Dicas para lidar com problemas no trabalho



Todos nós, na vida profissional, em um momento ou outro vamos ter que lidar com algum tipo de problema. Eles são os mais diversos possíveis: crises, desmotivação, fofocas, falta de estrutura e etc, são alguns dos pontos mais comuns no dia a dia dos trabalhadores.

Uma das principais ferramentas para lidar com esses tipos de problemas profissionais e não permitir que eles nos abalem é basicamente identificá-los e descobrir uma forma de lidar com cada um da forma que o mesmo exige.



Claro, também é preciso ter paciência e às vezes muita paciência. Confira abaixo alguns pontos que podem prejudicar o profissional e como lidar com eles:

1- Estresse

É bastante comum que o cansaço e o estresse cheguem devido ao número de atividades que devem ser feitas. A questão é que muitas vezes o trabalho deixa de ser feito e se acumula. Ou seja, nem você nem o chefe ficarão felizes.



Muitos profissionais relutam em conversar com seus supervisores sobre isso. É aí que está o problema. Converse com seu chefe. Monte uma lista e mostre que o aumento de trabalho está prejudicando a qualidade do mesmo. É preciso ter cuidado, uma vez que pode dar a entender que o profissional é muito preguiçoso.

2- Fofocas

É quase que a mesma coisa em todos os lugares: o profissional, de uma hora para outra, se torna o centro das conversas no corredor. Com o passar do tempo as fofocas começam a tomar proporções ainda maiores e prejudicam o desempenho da pessoa.

O primeiro passo a identificar quem anda espalhando os boatos. Chame a mesma para uma conversa a parte e deixe claro o quanto aquilo está atrapalhando o seu desempenho. No caso de ser algo mentiroso, é importante esclarecer os fatos com outros colegas.

Em último caso se nada resolver a solução é ir direto falar com o chefe. Este último caso não é o ideal, mas, caso sua produtividade caia, ele deve saber exatamente por qual motivo.

3- Falta de estrutura

Muitas empresas contratam algum profissional, mas não oferece o necessário para que o mesmo desempenhe suas funções. Por exemplo, tirar fotos de um evento sem lhe fornecer uma máquina. Você pode até usar a sua, mas é preciso estar ciente que tudo tem limite.

Não é sua obrigação resolver os problemas da empresa. Se a empresa não dispõe de estrutura tente usar sua criatividade e pró-atividade. Agora se o caso é diminuir gastos apenas por ambição, e não por necessidade, converse logo de cara com o responsável sobre suas condições mínimas de trabalho.

4- Forçar a demissão

Tem empresa que faz isso. Pressiona o funcionário até ele não aguentar mais e força ele pedir as contas. É bom lembrar que você não é obrigado a tomar essa decisão. O pedido de demissão deve ser feito apenas se for da vontade do profissional.

Outro ponto é deixar claro que você estar a par dos seus direitos como trabalhador. Entretanto, se a empresa quer mesmo demiti-lo deixe que ela o faça desde que atenda todos os requisitos previstos em Lei.

Por Denisson Soares

Nossos Cursos - Loja Trabalhou


Cursos de Aprimoramento Profissional. Visite nossa loja.




Post Comment