Linguagem corporal em entrevistas de emprego

  

O momento de fazer uma entrevista de emprego para muita gente é a parte mais complicada. Os erros são inevitáveis para os despreparados. Confira alguns dos mais comuns em relação à linguagem corporal de acordo com autora especialista no tema.

O emprego dos sonhos bate bem na sua porta. Você fez tudo que podia e conseguiu, mesmo assim ainda falta passar por uma parte um tanto complicada: a entrevista com quem é o responsável pelo recrutamento. Agora imagine que você se deu bem nessa entrevista e bem no fim acaba encerrando suas chances de ser contratado mesmo sem perceber. Apesar de parecer estranho isso acontece frequentemente. Um aperto de mão fraco, o olhar sem foco entre outros fatores da linguagem corporal podem passar despercebidos para o entrevistado, mas não para o entrevistador.

De acordo com a especialista no assunto Tonya Reiman, autora do livro intitulado “O Poder da Linguagem Corporal” esses erros mesmo que pareçam sem importância podem acabar com as oportunidades de qualquer pessoa em muitas ocasiões.

A escritora deu uma entrevista ao portal de notícias G1 e citou alguns dos erros mais comuns no que diz respeito à linguagem corporal. Abaixo apontamos alguns deles segundo a autora.

– Má Postura: de acordo com a autora muita gente não percebe, mas a entrevista de emprego já começa na sala de espera para a entrevista. Ficar desleixado na cadeira não é uma boa opção;




– Aperto de Mão: a dica é que ao apertar a mão do entrevistador seja natural, nada de muito fraco ou forte de mais. Um detalhe importante é que o entrevistador deve ser o primeiro a estender a mão e não o entrevistado;

– Contato com os olhos: ter contato visual. O famoso olho a olho é muito importante. Caso o candidato não faça isso, o entrevistador tenderá a supor que o candidato é inseguro dentre outros pontos;

– Inquietação: ficar passando a mão no cabelo, no rosto ou algo do tipo que dê a entender certa inquietação não é conveniente. Geralmente quando se faz isso é porque mesmo que inconscientemente precisamos de um certo autoconforto. E essa é uma mensagem que o entrevistador levará para o lado negativo.

Por Denisson Soares

Nossos Cursos - Loja Online



Cursos de aprimoramento profissional Trabalhou.com.br. Visite nossa loja.



Post Comment