Servidores Públicos podem preencher Vagas para Monitor de Prova do Enem



  

Interessados devem se inscrever neste mês de julho. Selecionados receberão R$ 39,15 por hora trabalhada.

A partir deste ano Servidores Públicos de todo o país agora poderão trabalhar com o controle e monitoramento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Para participar fique atento ao prazo de inscrições que vai de 4 a 31 de julho. As provas serão realizadas nos dias 5 e 6 do mês de novembro deste ano (2016). Para mais informações e o edital completo acesse o site do Diário Oficial da União.

A remuneração para a função é de R$ 39,15 a cada hora trabalhada e os servidores públicos irão atuar na Rede Nacional de Certificadores. Dentre as funções está garantir a integridade dos malotes contendo as provas nos locais de prova designados. Além disso, deve-se acompanhar o exame e serem responsáveis por comunicar o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) caso haja alguma situação em desacordo com as normas de aplicação do exame.

A seleção para preenchimento das vagas é somente destinada a servidores públicos ativos, conforme Lei 8.112 de 11 de dezembro do ano de 1990. Além de ser funcionário público, o candidato deverá ter formação mínima em nível médio completo, sem vínculos de parentesco com inscritos no exame, não podendo estar de licença ou afastamento médico e nem relação em atividades de elaboração ou distribuição das provas do exame.



Após ter sua inscrição homologada, o candidato deve participar da capacitação à distância, que será obrigatória para a habilitação na função. O objetivo principal será apresentar aos selecionados os procedimentos de aplicação, pressupostos legais e procedimentos de sigilo e segurança que são pertinentes à atuação profissional do certificador, para que as funções pertinentes ao cargo sejam aplicadas de forma confiável, profissional e adequada.

Mais de 8,6 milhões de pessoas já confirmaram a inscrição no Enem este ano, a nota do exame será utilizada na seleção de vagas para bolsas parciais e integrais (Prouni) em instituições particulares, além de vagas em universidades públicas (Sisu) e em cursos técnicos de instituições públicas (Pronatec).

Além de tais programas estudantis, o resultado final do exame também será requisito para o recebimento do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). O exame do Enem também pode ser usado como certificação do ensino médio, por maiores de 18 anos.

Miriã Marconi



Post Comment