Nova Zelândia: Opção crescente em Intercâmbios





As razões que levam um estudante brasileiro a optar pela Nova Zelândia são parecidas aos da Austrália: o baixo valor da moeda em relação ao real, esportes radicais, clima tropical, hospitalidade da população e facilidade na hora de tirar o visto.

Desde 2001 o país tem registrado crescimento de brasileiros em cerca de 20% ao ano. O país é muito procurado por brasileiros que querem fazer cursos de inglês. No entanto, o número de estudantes cursando o ensino médio que vai estudar no país vem crescendo também.




Existem programas que mesclam estudo com esportes radicais como golfe, biking, rafting, esqui, snow board entre outros. As oito universidades federais neozelandesas têm grande prestigio internacional e oferecem cursos de graduação e pós-graduação nas mais variadas áreas se destacando os cursos de medicina, turismo, ciências ambientais, agronomia e veterinária.

Para estudar na Nova Zelândia por mais de três meses é necessário possuir o visto de estudante. Com esse visto o estrangeiro pode trabalhar até 20 horas/semana no país, com a condição que esteja matriculado em um curso de inglês com duração de pelo menos seis meses.


Por Levi Rocha



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *