Piores Profissões de 2016 – Lista da CareerCast.com



  

Vendedor de Varejo lidera a lista com média salarial de US$ 21 mil por ano.

A escolha da profissão não é fácil, principalmente quando estamos no final do Ensino Médio e precisamos lidar com toda a pressão dos familiares, vestibulares e o peso da dúvida de qual carreira seguir. Para te ajudar, o famoso portal de empregos estadunidense CareerCast.com libera anualmente um ranking com as 200 piores e melhores profissões do ano, levando em conta a renda, o ambiente de trabalho, estresse, desgastes físicos e emocionais e chances de contratação, tendo como base os dados do Centro de Estatísticas do Trabalho.

Por isso listamos aqui as piores profissões do momento junto com a média salarial anual, pra você não errar!

  • Vendedor no Varejo – média anual: US$ 21.670
  • Taxista – média anual: US$ 23.210
  • Militar Alistado – média anual: US$ 27.936
  • DJ – média anual: US$ 29.010
  • Trabalhador de Controle de Pragas – média anual: US$ 30.660
  • Lenhador – média anual: US$ 35.160
  • Repórter de Jornal e Locutor de Rádio – média anual: US$ 37.200
  • Bombeiro – média anual: US$ 45.970
  • Publicitário – média anual: US$ 47.890

Enquanto isso, a profissão de cientistas de dados lideram a lista das melhores profissões com uma renda anual maior que US$ 128.000, cerca de R$ 384.000. As áreas com mais chances de prosperidade são as de exatas, como matemáticos, engenheiros e estatísticos.



Embora a lista aponte os profissionais da área de jornalismo e radialismo como uma das piores apostas de 2016, devido ao seu mercado cada vez mais restrito há alguns anos, muitos ainda buscam o curso nas maiores universidades do Brasil. No ano passado mais de 2 mil pessoas se candidataram para as 60 vagas de jornalismo oferecidos pela Universidade de São Paulo, enquanto mais de 1.300 candidatos concorreram às 35 vagas do curso de audiovisual.

Já para a carreira de matemático, apontado como grande aposta para esse ano, houve menos de 1.000 inscritos se somados os cursos de bacharelado e licenciatura da Universidade de São Paulo.

Porém, não se desespere se a sua carreira dos sonhos está nessa lista! É preciso fazer o que se gosta, com dedicação e determinação, somente assim será possível conquistar o sucesso profissional e um bom retorno financeiro. Pesquise bastante sobre a carreira que deseja seguir e veja no que você pode ser diferente para se destacar e fazer a diferença. 

Por Tom Vitor de Freitas



Post Comment