerado um bom trabalho pela empresa?

Durante a entrevista, o candidato deve mostrar preocupação com os resultados dos trabalhos da empresa, buscando entender o que a empresa espera do futuro funcionário, o que ela considera como um bom trabalho, quais foram os melhores resultados alcançados e como o profissional foi recompensado.

2. Como a empresa treina seus profissionais?

Quem nunca teve dúvidas nas tarefas realizadas na empresa ou cometeu algum erro? Todos sabem que é muito preocupante cometer erros na empresa, pois um retrabalho não é bem visto pelos superiores. Por esse motivo, durante a entrevista pergunte ao recrutador se a empresa oferece oportunidade de aprendizagem para os seus funcionários. Desse modo, estará mostrando pro-atividade e estar aberto para aprender com os funcionários antigos da empresa.

3. Como a empresa toma as suas decisões?

Para saber sobre a dinâmica de trabalho da empresa, é importante perguntar ao recrutador como a empresa toma as suas decisões e como você poderia colaborar com as decisões. Fazendo isso, o candidato demonstra ser ativo, responsável, decidido, gostar de desafios e integrado com o que a empresa necessita. 

Aline Aparecida Feitosa Dias


Confira aqui algumas dicas do que fazer durante a entrevista de emprego.

Todo mundo já foi para uma entrevista de emprego e ficou em dúvida sobre o que falar ou como agir na hora de encontrar o entrevistador.

Pensando nisso, reunimos aqui oito dicas importantes que podem lhe ajudar na hora de ir para uma entrevista de emprego e se sair bem, dicas essas que passaremos em primeira mão para você.

1 – Não se Atrase:

Muitos candidatos perdem vagas de emprego por um único motivo: se atrasam na hora da entrevista. Por isso, antes do dia, vá até o local para saber exatamente o tempo que levará. No dia, chegue pelo menos meia hora antes do horário marcado.

2 – Cuide de Sua Aparência:

Imagine que você é o entrevistador e chega para você uma pessoa com cabelos não penteados, suja ou com restos nos dentes. Você contrataria uma pessoa assim? Então, cuide de você, esteja limpo, perfumado e com cabelos arrumados.

3 – Escolha Bem suas Roupas:

Esteja com uma roupa apropriada para o ambiente onde acontecerá a entrevista. Para as mulheres, evitem os decotes e roupas curtas ou extremamente apertadas. Tenha postura, você quer uma vaga na empresa. Então, esteja sempre com roupas apropriadas.

4 – Conheça a Pessoa que vai lhe Entrevistar:

Quando entrar para a entrevista, pergunte o nome do entrevistador. Se conseguir, antes da entrevista pesquise sobre ele. Assim, você demonstra mais confiança. E não se esqueça, chame sempre ele pelo nome, de maneira formal.

5 – Seja Amigável e Demonstre Confiança:

Outro erro comum em entrevistas é a pessoa tentar ser “engraçadinha” ou arrogante. Seja amigável e fale com confiança.

6 – Organize seu Material:

Se você tiver que levar algum material para a entrevista, tenha tudo organizado. Na hora, fica mais fácil achar o que precisa e mostra mais um pouco de você para o entrevistador.

7 – Preveja as Perguntas:

Imagine o que será perguntado e ensaie respostas. Isso vai lhe dar confiança.

8 – Seja Você Mesmo:

Não tente demonstrar quem você não é. Seja você, simples assim. É isso que a empresa espera.

Assim, você estará mais preparado para uma avaliação de emprego e, com certeza, a sua vaga estará mais perto.

Por Isaque Cipriano


O primeiro passo é identificar seus pontos fortes e listá-los. Após feito isso, treine como falar sobre eles. Isso lhe dará maior confiança e vai lhe ajudar a se conhecer melhor.

O candidato a vagas de emprego sempre quer que as empresas o considerem o candidato ideal para a vaga, mas na hora da entrevista, quando são questionados sobre seus pontos fortes, a grande maioria fica sem saber o que responder e não podia ser diferente, pois as pessoas têm uma grande tendência a apontar seus defeitos, dando pouca importância aos pontos mais fortes.

Para crescer profissionalmente, é indispensável que você saiba quais são os seus pontos fortes, porque se nem você sabe, como as empresas poderão saber para contratá-lo ou promovê-lo?

O primeiro passo para desenvolver seus pontos fortes é identificá-los e fazer uma lista com todos eles, para não correr o risco de esquecer algum. Você deverá começar, listando as suas habilidades, tudo aquilo que você aprendeu profissionalmente, principalmente o que já foi colocado em prática, pois assim você terá certeza que é realmente um ponto que você domina. Mas você pode listar pontos fortes que já possui há muitos anos atrás, por exemplo, ser uma pessoa determinada, esforçada, atenciosa, bem humorada, entre outros.

Outra dica é perguntar aos colegas e amigos, para que eles lhe ajudem a listar seus próprios pontos fortes, pois é muito comum que outras pessoas notem em nós, pontos que nós mesmos ainda não observamos e você vai se surpreender ao ouvir o que as pessoas mais próximas vão falar sobre seus pontos fortes. Isso é bom, pois vai lhe ajudar a se conhecer melhor, o que é indispensável para que você possa conhecer seus próprios pontos fortes.

Você pode fazer uma experiência já bastante conhecida, que o ajudará bastante, que é a "autocontratação" e funciona assim: faz de conta que você está precisando contratar um funcionário e você mesmo será o candidato, então pergunte a você mesmo, por que deveria ser contratado, o que você tem a oferecer para a empresa e se possível, faça isso diante de um espelho, ou melhor ainda será se você puder gravar sua resposta.

Ouça depois e preste atenção se você está realmente enumerando todos os seus pontos fortes, que já foram listados, ou se esqueceu de algum.

Treine várias vezes, com a lista de pontos fortes à sua frente, isso vai lhe ajudar a se conhecer melhor e a ter mais segurança nas respostas em uma próxima entrevista de emprego.

Por Russel


Maior benefício da entrevista online é a flexibilidade de data e horário, porém, não reduz o nervosismo.

Para atender à demanda por profissionais nas diversas áreas de trabalho, algumas instituições têm optado por disponibilizar e realizar a entrevista de emprego via Internet. Utilizar a rede mundial de computadores é uma forma de otimizar o processo e economizar custos, contudo essa nova forma de realizar o processo seletivo gera alguns aspectos positivos, mas também negativos.

Em contato com o site G1, da rede Globo, a estudante de 25 anos, Amanda Carraretto, informa que apesar de melhorar os quesitos de flexibilidade de horário e economia, a entrevista pela internet não reduz o nervosismo.

A estudante, formada em Turismo, procura uma oportunidade de emprego há um ano e, após realizar uma entrevista de emprego pela internet, informou que apesar da facilidade, o nervosismo foi o mesmo. Ela diz ainda que a sensação foi como se o entrevistador estivesse ao lado dela.

O levantamento nacional sobre processo seletivo e os profissionais que fizeram parte, aponta que por volta de 90% dos candidatos se sentiram bem com o processo seletivo realizado online, 41% indicam que o maior benefício da entrevista online é a flexibilidade de data e horário, 9% dos entrevistados afirmam que a economia de dinheiro é a maior vantagem.

A pesquisa mostra também que em um comparativo entre o método tradicional de entrevista e o online, 33,9% dos entrevistados indicam que a flexibilidade de horário seria o fator mais positivo da entrevista online em relação à tradicional, já 29,2% destaca como maior ponto positivo a redução do tempo de duração do processo seletivo online como maior vantagem.

Julio Pugliesi, consultor de recursos humanos, informou ao site G1 que a entrevista presencial é indispensável para a verificação de características do candidato como o conhecimento técnico, a postura profissional e o comportamento. Características estas que não são tão bem detectadas através de uma entrevista online.

Pugliesi afirma ainda que a entrevista online é mais útil no caso de um primeiro contato, um primeiro passo para dar início ao processo seletivo. Em uma segunda etapa deve haver um recrutamento daqueles que atenderam às exigências e necessidades do empregador.

Ele orienta também que os candidatos que forem submetidos ao método de entrevista online devem seguir o mesmo padrão na entrevista estilo presencial. O candidato deve cuidar da aparência e do local.

Por André César


Confira aqui algumas dicas do que falar e como se comportar em uma Entrevista de Emprego.

Com o mercado de trabalho concorrido, é cada vez mais difícil de se destacar perante aos outros profissionais. E para conquistar aquela tão sonhada vaga de trabalho, é preciso ir muito bem na Entrevista de Emprego. Mas você sabe o que deve fazer durante a entrevista para conquistar de vez o recrutador? Se não, confira nesta matéria as principais dicas que podem ajuda-lo na hora da entrevista:

Primeiramente, saiba que a cada dia que passa os processos de seleção contam com mais candidatos. Isso é algo bastante ruim, já que faz com que o recrutador não se lembre de todos os profissionais que entrevistou.

Para evitar que você seja esquecido pelo selecionador, saiba que alguns detalhes podem fazer a diferença. A primeira delas é com relação à conversa. Se você tem uma boa história que apresente as suas habilidades e qualidades, não deixe de conta-la ao entrevistador, isso porque você poderá ser lembrado justamente pela história. Outro fator que pode pesar na hora da entrevista são as roupas, uma vez que uma pessoa bem vestida ficará muito mais marcada na memória do entrevistador do que alguém que se veste de maneira completamente igual aos outros. Mais um fator que pode chamar a atenção do entrevistador são projetos ou fatos inusitados que acabam surgindo durante a entrevista.

Outro fato importante e que o candidato deve tomar cuidado é quanto às impressões negativas que podem ser deixadas durante a entrevista. Para evitar que isso aconteça, procure não falar mal do seu ex-chefe, dos colegas ou então da empresa onde trabalhou. Isso não é visto com bons olhos pelos recrutadores, já que nada garante que no futuro você não fale mal da empresa atual. Por isso, procure falar para o selecionador o porquê de estar querendo mudar de emprego. Deve-se lembrar de que a entrevista é o primeiro encontro do trabalhador com o empregador, portanto, é preciso apresentar a sua melhor versão. Se neste momento você já ficar reclamando, imagina depois que tiver de trabalhar.

Uma característica bastante valorizada pelos entrevistadores é quando o candidato se mostra interessado e busca tirar dúvidas quanto às atribuições do cargo ou sobre a empresa.

Por outro lado, é preciso evitar iniciar a entrevista falando sobre o quanto você quer o emprego. Vale lembrar que antes de mostrar desejo pela vaga, você precisa saber realmente quais são as atribuições do cargo, não concorda?

É importante que o candidato também faça perguntas inteligentes e que realmente demonstrem o interesse pela vaga. Alguns exemplos de perguntas são: Querer saber o que a empresa espera do candidato, em quanto tempo eles querem resultados e como serão as avaliações de desempenho.

Outro cuidado que o entrevistado deve ter é com perguntas que fujam um pouco do assunto do trabalho. Por exemplo, perguntar se há problema em chegar atrasado ou em esticar o almoço não são coisas bem vistas pelos recrutadores.

Uma coisa extremamente importante que o candidato deve fazer é ser simpático. Lembre-se, ninguém quer trabalhar com alguém que não gosta. Sendo assim, procure fazer contato visual e demonstre entusiasmo.

Outra dica importante é mostrar que você pode trazer retorno imediato à empresa. Todo mundo sabe que é preciso pesquisar sobre a empresa antes da entrevista, mas você também pode ir um pouco além e mostrar como vai conseguir contribuir de imediato para a empresa. Vale lembrar que muitas empresas querem investir em seus futuros funcionários, mas se eles já tiverem algum talento certamente serão vistos com outros olhos.

Já perto do fim da entrevista, aí sim fale sobre o porquê de querer o emprego. É nesta hora que você deve tirar dúvidas e tentar conquistar o entrevistador. 

Para finalizar, é preciso agradecer ao recrutador pela oportunidade e se mostrar à disposição para responder qualquer dúvida que possa surgir.

Feito isso, agora é preciso torcer e aguardar um novo contato da empresa.


Falar de habilidades profissionais pode não ser uma tarefa fácil para todos. Depende do momento, claro. Numa entrevista de emprego, por exemplo, uma pessoa pode sentir dificuldade de falar sobre suas habilidades profissionais pela pressão que a situação pode exigir ou por timidez.

Veja agora algumas dicas de como falar de suas habilidades profissionais em uma entrevista de emprego:

1. Nunca minta ou omita nada: Prefira falar apenas o que você colocou no seu currículo profissional, assim será quase inevitável uma mentirinha daqui ou uma omissãozinha dali. Se você colocou apenas as últimas experiências profissionais que teve, então fale somente delas. A não ser que você tenha tido diversas experiências profissionais em sua vida que não caiba em duas páginas de um currículo. Neste caso, se elas forem válidas para a ocasião, prefira falar sobre elas.

2. Comece pelo o que já sabe: Primeiro, é óbvio que você deverá apresentar o que já sabe, independente do cargo que você escolheu. Deverá ao menos ter um projeto pronto para mostrar o que já sabe. Ou, caso não tenha, fale sobre algo que esteja em vista, que você gostaria de fazer, mas que ainda não teve oportunidade. Quem sabe essa não é a sua chance.

3. Fale de suas expectativas: Falar de suas expectativas também é uma boa ideia quando se quer expor suas habilidades profissionais, pois mostra sua personalidade a respeito da sua carreira ou profissão. Fale como pretende fazer seus futuros projetos, o que espera da empresa a respeito disso, o que gostaria de conquistar com isso futuramente, etc. Dessa forma, a conversa fluirá de um jeito natural, a ponto de você nem perceber que está se sentindo confortável em falar de suas habilidades. Enfim, não é preciso ter medo de falar de suas habilidades quando você sabe o que está falando. Tenha sempre em mente que tudo dependerá de como você age.

Por Daniela Almeida da Silva


Quando as pessoas estão determinadas em conseguir um emprego elas muito se preocupam com o que apresentar no currículo. Este é o primeiro passo para conquistar a vaga que você tanto almeja, no entanto estar focado simplesmente num pedaço de papel não fará você conseguir o posto desejado.

Para que você chegue a tal meta precisará passar por muitas etapas posteriores à apresentação do currículo. Logo após entregar o documento nas empresas, o passo seguinte trata-se da seleção dos candidatos com o perfil mais alinhado com as necessidades da empresa. Após a seleção feita internamente, os candidatos são chamados para a entrevista. Eis aí que surge a insegurança e o medo de não ser escolhido. Para minimizar os possíveis erros, há uma dica infalível. Em hipótese nenhuma vá para a entrevista de emprego sem saber detalhes sobre a empresa.  

Este é um erro muito comum e que infelizmente afeta muitos candidatos numa seleção. Se você comparecer na sua entrevista sem ter noção do segmento da empresa, dos concorrentes, dos produtos ou serviços oferecidos por ela, enfim, se você for sem ao menos ter feito uma pesquisa e entendido os principais pontos da empresa, está correndo sério risco de ser reprovado logo no início.  

Muitas empresas entendem que essa falta de interesse do candidato por compreender o que a empresa faz pode se refletir na conduta do candidato dentro da empresa, isto é, um candidato a uma vaga desmotivado desde o início poderá ser um colaborador sem iniciativa no desempenho de suas funções. Por isso, não permita que o recrutador tenha essa primeira imagem de você, informe-se e verifique tudo o que puder sobre a empresa antes de ir para a entrevista. Lógico, não se espera que o candidato saiba tudo sobre a organização, contudo deseja-se que ele tenha tido curiosidade suficiente para saber onde pretende trabalhar.  

Com a ajuda deste texto percebe-se que a primeira impressão conta muito para o contratante, por isso invista nessas informações e faça o trabalho de casa.  

Por Melina Menezes


Com certeza não ser escolhido para aquela vaga no emprego dos sonhos traz uma grande frustração e sensação de estar fazendo algo errado, muitas vezes não há nada de errado com você ou sua conduta, simplesmente aquela vaga exigia outras características ou perfil de candidato e o seu não se enquadrou. 

Ter um “não” como resposta pode gerar uma queda na autoestima e na autoconfiança, mas isso não pode deixar você se abater ao ponto de acreditar que o problema é seu, ou pior, acreditar que você é o problema. 

Supondo que você comparece numa entrevista laboral, aparentemente tudo está indo muito bem e o seu entrevistador não deixa transparecer nada de errado ou inapropriado, logo você sai de lá pensando que conquistou a vaga. Passam-se os dias, o telefone não toca e você constata que não foi tão bem assim e que a vaga não é sua. Analisando esta situação você pode concluir que fez algo errado, no entanto isso nem sempre acontece.  Esta situação acontece com muitas pessoas, o principal é não se deixar abater por ela e muito menos desistir de achar o emprego que você sempre quis. Negativas irão existir, o desafio é lidar com elas. Alguns pontos precisam ser verificados, eles são o início do processo de recuperação, entendimento e retomada da procura pelo posto que você quer. 

Muito importante é pensar que tudo acontece por um bem maior. Quem atua na área de recrutamento e seleção, tem um faro mais apurado, sabe identificar se você está dentro ou fora do perfil desejado, portanto confie nos profissionais e no seu potencial. Não criar expectativas é algo extremamente importante, assim não correrá o risco de ficar frustrado à toa, continue procurando emprego mesmo que acredite plenamente que conseguiu aquela vaga. Mesmo quando for reprovado numa entrevista, se tiver oportunidade, pergunte o porquê, a resposta será de grande valia para que você possa melhorar a sua atuação nas próximas entrevistas. Tudo é aprendizado. 

Outra dica importante é que você seja criterioso e pense na entrevista com certa prudência. Verifique se o seu comportamento foi adequado, se as respostas foram assertivas, enfim, avalie o que aconteceu, mas não subestime a sua capacidade. Ao perceber os erros que cometeu, você já estará dando um grande passo para melhorar nas próximas vezes. Foque em não repetir o erro, assim terá mais chances nas próximas entrevistas. 

Por Melina Menezes


A entrevista de emprego é um passo fundamental que pode definir o resto da carreira do candidato em apenas alguns minutos. Por esse motivo, é muito importante se preparar com antecedência, para que não dependa apenas do improviso e garanta a tão sonhada vaga no trabalho. A seguir, foram listadas algumas dicas para o sucesso:

O seu visual é o primeiro passo:

Primeiramente, antes de dizer qualquer coisa na entrevista ou até mesmo cumprimentar o entrevistador, sua aparência já será avaliada. Decidir o que vestir no momento pode ser bastante subjetivo, já que depende da vaga que está procurando. Independentemente do tipo de emprego que está em jogo, é sempre bom vestir uma roupa mais nova, que fique confortável e ajuste bem ao seu corpo. Por uma questão ética, evite vestimentas que tentem valorizar seus atributos corporais, como roupas justas e decotadas, pois seu intuito nesse momento é estritamente profissional. Caso seja mulher, não exagere na maquiagem, arrume seu cabelo e cuide bem de sua higiene pessoal. Para os homens, a higiene também conta muito; isso inclui raspar ou aparar a barba, estar com o corte de cabelo em dia, com as mãos limpas e as unhas aparadas.

Tenha uma boa noite de sono no dia anterior:

Pode não parecer tão importante, mas é fundamental que o candidato tenha dormido bem na noite anterior. Isso influencia tanto mental quanto fisicamente, já que a pessoa que passa a noite em uma balada ou que apenas dorme durante poucas horas aparenta o cansaço visualmente no dia seguinte, com o semblante caído, bocejos constantes ou olheiras. A ressaca ou o sono incontrolável podem afetar seu julgamento em relação às perguntas feitas pelo entrevistador e até mesmo retirar seu entusiasmo pela vaga que está concorrendo. O sono em dia permite máxima concentração e raciocínio rápido no momento do teste.

Mantenha a cabeça no lugar:

É normal, principalmente durante os momentos mais cruciais da vida, que a pessoa fique nervosa. No entanto, preparar-se psicologicamente antes da entrevista pode ajudar a se sentir mais relaxado e concentrado no diálogo com o entrevistador. Existem diversos métodos para controlar a ansiedade e o nervosismo, mas o mais eficaz é o autocontrole, pois assim o indivíduo será ele mesmo durante todo o tempo. O candidato deve colocar na cabeça que a entrevista não é nada mais do que uma conversa que o avaliará pelo o que ele é e as capacidades que possui, então basta ter confiança em si mesmo e não inventar uma personalidade momentânea durante o teste. Para aqueles que após tentativas frustradas não conseguirem ficar calmos, uma ajuda psicológica ou médica pode ser bastante útil; porém, nunca tente experimentar novos medicamentos para os quais não possui indicação médica antes de entrar para a entrevista.

Não conte apenas com a sorte:

Para que não aconteça de chegar atrasado ao local, conheça primeiro onde será realizada a entrevista e programe como chegar até lá. Os atrasos são sempre malvistos, além de poderem fazer com que precise correr, o que desmontará seu visual. Conheça a respeito da empresa que está concorrendo à vaga, pois perguntas sobre ela poderão aparecer durante a conversa e ninguém quer ser pego desprevenido. Tenha em mente seus objetivos para o novo emprego, saiba o que espera para um futuro próximo e distante e demonstre que tem competência para ocupar a vaga. Não dependa de outros fatores a não ser de você mesmo, como o humor do entrevistador ou as condições meteorológicas do dia; seja confiante e dê seu melhor para sair da entrevista com seu emprego já garantido!

Por Rannier Ferreira Mendes


Quais são as coisas mais importantes para você ter em mente ao fazer uma entrevista de emprego? O que pode ajudar você a ter vantagem sobre os outros concorrentes ao cargo mesmo sem ter começado a entrevista? Essas e outras perguntas serão respondidas neste artigo.  

Muitas pessoas se perguntam como causar uma boa impressão no recrutador para que consigam a vaga no emprego tão desejada. Essa não é uma tarefa fácil, mas ao seguir alguns passos poderá notar que não é tão difícil quanto parece.

Princípios básicos que muitas vezes são esquecidos são primordiais para causar boa impressão, talvez quando a entrevista ainda nem começou.  

Abaixo você verá quatro dicas importantes de como você pode causar uma boa impressão em uma entrevista de emprego.  

– Encontre o local com antecedência:

Se o lugar onde você realizará a entrevista for em um local que você não conhece muito bem, é necessário que investigue como poderá chegar lá e quanto tempo poderá demorar. Uma preparação antecipada com previsões irá ajudar muito para que você não perca o horário e cause uma péssima impressão ao recrutador.   Não deixe para obter essas informações minutos antes da entrevista. Lembre-se que ser organizado e chegar antes do horário marcado é fundamental.  

– Saiba o máximo que puder sobre a empresa:

Confira o site, relatórios disponíveis, opiniões de consumidores e de funcionários sobre como a empresa atua. Este tipo de conhecimento será muito útil durante a entrevista. Você pode ajustar a sua imagem de acordo com o que a empresa procura em um funcionário competente. Você fará isso com primor se estiver familiarizado com a missão e as políticas da empresa.   Evite mencionar o que outros falam da empresa. Mas fale ao recrutador sua opinião sobre a organização que deseja trabalhar.  

– Escolha uma roupa apropriada:

A boa aparência é um fator primordial para uma boa impressão. Escolha uma roupa adequada para a ocasião. Se você está indo para uma entrevista com o objetivo de ser discreto e ter uma boa aparência, vista-se bem. Não utilize boné ou qualquer acessório desnecessário que poderá denegrir sua imagem.   No geral, é indicado que vá vestido em roupas formais, de social. Esta é a melhor maneira de aparentar seriedade e mostrar para o recrutador que você está bastante interessado na vaga.  

– Mantenha o contato visual durante a entrevista:

Isso é absolutamente vital. Se você tem alguma coisa para demonstrar, poderá fazer isso com mais intensidade por olhar nos olhos do recrutador. Se você não olhar para ele, poderá parecer muito tímido ou o entrevistador poderá achar que tem algo estranho em você. Se aparentar estar muito nervoso, o entrevistador pode tirar conclusões erradas sobre suas habilidades para exercer a função do cargo em questão.  

Seguir as dicas acima certamente aumentará sua chance de ser bem visto durante a entrevista de emprego. Aprimore-se sempre para obter melhores resultados em suas entrevistas.

Por William Nascimento


Uma entrevista de emprego pode ser um momento bastante estressante para muitas pessoas devido ao nervosismo e à ansiedade que o momento contempla. Isso pode se agravar se o emprego em questão for mais importante do que o normal devido ao desemprego ou melhoria necessária de uma carreira. O nervosismo certamente terá uma parcela de culpa se você não conseguir atingir o objetivo em uma entrevista.  

No entanto, existem algumas técnicas que podem ajudar um profissional a controlar a ansiedade e o nervosismo em uma entrevista de emprego:  

O primeiro passo para conseguir lidar bem com o nervosismo é ser positivo. Ser seguro e ir para entrevista com uma atitude realista ajudará o profissional a receber mensagens positivas de si mesmo. Isso fortalecerá a confiança e transmitirá equilíbrio para o recrutador.  

A preparação para uma entrevista também é de grande importância para o sucesso da ocasião. Antes de se deslocar para entrevista, obtenha informações sobre a empresa, comportamento dos funcionários que nela atuam e do mercado que a companhia está inserida. Além disso, é preciso revisar seu currículo e encontrar uma maneira equilibrada e atraente de se "vender" da melhor forma para o entrevistador. Esteja preparado, a improvisação raramente funciona.  

Se você notar que está excessivamente nervoso, poderá canalizar seus nervos em algum objetivo em suas mãos, como uma caneta, por exemplo. Por incrível que possa parecer isso ajudará você a se sentir um pouco mais seguro e talvez desviar o foco da ansiedade.  

Caso você seja uma pessoa que transpira bastante quando está nervoso, o melhor a fazer é escolher uma roupa leve que o ajudará aliviar o suor. Procure um lugar ventilado para aguardar pela entrevista, se possível. Estar excessivamente suado em uma entrevista de emprego pode ser fatal para suas pretensões profissionais. 

Fale devagar com o entrevistador para não se atrapalhar. Mostre serenidade. Assim, provavelmente você conseguirá conter seu nervosismo ao longo de sua conversa.  

Lembre-se que a entrevista não é a sua última oportunidade. Caso não consiga ser bem-sucedido utilize a experiência para se aprimorar.

Por William Nascimento


Você provavelmente já ouviu falar na importância de transmitir uma boa impressão em uma entrevista de emprego. Essa fase é uma das mais importantes em um processo de seleção para uma vaga de trabalho, já que a possibilidade do recrutador obter conhecimento sobre você, pessoalmente, o ajudará a tomar a melhor decisão para a empresa.  

Mas, para transmitir uma boa impressão não basta apenas se vestir adequadamente. Outros fatores como postura corporal, boas respostas quando questionado e reações apropriadas fazem toda diferença.

Para ajudá-lo a se dar bem em uma entrevista de emprego, separamos 4 dicas importantes que você deve levar em conta:

1. Chegue antes do horário marcado:

Você já deve ter ouvido falar que pontualidade é quando certa pessoa chega no horário marcado. E é exatamente isso que significa. Mas para causar boa impressão não basta chegar no horário, mas antes. Dessa forma, além de você mostrar certo interesse pelo emprego, você terá alguns minutos para sentir o ambiente da empresa e se familiarizar com ele. Para alguns isso pode ajudar a reduzir o nervosismo.  

2. Esteja vestido apropriadamente:

Nada de bonés, camisetas chamativas ou acessórios desnecessários. Se você for para uma entrevista de emprego na área administrativa é essencial que vá vestido de acordo, ou seja, de social. Não ache isso um exagero. Se pensar assim já estará um passo atrás dos demais candidatos. O penteado do cabelo deve estar bem apresentável. Para as mulheres, o uso da maquiagem deve transmitir seriedade e discrição.  

3. Deixe o salário para o final:

Mostre que você deseja trabalhar na empresa pela oportunidade de crescer ou por acreditar que lá você se sentirá realizado profissionalmente. Não transpareça que você quer o trabalho somente pelo dinheiro. O salário é uma das últimas questões a ser abordada em uma entrevista.  

4. Mantenha um contato visual:

Manter um contato visual é importante para mostrar ao recrutador que você tem interesse no que ele está falando, além de transmitir segurança e confiança.

Por William Nascimento


A entrevista de emprego sempre é uma das etapas mais temidas pelos trabalhadores em um processo de seleção. Esta etapa é considerada por muitos como decisiva para a obtenção da tão sonhada vaga e por isso devemos ter cuidado para não cometer erros que possam custar a aprovação na seleção. Sabendo disso, confira abaixo 7 erros comuns na hora da entrevista e veja como evita-los:

1 – Cuidado com os Cheiros e Perfumes Fortes: O candidato deve tomar cuidado para não chegar ao local de entrevista cheirando cigarro, bebida comida, café ou qualquer outra. Nestes casos, uma dica interessante é sempre ter uma balinha de hortelã para disfarçar estes cheiros. Não bastasse isso, é preciso ter cuidado também com os perfumes fortes, isso porque o recrutador pode ser alérgico. Para este caso o indicado é usar perfumes mais suaves.

2 – Cuidado com o Improviso: É bastante importante que antes de ir para a entrevista o candidato se prepare e busque se informar sobre a empresa. Além disso, também é muito importante que você já saiba quais motivos o levam a ser uma boa opção para a vaga.

3 – Cuidado com a Interrupção: Tome cuidado para não interromper o recrutador enquanto ele fala com você. A interrupção da conversa pode deixar uma má impressão e indicar que você é um mau ouvinte.

4 – Nunca leve Parentes ou Conhecidos para a Entrevista: Isso pode parecer estranho, mas as vezes as pessoas acabam levando familiares ou amigos para a entrevista com o objetivo de se sentirem mais seguros. Apesar disso, isso não é indicado e evite levar qualquer pessoa com você na hora da entrevista.

5 – Cuidado para Não Chegar Atrasado: Evite de todas as maneiras chegar atrasado na entrevista. Caso isso aconteça, o recrutador pode considerar o candidato desorganizado.

6 – Evite Deixar de Fazer Perguntas: Durante a entrevista, os recrutadores normalmente nos perguntam se temos alguma dúvida. Nesta hora, a pior coisa que se pode fazer é ficar quieto. O certo é a pessoa utilizar este momento para para sanar qualquer dúvida que tenha sobre a vaga.

7 – Evite Chegar Despreparado: Na entrevista de emprego, o candidato deve deixar evidente suas qualidades e os motivos que o levam a ser o profissional ideal para preencher a vaga. Além disso, é importante que o candidato pesquise mais informações sobre a empresa, assim poderá ter uma ideia do que conversar com o recrutador.

Entrevista de Emprego

Foto: Jerb

Nós brasileiros temos a fama de ser simpáticos. Somos reconhecidos lá fora como um dos povos mais legais e simpáticos do mundo. Herdamos uma cultura alegre, cordial, hospitaleira e com muito alto astral. Mas mesmo assim não podemos generalizar. Se algo não nos faz bem, por exemplo, não mandamos recado. Infelizmente não sabemos usar o melhor que temos para sermos uma pessoa melhor e conquistar nossos objetivos.

Ser simpático pode quebrar o gelo e aumentar suas oportunidades de crescimento, basta saber o que está fazendo. Em uma entrevista de emprego, onde estão sendo avaliadas suas características e personalidade, há a expectativa de que todos sejam, pelo menos, educados dentro de uma certa formalidade. É tanto que pensar em ser simpático pode parecer estar quebrando alguma regra, o que não é verdade. É claro que ser simpático é algo muito subjetivo. Para uns, ser simpático significa ser engraçado, para outros significa falar bem e ser alegre. Mas, com uma dose de bom senso, as duas formas podem estar corretas.

Você pode até ficar nervoso na hora, mas se usar o seu bom humor para descontrair o momento independente da ocasião, com certeza vai ser visto como um diferencial para quem está te entrevistando. Saiba conquistar a simpatia de seu entrevistador de uma forma natural e sem contrariá-lo. Tome muito cuidado para não invadir o espaço do entrevistador querendo ser simpático demais. Talvez seja nessa hora que muitos falham. Ele está ali para te avaliar e qualquer exagero pode mostrar algo contrário à sua verdadeira intenção. Há um limite que separa o ser seguro e confiante e o ser arrogante. Tome cuidado para não acabar ultrapassando-o, senão você mostrará mais antipatia do que simpatia. Fale de si mesmo de forma profissional, seja específico e não foque muito em falar apenas de suas qualidades. E mais do que nunca, não deixe de sorrir.

Por Daniela Almeida da Silva


A aparência é importante tanto para as mulheres quanto para os homens em uma entrevista de emprego, mas as mulheres têm um ponto positivo a mais quando estão vestidas de acordo com a vaga. Mas, como se vestir adequadamente para uma entrevista de emprego?

Mais do que o próprio currículo com experiências e competências, a aparência pode se tornar um diferencial para a contratação, pois querendo ou não, a primeira impressão é a que fica. Por isso, siga as dicas a seguir para você ter cuidado para não errar nessa hora:

– Primeiramente faça uma pesquisa sobre a empresa para qual vai fazer a entrevista. Observe se ela é formal demais ou se tem um perfil mais descontraído.

– Depois que você pesquisou sobre a empresa, agora é hora de pensar em como se vestir de acordo com o cargo concorrido.

– Se a empresa exigir uma postura mais formal para o cargo, prefira uma calça social básica e uma camisa. Caso o tempo esteja frio abuse de um terninho. Se você optar por uma saia, cuidado com o comprimento dela, que não pode estar acima do joelho. No caso dos sapatos, escolha um salto alto normal ou uma sapatilha. Não exagere nos detalhes.

– Se a empresa tiver um perfil mais informal, opte por uma calça jeans básica, de lavagem escura de preferência, com uma camisa simples ou uma blusa social fechada e discreta.

– Escolha roupas de cores neutras como o marrom, branco, bege ou um preto básico. Muito cuidado com decotes, roupas coladas ou muito apertadas, brilhos e detalhes exagerados. Afinal, é preciso ter bom senso, pois você está indo em uma entrevista de emprego e não a uma balada ou festa.

– Quando for se maquiar faça um look leve e nude. Utilize uma base na tonalidade de sua pele só para melhorar a textura dela, um blush para dar uma realçada na aparência e um batom nude ou cor de boca. Não use nada escuro ou carregado demais.

– Se você for usar acessórios, escolha os mais discretos possíveis. Anéis, brincos, colares que são pequenos e bem delicados, apenas para dar ar sofisticado no visual.

– Em caso de dúvida, uma calça social básica preta e uma camisa simples branca cai como luva, pois ao mesmo tempo que fica básico, fica elegante e formal, além de não ter perigo de erro.

Aparência não é tudo, mas faz muita diferença!

Por Daniela Almeida da Silva


A maneira como você coloca as informações em seu currículo pode ser importantíssima para você se destacar em um processo seletivo, pois é aí por onde o recrutador poderá te achar. Porém, mesmo assim, você pode se perder nesse caminho, já que a entrevista é a parte decisiva na maioria dos processos seletivos, por isso, tome cuidado. Mas, se você souber fazer muito bem seu currículo vai saber cativar o entrevistador.

Outro ponto importante é o seu desempenho na hora da entrevista, se ele for bom, você pode até não ter experiência ou especialização nenhuma, mas a sua forma de interagir com o entrevistador pode fazer grande diferença e te colocar um passo a frente no processo seletivo. Se você realmente quer cativar um recrutador, então coloque-se no lugar dele. Para isso, imagine qual perfil de candidato te chamaria mais atenção, quais atitudes você esperaria, entre outras coisas. Dessa forma, ficará mais fácil você ter a postura correta estando do outro lado da história. Fazendo isso, você consegue se sentir preparado para começar a entrevista? Então bola pra frente! Saiba que mesmo assim, qualquer exagero pode parecer estranho e fazer o recrutador duvidar de você, então, seja o mais natural possível.

Comece falando mais sobre você, de um jeito descontraído, mantenha sempre contato visual com o recrutador quando estiver falando, demonstre segurança o tempo todo. Uma coisa que você deve evitar é querer criar intimidade com o recrutador, pois ele pode te achar muito invasivo e suas chances podem ir por água abaixo.

Antes do mais nada, faça o básico. Vista-se de acordo com a área da vaga (informe-se antes por telefone, caso não tenha nada especificado, se a empresa possui alguma política para vestuário), saiba colocar suas qualidades sem parecer forçadas e arrogante demais. E, não esqueça que o seu "papo" deve ser o mais interessante para poder conquistar o recrutador. Vale a pena investir!

Por Daniela Almeida da Silva


Hoje em dia, o domínio de um segundo idioma tornou-se algo muito importante na vida de um profissional, principalmente se essa segunda língua for o inglês.

Com a globalização, as fronteiras se estreitaram, fazendo-se quase inexistentes, então as empresas começaram a valorizar cada vez mais um segundo idioma na hora da contratação de profissionais para integrar o seu quadro de funcionários. Hoje trabalhar numa empresa no Brasil e precisar contatar um profissional que atue na mesma organização localizada em outro continente, é algo comum, por essa razão a necessidade de um outro idioma. A fluência no inglês passou a ser um requisito expressamente necessário na carreira de qualquer profissional. Antes o fato de dominar outro idioma era considerado somente um diferencial, agora é uma necessidade básica.

Uma das principais dificuldades das pessoas é expressar em um currículo qual o nível de inglês que elas possuem. Na expectativa de corresponder a este requisito ou também pela dificuldade de realizar uma autoavaliação, muitos candidatos destacam um nível do idioma quem nem sempre pode coincidir com a real aptidão do candidato no que diz respeito à leitura, interpretação, fala ou compreensão do inglês.

Mesmo você colocando no curriculum que possui um determinado nível de inglês, fique ciente que a empresa verificará se você possui mesmo tal expertise, por isso ela poderá comprovar isso mediante uma entrevista em inglês ou através da avaliação dos diplomas anexados ao currículo. Caso ocorra o teste oral, tente não ficar nervoso, pratique em casa as possíveis perguntas e respostas que poderão aparecer na hora da interação em inglês, busque e treine jargões comuns na sua área de atuação isso facilitará a elaboração das respostas mais técnicas. Outra dica é, seja você mesmo, seja autêntico e honesto quanto ao seu nível de conhecimento do idioma.

Seguindo estas dicas, ficará muito mais fácil demonstrar o quanto você sabe do idioma.

Por Melina Menezes


Certamente a maioria das pessoas tem medo, vergonha ou timidez de falar em público. Isso se torna um problema até na hora de procurar um emprego

Em uma entrevista de emprego, a segurança e a autoconfiança têm que caminhar lado a lado, sendo que elas precisam ser transparecidas em suas palavras, gestos e postura, dando a certeza ao seu recrutador que ele está diante de uma pessoa coerente, objetiva e determinada para fazer a diferença na empresa.

Para manter a conversa em um bom nível deve-se sempre manter contato visual durante a conversa, evitando desviar o olhar para qualquer coisa que possa chamar sua atenção. Ser seguro de si não significa ser uma pessoa absolutista, nesse caso, até a humildade vira uma virtude.

O medo exagerado pode deixar de ser uma estratégia de autopreservação e se tornar algo perturbador para você e o recrutador, se ele captar essa mensagem. Já que você foi capaz de chegar até onde quis, não custa nada enfrentar o medo e transformar ele numa grande oportunidade de superação

Se você pretende colocar essas mudanças em prática, atente-se às dicas a seguir:

Primeiramente, quando for se comunicar verbalmente na hora da entrevista, EVITE:

– Falar em um tom der voz muito baixo, muito alto, ou depressa ou muito devagar. A frequência da sua voz pode dizer muito sobre seu comportamento;

– Utilizar gírias, termos informais ou falar termos estrangeiros de forma incorreta. Pode não ser o momento adequado, além de ficar muito repetitivo;

– Expressar-se sem clareza;

– Utilizar de termos técnicos sem necessidade;

– E, mais do que nunca, evite utilizar vícios de linguagem, como:   'É isso aí!', 'Entendeu?', 'Né?'; 'Acho que… '. A nível de "…'Ok?'; 'Tá?', 'Certo?'; 'Percebe?'; 'Tipo assim… '; 'A gente'.

Para uma postura correta, EVITE:

– Segurar obsessivamente objetos em suas mãos e ficar mexendo toda hora, como chaveiro, gravata, caneta, crachá, etc;

– *Passar as mãos nos cabelos e ficar ajeitando os óculos constantemente;

– Segurar as mãos nas costas;

– Esfregar as mãos;

– Roer ou morder as unhas;

– Cruzar os braços;

– Manter as mãos nos bolsos;

– Apoiar as mãos na cintura ou o corpo nos móveis;

– Ficar olhando toda hora para o relógio.

Por Daniela Almeida da Silva


Infelizmente a demissão já fez parte da vida de muitas pessoas e todos estão sujeitos à ela. São muitos motivos que a rodeia, e muitas vezes o funcionário que foi demitido nunca acaba sabendo, claro, pois há uma ética por traz disso.

Outros motivos como mudanças ou 'reciclagem de mão de obra' podem ser usados como desculpa, caso o funcionário resolva perguntar o verdadeiro motivo. Por outro lado, existe aquele funcionário que não aceita de forma alguma ser demitido e acaba criando conflitos para ele, a empresa e sua carreira profissional.

De acordo com Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers, o melhor a fazer é usar essa experiência como aprendizado, levantar a cabeça e seguir em frente na busca de uma oportunidade melhor.

Depois de uma demissão, os profissionais sempre ficam na dúvida de como se comportar em uma nova entrevista de emprego e de até do que falar sobre o emprego anterior. Mas, a situação vira um problema quando este funcionário encontra uma nova oportunidade e acaba transmitindo sua insatisfação com o emprego anterior na entrevista do novo emprego. Saiba que isso é totalmente errado.  

Com base nessas e outras dúvidas que permeiam os profissionais, Madalena dá algumas dicas para passar por essa situação:  

– Primeiramente evite mentir. Se o recrutador descobrir que o que você está dizendo não é verdade suas chances de ser aprovado para a vaga serão mínimas, ou nenhuma. Quando o profissional está dizendo a verdade isso fica estampado nele.   

– Seja humilde e admita o que levou à sua demissão, caso saiba o motivo. Jamais fale mal da empresa anterior e do seu antigo chefe, e nem fique tentando encontrar o culpado ou se fazer de vítima para a situação. Assuma a responsabilidade de seus atos, isso é uma virtude. Se você sabe o verdadeiro motivo de sua demissão, então é hora de comunicá-la de forma clara e objetiva, caso houver necessidade. Fale como, quando e por que aconteceu. Explique detalhadamente o que aprendeu com tudo isso, se faria de novo ou não e o que faria diferente se tivesse a oportunidade de voltar atrás. Se precisar, passe isso para um papel antes. Lembre-se que você precisa ser breve e objetivo, os recrutadores normalmente esperam algo detalhado e preciso.   

– Se preferir, fale com você mesmo na frente de um espelho, em um lugar silencioso para que você consiga organizar seus pensamentos da melhor forma. Fale alto para você mesmo o motivo de sua demissão e o que aprendeu com isso, pratique até perder o medo. Na entrevista, o entrevistador presta mais atenção no jeito com que você se expressa do que com aquilo que diz.

Por Daniela Almeida da Silva


Você está disponível para o mercado de trabalho, daí surge uma nova oportunidade e é preciso passar por uma das etapas que mais afligem que está em busca de uma nova vaga de emprego: a entrevista. Nessa etapa do processo é bem possível que você seja solicitado a falar do motivo de saída da empresa anterior e é aí que muita gente se perde.

Primeiramente, é preciso entender que você não é o único profissional na face da terra que já foi demitido. Muito pelo contrário, isso tem sido cada vez mais comum no mercado de trabalho cada vez mais competitivo e é oriundo de razões diversas desde a falta de adaptação do profissional à necessidade da empresa de renovar seu quadro de funcionários.

Mas como falar de seu último emprego de forma ética?

De acordo com Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers, falar a verdade é o melhor caminho: “Se você mentir e o entrevistador descobrir, suas chances de conseguir o trabalho serão extremamente reduzidas”, declara a profissional em entrevista ao site administradores.com.

Usar de mentira nessa fase pode eliminar qualquer possibilidade que havia de ser contratado, caso o entrevistador descubra a fraude. Outra dica dada pela profissional também é que o candidato não se mantenha na defensiva e apresentar com humildade, os motivos que o levaram à demissão: “Não adianta ficar procurando culpados e falando mal da sua antiga empresa pelos quatro cantos. Isso só prejudicará a sua imagem e carreira, em vez disso, assuma as responsabilidades pelos seus atos”, conclui.

È necessário primeiramente uma autoanálise da situação de modo a dar segurança na resposta e confiabilidade ao entrevistador. Feito isso e encontrado os reais motivos construa uma resposta precisa e breve, se necessário falando sobre o que foi possível aprender com a situação e o que poderia ter sido feito de modo diferente. “E mais uma vez, não culpe seu antigo chefe ou empresa”, informa Madalena.

Por Igor Lima


A grande meta de toda e qualquer pessoa que almeja melhores condições sociais é justamente conseguir uma vaga de emprego que possibilite, ao mesmo, essa tal ascensão social. Para isso, é necessário primeiramente uma grande carreira de estudos, isso mesmo, quanto melhor o seu currículo de formação profissional mais chances você terá de conseguir uma boa vaga de emprego.

No entanto, conseguir uma boa formação escolar nem sempre irá garantir a sua tão sonhada vaga de emprego, também é necessário certa praticidade e força de vontade. Além disso, um dos pontos mais importantes e que acaba prejudicando muitas pessoas é justamente quanto a tão temida entrevista de emprego. Isso mesmo, essa é uma etapa eliminatória, dessa forma, é bastante importante se destacar na mesma.

Vale ressaltar que várias perguntas são constantemente frequentes em uma entrevista de emprego, haja vista esse fato você pode se preparar de uma forma mais inteligente. Na continuação desta matéria você irá saber quais são essas perguntas e possíveis respostas.

Fale Sobre si: Saiba que essa é a pergunta mais frequente em toda e qualquer entrevista de emprego, a mesma é praticamente obrigatória. Por isso, uma resposta direta e objetiva é recomendada, porém, que venha a valorizar o seu perfil profissional.

Quais são seus objetivos em curto prazo? E em longo prazo? É importante ser específico, além disso, é recomendável aproximar seus objetivos aos da empresa. Neste caso evite falar sobre possíveis remunerações.

O que o levou a enviar o seu currículo a esta empresa? O importante agora será destacar a empresa, isso mesmo, mostrando o porquê de você ter escolhido a mesma em decorrência de várias outras. Para responder de forma inteligente e coerente é bom fazer uma pesquisa sobre a empresa em questão.

Qual foi a decisão mais difícil que tomou até hoje? O objetivo dessa pergunta é avaliar a capacidade de identificação de um problema e sua melhor solução por parte do futuro funcionário. Ou seja, essa pergunta avalia diretamente se você tem capacidade de trabalhar sobre pressão e conseguir as melhores alternativas em relação a problemas envolvendo o seu futuro emprego.

O que procura num emprego? Essa resposta possui várias hipóteses como, por exemplo, desenvolvimento e ascensão profissional ou social, bem como desafios, contribuição para o sucesso da empresa, atuar em um grupo ou organização de sucesso e etc.

Dê-nos um motivo para o escolhermos em vez dos outros candidatos: Essa pergunta irá testar diretamente o seu marketing pessoal, ou seja, irá avaliar como você irá “vender” o seu perfil de profissional. Nesse caso, você deve expor as suas ideias quanto ao fato de que você é o mais competente e mais indicado para aquela função em tal empresa.

Por Bruno Henrique


A entrevista de emprego é um divisor de águas no que tange ao mercado de trabalho. E, seja bem como for, todo mundo quer receber um feedback após a realização de uma entrevista de emprego. Sendo assim, pois, o leitor deve estar se  perguntando: e quando esse retorno não vem? Pois bem, aqui vamos trazer dez dicas sobre como proceder quando este tipo de coisa acontece.

1 – Iniciativa:

Isso mesmo, é preciso ter iniciativa e, após alguns dias da entrevista, o candidato possui sim o direito de entrar em contato com a empresa por meio de um e-mail.  Tentar reforçar sua vontade de conseguir a vaga.

2 – Simpatia:

Seja simpático, mesmo que você esteja chateado ou não goste do empregador. A postura é fundamental em todos os ambientes de trabalho.

3 – Planejamento:

Planeje tudo com calma. Não adianta ficar ligando e mandando e-mails o tempo todo. Isso fará com que você fique com a imagem de alguém chato e irritado. Faça tudo dentro de um plano bem traçado.

4 – Feedback  na hora:

Sim, se for possível, solicite que o entrevistador forneça uma devolutiva assim que o processo terminar; basta prestar atenção se a recepção foi boa e se é plausível atuar dessa forma.

5 – Rede Social:

Acesse o seu networking e veja se outras empresas ou profissionais possuem informações sobre o processo de seleção que você participou.

6 – Aceite a realidade:

O fato de você não ter recebido uma resposta pode, é claro, revelar que você não foi selecionado. Então aceite esse fato e parta para outra.

7 – Outro foco:

Se o setor de Recursos Humanos não lhe responde, uma dica é tentar mudar de foco e se comunicar de forma direta com a chefia.

8 – Não é pessoal:

Tenha consciência de que, se você foi ‘’eliminado’’, não significa incompetência. Cada vaga tem um perfil almejado pela organização.

9 – Informe o empregador:

Informe o empregador que você está participando de outros processos seletivos; isso mostra que você está focado no mercado de trabalho.

10 – Experiências:

Não receber um feedback mostra muito sobre a dinâmica de trabalho de uma empresa.


No exato momento que os senhores e senhoras lêem esta postagem, milhares de pessoas estão participando de uma entrevista de emprego ou processo seletivo. Porém, para ajudar os que precisam de um emprego, uma dica é mais que importante: saber o que não vestir numa seleção para uma empresa.

Pesquisas atuais apontam que, 4 entre 10 pessoas,não se veste de forma adequada na hora de procurar ou participar de um recrutamento. Esses números são bem alarmantes. Por isso, para evitar esses erros, eis uma pequena lista do que não se dever usar, em termos de roupa e imagem, numa entrevista de emprego:

Roupas berrantes: sim, não vá para um processo seltivo com vestes coloridas e chamativas;

Roupas apertadas ou largas demais: todo exagero chama atenção de forma negativa. Procure ter equílibrio em sua escolha e pesquise o perfil da empresa antes de trajar qualquer coisa;

Cuidado com os calçados: Embora confortáveis e agradáveis de se usar, nada de chunelos, sandálias ou sapatos abertos numa entrevista que visa colocá-lo no mercado de trabalho; 

Perfume muito forte: estamos falando de roupas, mas um perfume muito forte acaba estragando não só o visual,como suas chances de garantir um bom cargo;

Cuidado com acessórios: nada de detalhes em demasia (óculos de sol, muitas pulseiras, brincos ou outros itens chamativos). A harmonia das combinações é o segredo.

Por Madson Lima de Oliveira


Muitas vezes nos pegamos pensando: devo buscar uma posição mais alta ou ficar em um cargo de menor responsabilidade ?  

A situação piora quando recebemos aquele convite tão esperado para um processo seletivo de uma empresa concorrente, para um cargo de maior responsabilidade que o atual . E agora? Fique tranquilo! Você almejou essa oportunidade e agora só precisa observar se está preparando para esse novo desafio .  

Antes do processo seletivo, procure saber qual será sua função e pense se até o momento já desenvolveu o máximo de habilidades antes de aceitar esse desafio . Nesta hora de reflexão tudo conta: sua experiência profissional, o seu equilíbrio de vida pessoal os seus planos para o futuro .  

Caso entenda que não é o seu momento, não se preocupe. O profissional tem o direito de falar “ não “ ao convite , isso não fará de você um profissional desqualificado , pelo contrario você estará se fortalecendo para uma próxima oportunidade .

Mas com muita elegância , seja claro e explique por que essa mudança não está em seu planejamento de carreira do momento .   Mas, se após sua avaliação você resolver aceitar o desafio, converse com um profissional mais experiente; ele irá te ajudar a enxergar os próximos passos. Obtenha a maior quantidade de informaões de sua nova função e não se esqueça: essa oportunidade lhe dará segurança para as próximas!

Por Chris Pontes


Durante vários momentos de nossas vidas nos deparamos com processos seletivos, mas só sabemos se estamos realmente preparados quando vivenciamos situações não muito convencionais.   

No entanto, pode ser a surpresa do momento que nos faça perceber se temos condições de enfrentar o desconhecido ou se precisamos de maior preparo, afinal, nunca iremos saber o quanto a vida irá nos exigir, mas sabemos que podemos tornar esse processo menos pesado.  

Enfrentar um processo seletivo, sem dúvida não é uma tarefa fácil, surge o nervosiso , dá um branco, mas alguns erros frequentes podem ser evitados:

Falar ou escrever errado.  Cuidado!  Leia e escreva o tempo todo , exercite-se , isso irá lhe ajudar a não correr riscos desnecessários em um processo seletivo

Apresentação Pessoal Exagerada. Antes de escolher qual roupa  irá usar, lembre-se que sua roupa revela muito sobre seus hábitos , gostos e estilos . Evite o excesso!

Falar demais. Nunca fale mal dos seus colegas de trabalho e das empresas onde trabalhou, não seja prolixo ou evasivo . Fale somente o necessário!  

Sempre após o termino de qualquer processo seletivo, faça uma análise de onde você precisa melhorar, aproveite os erros e evidencie os acertos, busque o melhor sempre !

Por Chris Pontes


A dificuldade de conseguir um emprego começa com a apresentação de um currículo fora dos padrões ou mal feito. Além disso, um dos passos mais importantes para a reinserção do profissional é o comportamento durante as entrevistas, que é considerado um fator decisivo para passar na frente dos concorrentes e assumir a vaga desejada.

Neste momento, qualquer erro pode ser determinante. Um olhar desinteressado, falhas na linguagem corporal, entre outros aspectos, são considerados fatais de acordo com a empresa de pesquisas CareerBuilder. No levantamento que realizou, mais de 50% dos entrevistados apontam falhas como atender ao telefone no meio da entrevista, mandar mensagens de celular e vestir-se de forma imprópria para a ocasião.

Entre outras falhas dos entrevistados, a pesquisa deu exemplos marcantes do que não se deve fazer:

– Uma entrevistada solicitou o adiamento do início do emprego para ganhar mais presente de Natal.

– O entrevistado disse que teve que se obrigar a deixar um emprego bancário, pois sentia constante tentação em roubar dinheiro da instituição.

– Mesmo com o entrevistador ouvindo o barulho do toque, o candidato negou estar com o celular no bolso.

Por Marcelo Araújo


O mês de julho se aproxima o que significa o período de férias da faculdade para os estudantes. Porém, nesse período muitas empresas anunciam as vagas de estágio no mercado, pois muitos contratos vencem. Confira as dicas para conquistar a sua vaga.

A primeira dica é de entender como funciona o processo seletivo. Não é suficiente cadastrar seu currículo pela internet ou entregá-lo pessoalmente para a companhia na qual deseja trabalhar. Mantenha suas informações atualizadas e, principalmente, compreenda cada etapa dos processos seletivos. Informe-se sobre como obter um bom desempenho em dinâmicas de grupo e entrevistas.

Destaque no seu currículo e na entrevista aquela competência ou habilidade que você tem e considera um diferencial para conquistar a vaga de estágio, como por exemplo: fluência em algum idioma, participação em empresa júnior ou atuação em trabalhos voluntários.

Demonstre interesse pela empresa, conheça o seu perfil e suas áreas de atuação através do site. Não fale demais. Não minta sobre suas qualificações profissionais. Boa Sorte!

Por Melisse V.


Cansado de enviar currículos e mais currículos e não ser chamado para uma única entrevista. Parou para pensar que isso pode acontecer por vários motivos diferentes do que se costuma supor? Alguns acreditam que a falta de interesse das empresas por seus esforços está estrita à parte de escolaridade e até da própria experiência. Na verdade, o problema, se assim o leitor deseja pensar, pode estar no primeiro contato da companhia com o candidato: carta de apresentação.

De acordo com Eberson Luiz Federezzi, diretor da Global Network, a carta de apresentação tem tido papel importantíssimo nos processos de seleção. Apresentar um texto com falhas gramaticais e de vocabulário podem limitar inúmeras chances.

Em primeiro lugar, o trabalhador deve escrever sua carta de apresentação em folha A4, com fonte na cor preta. Além disso, incluir assinatura ao final do documento e o nome e cargo da pessoa para quem ela será enviada, juntamente ao currículo, causa diferencial.

Em relação ao conteúdo, o profissional pode dividi-lo em quatro partes, ou melhor, em quatro parágrafos. O primeiro deve ser utilizado para apresentação e o motivo pelo qual o currículo foi enviado. No parágrafo seguinte, justificativas concernentes à escolha da empresa, tais como conhecimentos sobre ela e sua área de atuação.

Na terceira parte o candidato pode ilustrar quais são seus objetivos e qualidades. No último parágrafo é interessante efetuar uma finalização. Neste caso admite-se pedir entrevistas para melhor apresentação.

Por Luiz Felipe T. Erdei





CONTINUE NAVEGANDO: