Dicas para negociar salário na entrevista e pós-entrevista




Você já sabe quanto vai pedir no momento da negociação? Confira nesta matéria boas dicas para seguir uma conversa em que o final seja bom para o candidato e a empresa.

Você está prestes a ter uma entrevista de emprego e uma das coisas mais importantes que você irá abordar é sobre a questão salarial da vaga. Quando o recrutador telefona em uma pré-entrevista, por exemplo, ou mesmo já na visita presencial, eles vão questionar quanto almeja ganhar e quanto você estava ganhando em outro trabalho.

Nesta matéria você contará com algumas dicas sobre o que fazer no momento em que tratar de questões salariais na entrevista de emprego.


Sempre é bom estar preparado

O candidato deve fazer uma pesquisa de mercado. Uma empresa poderá oferecer um salário abaixo daquilo que é praticado no mercado. É muito importante saber dos valores que são praticados na profissão que você exerce e isso pode ser um bom argumento na hora da entrevista.

Ele deverá ter em mente as suas necessidades e apontar um nível para o seu salário, além dos benefícios que a empresa poderá oferecer. Observe bem se tudo o que está incluso vai atender às suas expectativas e que isso não trará problemas num futuro próximo. A sua proposta deverá ter embasamento, como a sua experiência e qualidade.

Faça um estudo sobre a empresa em questão, os valores que ela cultua e toda a sua cultura. O interesse que você mostra frente a empresa pode ser um fator que influencie na decisão. A preparação também está no aprimoramento do profissional com os cursos, pós-graduação, palestras, MBA, entre outros. Esse será um candidato que estará na frente de seus concorrentes e será mais valorizado.


Valorização pessoal

Você está sendo avaliado, mas é sempre bom mostrar qual é o seu objetivo profissional e ter um planejamento para com as suas necessidades. O seu planejamento sendo feito de forma adequada, você poderá contar com um trabalho melhor e um salário maior.

Tenha pulso firme

Muitos recrutadores e negociadores podem tentar se livrar de propostas salariais que eles pensem que não são boas. Você deve fazer uma oferta razoável e que seja apropriada. A outra parte deverá dar uma razão boa para que você mude de opinião. Obviamente, esteja aberto para conversa.

Prudência sempre é bom!

A sua proposta deve ficar na sua mente e a intenção é achar um norte que agrade as duas partes envolvidas. Caso a discussão mostre que está longe de conseguir um acordo, tenha uma contra-proposta. Uma solução deve ser criada e não uma guerra entre as partes.

Uma boa dica de prudência é deixar a negociação de salário para o final da entrevista.  A conversa sobre outros assuntos deve acontecer tranquilamente e você deve conquistar o seu empregador para depois falar dos valores.

Tenta oferecer destaque para suas experiências de sucesso

Quando você é aprovado na seleção, as condições de trabalho serão o próximo passo da conversa. É muito bom você destacar os seus feitos que deram relevância na sua carreira. Desafios que conseguiu superar e a importância que teve na estratégia de outras empresas e trabalhos que participou.

Sempre pense primeiramente na empresa

Quando a pessoa que está fazendo a entrevista lhe faz uma proposta de salário, o candidato deve fazer uma revisão de sua proposta que está em mente. É necessário fazer uma comparação do valor que foi oferecido com a faixa salarial que o mercado paga e assim chegar a uma conclusão.

Já sabe o quanto vai pedir?

O candidato deve deixar claro que sabe o quanto é a faixa salarial do mercado. Uma boa dica é dar uma resposta sobre o quanto quer, sendo ela mais ampla possível, sem dar um valor mais específico.

O recrutador deverá saber que o candidato vai escutar e entender o que a empresa tem em mente para buscar uma solução viável para os dois lados. O trabalho em conjunto nesse momento é importante para o consenso ser encontrado. Não dê ultimatos ou coisas do tipo.

Tenha critério

Uma pessoa será mais facilmente persuadida se a sua proposta apresentar um critério objetivo. Aborde temas como pagamento pela competência, pela sua experiência ou no tempo que está na “casa”.

Reflita e partcipe de mais processos seletivos

Depois da reunião, sempre faça uma reflexão sobre os pontos positivos e negativos que teve. Quando você participa de mais processos de seleção, os salários que são oferecidos servem como um bom argumento na negociação. Tenha foco no que quer e esperamos que as dicas lhe ajudem na sua próxima negociação. 



1 comentário em “Dicas para negociar salário na entrevista e pós-entrevista

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *