Em meio à crise no Brasil, muitas pessoas estão buscando na carreira pública estabilidade profissional e financeira.

Você acaba de concluir uma graduação e até mesmo já pensa em se pós-graduar (seja em nível de especialização, mestrado ou doutorado), mas, segue na dúvida sobre em que área aplicar todo o conhecimento que obteve e pretende continuar obtendo. Então se pergunta: vou atuar no setor privado ou na área pública, na maioria das vezes conquistada por meio de concurso público?

Você mesmo se responder a esse questionamento é um grande desafio, pois, as pessoas podem até opinar, lhe apresentar as vantagens e desvantagens de cada decisão, no entanto, é você quem terá de lidar com o serviço escolhido em sua dia a dia. Sem dúvidas, com a onda de demissões que tem acometido todas as regiões do Brasil, muita gente tem começado a estudar – e muito – para os grandes concursos públicos, aqueles que oferecem salários acima dos R$ 5 mil, além da certeza de que nunca ouvirá a temida frase: está demitido!

No entanto, antes de mergulhar de cabeça nessa decisão, siga algumas importantes dicas, como: escolher trabalhar na função na carreira público dentro daquilo que gosta de fazer e que possui habilidades intelectuais para desenvolver. Quando surgir em algum concurso público cargos que tenham a ver com sua formação acadêmica, sem dúvidas, chegou a hora de decidir pela carreira pública.

Se surgir um certame que ofereça vagas para atender a todas as suas expectativas profissionais e ainda lhe dê chances de crescimento dentro do órgão público, é bom não perder mais nenhum minuto e começar a estudar o conteúdo programático das provas, além de se preparar também para as provas de títulos – as que vão mostrar as suas experiências profissionais e toda a documentação comprobatória da sua formação acadêmica.

Se tiver respostas positivas para esses questionamentos, a questão salarial será apenas um detalhe – desde quando a carreira pública lhe levou a fazer o que gosta – e a estabilidade será apenas a garantia de que não passará pela péssima sensação do desemprego.

Mas, para ser um funcionário público requer investimento de tempo, dedicação, dinheiro para gastos com apostilas e cursinhos preparatórios e, acima de tudo, ter a certeza de que fez o seu melhor para ser aprovado, passando então a fazer parte de um seleto grupo de pessoas que possuem estabilidade profissional e prazer em trabalhar naquilo que gosta.  

Por Michelle de Oliveira


O Centro de Convenções SulAmérica, que fica no bairro de Cidade Nova, no centro do Rio de Janeiro, sediará, entre os dias 24 e 26 de setembro de 2010, a primeira edição da Feira da Carreira Pública.

O evento contará com 70 palestras. Entre os palestrantes estão: Sérgio Ruy, Secretário de Planejamento do Rio de Janeiro; José Clóvis Datolli, chefe do Departamento de Recursos Humanos do Banco Central; e William Douglas, famoso especialista em concursos. 

Além das palestras, a feira contará com diversos stands onde diversas empresas do ramo editorial estarão lançando livros que abordam o estudo para concursos públicos.

A entrada é gratuita e interessados em comparecer ao evento devem se inscrever no site www.feiradacarreirapublica.com.br.

Saiba a agenda completa aqui.

Por Thiago Martins





CONTINUE NAVEGANDO: