Veterinários recém-formados de Brasília-DF têm uma boa chance de iniciarem sua vida profissional. A Faculdade UPIS da Capital Federal abriu processo de seleção de residentes. São oferecidas três vagas, sendo uma para anestesiologia, uma para clínica cirúrgica destinada a animais de pequeno porte e outra para clínica médica para animais de pequeno porte.

As inscrições devem ser feitas até o dia 4 de abril no Hospital Veterinário, que fica em Planaltina(DF).  A taxa de inscrição custa R$ 50, que deve ser paga através de depósito bancário no Banco Bradesco, após o cadastro da ficha da inscrição na internet.

A UPIS disponibilizou em seu site a ficha de inscrição e o regulamento completo do programa de residência: www.upis.br. Podem participar do programa médicos veterinários que estejam formados em até três anos no máximo, que tenham registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) ou que tenham comprovante de aprovação junto à entidade.

O processo de seleção será composto por duas fases. A primeira será a realização de uma prova escrita no dia 7 de abril, e a segunda fase por entrevistas, no dia 8 de abril. O resultado final será divulgado a partir do mesmo dia 8 de abril no mesmo site da UPIS.

Por Selma Isis


A Allis, empresa de gestão de pessoas, está oferecendo 30 oportunidades de trabalho para veterinários e estudantes de zootecnia de todo país. As vagas são para a função de promotor de vendas de produtos veterinários para atuar em companhia multicionacional. Há vagas para diversas cidades.

O pré-requisito de participação é ter concluído ou estar cursando o curso superior de medicina veterinária ou zootecnia. Os interessados devem acessar o site www.allis.com.br e cadastrar seu currículo, ou comparecer pessoalmente a uma das unidades da Allis. A data limite é o dia 14 de maio de 2010.

Esta seleção é para contratação temporária, porém há a possibilidade de efetivação. A remuneração será de R$ 1.000 acrescido de benefícios como vale-transporte e vale-refeição.

Por Mauro Tavares

Fonte: G1 Concursos


O profissional veterinário é encarregado da saúde e bem estar animal, podendo ser também um zootécnico. Possuem um campo de atuação bastante diversificado para atuar como: saúde pública e defesa do consumidor, atividades de pesquisa, produções industrial e tecnológica e no controle de qualidade de produtos e defesa sanitária animal. Há ainda muitas outras atividades que esse profissional pode exercer na esfera comercial, ambiental e legal.

Para atuar na área é necessário ter formação superior em medicina veterinária ou curso tecnológico e passar por um período de adaptação para o exercício pleno da atividade, no mínimo de um ano. Podem trabalhar como funcionários do setor privado, no serviço público ou em consultórios particulares e ainda prestar serviços de supervisão periódica a rebanhos de criadores, por exemplo.

É uma profissão gratificante tanto financeira quanto no âmbito da realização pessoal para quem tem vocação a ela. Há situações de risco, de desconforto e forte pressão, mas que podem ser superadas com entusiasmo e apego ao trabalho.

Saiba mais sobre a profissão de veterinário e tenha informações atualizadas no site do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

Por Lindomar Vieira


O curso de Medicina Veterinária é concorrido e tem duração de cinco anos em média. Matérias básicas como anatomia e fisiologia de animais são estudadas no início do curso que também oferece disciplinas como radiologia e clinica cirúrgica tanto de pequenos como grandes animais. Os alunos saem do curso de graduação preparados para trabalhar em diversas áreas e pode escolher o melhor curso de especialização na área que desejar.

O mercado em constante crescimento oferece vagas em pets shop, em grandes frigoríficos, em fazendas e empresas de venda e compra de animais. Atualmente, o profissional especializado em clínica de grandes animais, que são gado, cavalos entre outros, tem trabalho garantido na área de inspeção de carnes para exportação. Os especializados em pequenos animais, como gatos, cachorros entre outro, podem trabalhar em clínicas particulares, tratando e cuidando desses animais em um setor que está cada vez mais aquecido.

Existe ainda a área de clinica de animais silvestres, onde o especializado pode trabalhar em reservas e projetos ambientais. O mercado mais farto de trabalho para a área está em grandes centros como Rio e São Paulo e também em regiões fartas de produção bovina como Centro Oeste do país.





CONTINUE NAVEGANDO: