Preparação para receber promoção na empresa




O sonho de todo profissional é ser promovido dentro da empresa. Isso é bom financeiramente e profissionalmente, contudo nem sempre a vaga deixada pelo colega que saiu da empresa será sua. Talvez o seu chefe não te promova. Segundo o diretor-geral do site Trabalhando.com, Caio Infante, quando um colega de trabalho larga o cargo, pode ser um bom momento para tentar a promoção, porém para conseguir aquela função o empregado precisa provar que merece.

A coach Daniela do Lago afirma que o empregado tem que ter um bom marketing pessoal, comportar-se bem no ambiente de trabalho e realizar todas as necessidades do cargo atual. Esses especialistas também relataram cinco dicas para que o profissional trabalhe para seu crescimento profissional dentro da empresa. A primeira coisa que o empregado precisa fazer é se capacitar. O profissional que se aperfeiçoa está sempre atualizado e mais preparado para assumir um cargo melhor. A próxima etapa é a produção. O profissional que não produz não agrada e não será lembrado na hora da promoção. A empresa espera que o funcionário cumpra todas as suas funções e dê resultados.


Depois o profissional pode descobrir como é o cargo. Conversar com outros colegas e interagir sobre as características da outra função são importantes atitudes. O empregado também precisa estar sempre atento a todas as atitudes dos profissionais que atuam em cargos mais altos. Preparar-se para o novo cargo é essencial para conseguir adaptá-lo a ele.

Por último, o profissional precisa se informar sobre a promoção, se a empresa está em um bom momento para que essa mudança aconteça de forma tranquila.

Depois de tudo isso, com o tempo a adaptação será bem-vinda. E caso o profissional não se adapte, o que fazer? Algumas vezes, ao invés de uma promoção ser boa, ela pode acabar se transformando em uma grande armadilha para o empregado. Nesse caso, segundo os especialistas, a melhor atitude a tomar é conversar com o gestor da área e o profissional e ele fazerem uma avaliação conjunta para o caso. Por isso, antes de pedir ou aceitar uma mudança de cargo, o profissional precisa fazer uma avaliação profunda para concluir se conseguirá assumir a nova função por inteiro ou não.


Por Carolina Miranda

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *