O que não fazer em Entrevistas de Emprego




Dicas do que não fazer em um processo de seleção para conquistar um emprego.

Embora seja uma situação de bastante estresse e pressão para muitos, existem alguns comportamentos que podem ser evitados para que você acerte naquela entrevista de emprego. Confira a seguir!

Entrevista de emprego: o que não fazer

Conseguir um bom emprego é essencial para o bom desenvolvimento da vida adulta de qualquer indivíduo. Sendo assim, na hora do processo seletivo, o melhor desempenho deve ser apresentado. A fim de driblar o nervosismo e o desconforto, trouxemos algumas dicas do que não fazer nessas situações, com o objetivo de obter os melhores resultados. Veja!


Não permita que atrasos ocorram

Responsabilidade é um quesito básico para ser um bom colaborador numa empresa séria. Sendo assim, se atrasar na entrevista é uma péssima ideia. É claro que imprevistos acontecem e todos estão sujeitos a incidentes de percurso. Por isso, é muito importante que você se adiante, prevendo tempo de sobra caso algo não dê certo. A primeira impressão é bastante importante, portanto, não seja a pessoa que chega depois do horário marcado, interrompendo o processo com a sua chegada ou, pior, deixando o selecionador aguardando você.

Não traje um código de vestimenta muito alheio ao ambiente da empresa

Atualmente, a questão do fit cultural está muito em alta. Nesse sentido, tanto as empresas com hierarquia mais fechada e vertical, quando as mais abertas e horizontais, buscam por colaboradores que atendam o perfil do que a organização acredita. Sendo assim, a forma como você se apresenta deve ser equivalente ao que a empresa procura.

Se você vai, por exemplo, apresentar-se para ser recepcionista de um hostel no centro da cidade, não tem a ver ir trajado de black tie, enquanto, num hotel de 5 estrelas, por exemplo, vai ser destacado do ambiente ir com uma roupa totalmente informal. Outra dica importante é caprichar no sapato. De nada adianta as roupas estarem boas quando a base da sua aparência está desajustada.


Não invente experiências, qualidades e atributos que você não tem

O primeiro a ser detectado numa entrevista de emprego é o mentiroso. Se a empresa for te contratar que seja realmente pelo seu potencial e competências, apostando na sua capacidade de crescer e gerar valor na organização. Não aumente as coisas nem tente dar um jeitinho: seja honesto.

Os selecionadores sabem olhar para as pessoas com uma visão muito observadora. Portanto, nem tente ludibriar o profissional. Se as suas intenções ao comparecer ao processo seletivo é figurar, talvez seja melhor repensar e ficar em casa até estar pronto para assumir um compromisso de verdade.

Não se comporte de forma exagerada, evite os excessos

Engraçadinho demais, mal humorado demais, enfim, qualquer comportamento em excesso pode ser visto de uma forma bem negativa. Você não precisa ser o mais silencioso da sala, mas falar o tempo todo não pega bem. Assim também acontece com usar tom alto ou baixo de voz, ter pouca eloquência ou ser exageradamente articulado: busque o equilíbrio no seu comportamento.

A confiança é passada através de um comportamento estável. Evite parecer apreensivo, apressado ou relaxado demais. Lembre-se que você está num ambiente corporativo que não é um bar com os amigos, mas também não é a cova dos leões. Na sala de espera, sente-se e espere. Se for trocar conversas, seja o mais nivelado possível com seu interlocutor.

É natural ficar nervoso e se sentir sob pressão em situações que colocam suas habilidades sociais e profissionais à prova. A segurança vem da certeza de que você fará um bom trabalho e isso deve ser transparente. Procure não se perder em pensamentos tortuosos de sofrimento por antecipação.

Gostou das dicas? Não se esqueça de compartilhar esse artigo nas redes sociais para ajudar seus colegas a não errarem nos processos seletivos!

Por David Ferreira

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *