Dicas de como falar sobre o antigo emprego em uma entrevista





Infelizmente a demissão já fez parte da vida de muitas pessoas e todos estão sujeitos à ela. São muitos motivos que a rodeia, e muitas vezes o funcionário que foi demitido nunca acaba sabendo, claro, pois há uma ética por traz disso.

Outros motivos como mudanças ou 'reciclagem de mão de obra' podem ser usados como desculpa, caso o funcionário resolva perguntar o verdadeiro motivo. Por outro lado, existe aquele funcionário que não aceita de forma alguma ser demitido e acaba criando conflitos para ele, a empresa e sua carreira profissional.


De acordo com Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers, o melhor a fazer é usar essa experiência como aprendizado, levantar a cabeça e seguir em frente na busca de uma oportunidade melhor.

Depois de uma demissão, os profissionais sempre ficam na dúvida de como se comportar em uma nova entrevista de emprego e de até do que falar sobre o emprego anterior. Mas, a situação vira um problema quando este funcionário encontra uma nova oportunidade e acaba transmitindo sua insatisfação com o emprego anterior na entrevista do novo emprego. Saiba que isso é totalmente errado.  

Com base nessas e outras dúvidas que permeiam os profissionais, Madalena dá algumas dicas para passar por essa situação:  


– Primeiramente evite mentir. Se o recrutador descobrir que o que você está dizendo não é verdade suas chances de ser aprovado para a vaga serão mínimas, ou nenhuma. Quando o profissional está dizendo a verdade isso fica estampado nele.   

– Seja humilde e admita o que levou à sua demissão, caso saiba o motivo. Jamais fale mal da empresa anterior e do seu antigo chefe, e nem fique tentando encontrar o culpado ou se fazer de vítima para a situação. Assuma a responsabilidade de seus atos, isso é uma virtude. Se você sabe o verdadeiro motivo de sua demissão, então é hora de comunicá-la de forma clara e objetiva, caso houver necessidade. Fale como, quando e por que aconteceu. Explique detalhadamente o que aprendeu com tudo isso, se faria de novo ou não e o que faria diferente se tivesse a oportunidade de voltar atrás. Se precisar, passe isso para um papel antes. Lembre-se que você precisa ser breve e objetivo, os recrutadores normalmente esperam algo detalhado e preciso.   

– Se preferir, fale com você mesmo na frente de um espelho, em um lugar silencioso para que você consiga organizar seus pensamentos da melhor forma. Fale alto para você mesmo o motivo de sua demissão e o que aprendeu com isso, pratique até perder o medo. Na entrevista, o entrevistador presta mais atenção no jeito com que você se expressa do que com aquilo que diz.

Por Daniela Almeida da Silva

Nossos Cursos - Loja Trabalhou


Cursos de Aprimoramento Profissional. Visite nossa loja.




Post Comment