Para contratar um novo funcionário é preciso muita cautela e estudo da vaga. Com isso, a empresa será assertiva em suas contratações.

Os candidatos a uma vaga de emprego encontram grande dificuldade na entrevista de emprego, para conseguirem se destacar e serem os escolhidos, mas do lado de lá, tem a empresa que também vem encontrando cada vez mais dificuldade para encontrar profissionais aptos às vagas que se encontram em aberto.

Para evitar futuros aborrecimentos e até o arrependimento por ter contratado um candidato que não conseguiu atender às necessidades da empresa na ocupação do novo cargo, é preciso muita cautela na hora da contratação. Mas com as dicas abaixo, ficará mais fácil ter sucesso em suas novas contratações.

A primeira dica é a empresa saber exatamente o porque de estar contratando um funcionário. Não é pelo fato de que alguém foi demitido que um novo funcionário deverá ser contratado. Pode ser que a empresa siga muito bem sem um novo funcionário naquela vaga, mas isso varia de caso para caso.
Importante também a empresa avaliar se não há um funcionário dentro da empresa melhor qualificado para a vaga que está em aberto e a contratação passa a ser para um outro cargo de menos relevância.

Definida esta primeira etapa, vem a segunda dica que é ter extremo cuidado na contratação do novo funcionário. Contratar às pressas é um dos principais erros, pois são nestas ocasiões que as empresas contratam de forma equivocada. Verifique o que a vaga exige e o que os candidatos oferecem de conhecimento profissional para saber qual é o mais indicado.

Outra dica importante é saber onde irá procurar o próximo funcionário. As empresas gastam tempo e dinheiro com empresas de recrutamento ou com anúncios em jornais de classificados, quando dentro da própria empresa tem um funcionário que poderia lhe dar uma boa indicação. Ou na própria região onde a empresa está situada, há profissionais que se enquadram perfeitamente na vaga em aberto, por isso é bom que a empresa esteja atenta na hora de divulgar suas vagas em aberto.

A empresa deve investir na entrevista do empregado, não pressionando-o com perguntas difíceis, mas querendo saber se ele realmente tem o perfil ideal para a vaga em aberto, explicando para ele que isso é importante para a empresa e para o próprio candidato. Sendo claro e objetivo com o candidato à vaga, o recrutador estará mais seguro de ter sucesso em sua contratação.

E, por fim, a empresa precisa ficar atenta às referências, sejam profissionais ou pessoais, pois como é um novo funcionário que estará entrando para as dependências da empresa, cautela nunca é demais.

Por Russel


As grandes empresas estão usando outras formas de receber as centenas de currículos recebidos quando se abre alguma vaga. É o caso do Grupo Votorantim que demora, em média, de 7 a 10 dias para organizar, manualmente, todas as inscrições para uma oportunidade na empresa.

Contudo, no ano passado a organização teve uma ideia de usar um software para agilizar todo esse processo. Hoje eles usam um sistema que consegue processar de uma só vez o perfil de 12 milhões de profissionais incluídos na rede social LinkedIn.

O programa possui 30 filtros que separa cada quesito dos profissionais, como trajetória acadêmica, áreas de interesse, idiomas e outras habilidades. Esse trabalho auxilia os recrutadores a buscar o melhor perfil para cada vaga aberta na empresa. E o sistema consegue ir além. Ele obtém dados dos profissionais externos que buscam oportunidades como retém informações sobre os funcionários do próprio Grupo Votorantim, como saber de onde eles vieram e para onde vão quando saem da empresa.

A gerente de captação do grupo, Paula Giannetti, explica que a triagem tradicional de currículos já não é mais eficiente para que eles consigam pessoas qualificadas para trabalharem na empresa. O software, conhecido como Big Data – estilo de um jargão em inglês – vem ganhando espaço nas grandes organizações não só para angariar dados de milhões de perfis profissionais, mas também revelar padrões comportamentais e tendências, que pode ser usado tanto para contratar quanto para promover um funcionário interno.

O sistema quebra a limitação que existe da análise tradicional de currículos e a incontrolável subjetividade que existe nos recrutadores, dificultando a contratação ou promoção. O processo não fica apenas em auxiliar a agilizar as demandas das análises profissionais, mas engloba maior precisão na hora do recrutamento.

E não é só o Grupo Votorantim que embarcou nessa nova tecnologia. O Google criou o Janus em 2010 para analisar todas as informações profissionais de seus empregados. Dentre as várias utilidades do programa, a empresa descobriu que as funcionárias com filhos têm duas vezes mais chance de deixar o Google. Com essa informação a organização ampliou alguns benefícios. 

Por Carolina Miranda


A agência de recrutamento Desix anuncia processo seletivo para preenchimento de 97 vagas para profissionais de TI. Os contratados atuarão nas regiões central e sul de São Paulo-Capital e para a cidade de Alphaville na região metropolitana de São Paulo.

São 40 vagas para Analistas de Sistemas Pleno I, 10 vagas para Analistas de Sistemas Pleno II, 15 vagas para Analistas de Sistemas Sênior e 30 vagas para função de Multiplicador. Também estão abertas vagas para os cargos de Coordenador de Informática e Gerente de Projetos SAP.

Além de formação específica para as áreas, a empresa exige dependendo de cada função, inglês intermediário ou avançado e conhecimento de softwares como pacote office e Excel, entre outros. Mais informações sobre os cargos podem ser obtidas pelo telefone: (11) 4688-2625. Os currículos podem ser enviados para o e-mail: [email protected].

Por Selma Isis


A Nova Visão Humana, empresa especializada no recrutamento e seleção de pessoal abriu inscrições para a seleção de 450 profissionais em São Paulo. As oportunidades são para os setores administrativo, logístico e de produção de uma multinacional da região da Água Branca e centro paulista.

Podem se inscrever candidatos com idade mínima de 19 anos e experiência comprovada na função desejada. Os salários variam de R$ 700,00 a R$ 1.000,00 acrescido de benefícios como convênio médico-odontológico, seguro de vida, refeição no local, vale-transporte, entre outros.

Se você tem ensino médio completo, envie até o dia 20 de dezembro de 2010 o seu currículo para o e-mail [email protected] e aguarde o processo seletivo formado por testes e entrevistas individuais.

Por Juliana Vlastuin


A Accor RH especializada no setor de recrutamento de pessoal está com processo seletivo aberto para a contratação de 300 novos operadores de call center com interesse em trabalhar em uma empresa ligada a área publicitária da capital paulista.

Para participar, é necessário que os candidatos tenham idade mínima de 18 anos e ensino médio completo. Os aprovados irão garantir benefícios como assistência médico odontológica, vale refeição, vale transporte, descontos em instituições de ensino superior e cursos de idiomas, entre outros.

Se você está desempregado ou quer garantir um dinheiro extra nesse final de ano, ligue para o (11) 5012-7651 e agende uma entrevista com Suélem. Não esqueça de levar documentos pessoais e currículo no dia da entrevista!

Acesse o site www.accorrh.com.br e informe-se sobre a empresa.

Por Juliana Vlastuin





CONTINUE NAVEGANDO: