Imposto de Renda 2017 – Como Declarar Poupança



Saiba aqui como declarar a poupança em sua Declaração do Imposto de Renda 2017.

De acordo com a Secretaria da Receita Federal, cerca de 7,83 milhões de pessoas cumpriram com a sua obrigação junto ao “Leão” neste ano de 2017 e já fizeram a entrega de suas Declarações de Imposto de Renda referente aos valores recebidos no ano de 2016.

Acontece que esse número está muito abaixo da estimativa apresentada pelo órgão, que espera receber aproximadamente 28 milhões de declarações.



Com o final do prazo, que expira em 28 de abril de 2017, muita gente ainda tem dúvidas sobre as informações que devem ser declaradas e para ajudá-los traremos abaixo dicas sobre como informar o saldo das cadernetas de poupança.

Inicialmente é preciso entender que a poupança é considerada um bem (de acordo com a Receita Federal) e para começar é necessário que se informe o saldo disponível na caderneta, na aba “Bens e Direitos”, utilizando-se o código 41 (Caderneta de Poupança).

Feito isso, a próxima etapa constitui em informar os rendimentos provenientes do investimento na aba “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, apresentando o valor na linha “12 – Rendimentos de cadernetas de poupanças, letras hipotecárias, letras de crédito do agronegócio e imobiliário (LCA e LCI) e certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRA e CRI)”.



O valor dos rendimentos advindos da caderneta de poupança são considerados isentos pela Receita Federal.

É preciso ainda informar a razão social e o CNPJ do banco, além dos dados da conta e/ou dos outros titulares em caso de conta conjunta. Isso será solicitado na guia “Discriminação”.

O programa ainda pede informações sobre a situação da caderneta no ano anterior, em que deve ser colocado o saldo na data requerida, através da aba “Situação em 31/12/2015”. Do mesmo modo será solicitada a situação de saldo da poupança no ano-base de 2016, na aba “Situação em 31/12/2016”, deve ser inserido o valor disponível na data solicitada.

Os bancos são os responsáveis por fornecer os informes de rendimentos contendo todas as informações necessárias para que o contribuinte possa preencher de maneira correta a sua declaração. Caso não tenha recebido o seu, entre em contato imediatamente com o seu gerente para providenciar e lembre-se de não deixar para a última hora, pois instabilidades costumam ocorrer nos últimos dias e a perda do prazo resulta em multa e muita dor de cabeça.

Para obter maiores informações acesse o site: http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/cidadao/irpf/2017.

Por Evelize da Silva

Nossos Cursos - Loja Trabalhou


Cursos de Aprimoramento Profissional. Visite nossa loja.




Post Comment