Esta é uma dica para quem está procurando fazer uma pós-graduação, a CEGE/UFMG está com inscrições abertas do dia 25 de janeiro a 05 de fevereiro de 2010.

E, neste semestre, traz uma nova especialização, a de Gestão estratégica de micro, pequenas e médias empresas. As outras opções divulgadas no site são Finanças, Gestão de Negócios e Marketing.  O processo seletivo terá duas etapas,  sendo, a primeira uma avaliação da Carta de Intenções e análise do Curriculum Vitae e a segunda uma entrevista coletiva.

Para saber mais informações, como valores, grade curricular, duração, entre outros, acesse o site:  www.cepead.face.ufmg.br.

Se você não possui boas condições financeiras e quer concorrer a uma das bolsas que são reservadas para pessoas carentes entre no site da Fump,  www.fump.ufmg.br, para saber como deverá que seja feita uma análise de classificação sócio-econômica, navegue no site e fique atento ao prazo para fazer a sua solicitação.


Em alguns casos, onde a equipe anda desmotivada e o sentimento de marasmo é geral, a demissão para criar um exemplo pode ser a única solução.

Alem de criar a motivação através do receio de um desligamento, mostra que todas as ações podem criar conseqüências nada boas.

A demissão deve ser o ultimo recurso e atitudes assim são apenas para contornar situações que estão insuportáveis e onde a conversa não resolve. Outro ponto a ser levado em conta, é que a demissão deve ser dita que não será nem a primeira nem a ultima e que todos que continuarem trabalhando mal serão punidos desta maneira.

Por José Alberi Fortes Junior


O modo de falar e aplicar um feedback é fundamental para que ele seja eficiente e resulte em melhorias individuais e da equipe.

Em primeiro lugar o feedback deve ser descritivo e não avaliativo, ou seja, não deve haver julgamento nem citar pessoas e muito menos adjetivá-las. O ideal é apenas expor a situação e descrever o ocorrido. Um exemplo é dizer que a pessoa é chata da seguinte forma: “esse seu comportamento incomoda quando estou fazendo algo”.

E o feedback deve ser especifico e nunca generalizado, a menos que o feedback seja coletivo e TODOS estejam fazendo cometendo o mesmo erro. Mostre a situação e aponte o que aconteceu com exemplos, ou com a situação pontual, evitando assim uma absorção errada do fato.

Por José Alberi Fortes Junior


Um levantamento realizado sobre profissões promissoras revelou que faltam atuários no mercado, especialista que avalia riscos e calcula preços destes em bancos, seguradoras e empresas de previdência privada.  A carreira é uma das mais bem pagas do setor financeiro, iniciando com um salário médio acima de R$ 2.000,00 e chegando até a R$ 10.000,00 para os mais experientes.

Um atuário é fundamental para equilibrar e manter a saúde financeira  de uma seguradora. A carreira está em alta, mas os cursos de graduação formam menos atuários por ano do que o número de vagas existentes. Outra área que carece de profissionais é o mercado de capitais. As companhias que negociam ações devem avaliar com muita precisão os riscos de qualquer investimento num negócio, como por exemplo, ampliação de áreas duma indústria.

Por: Zilmara Filisbelo


Faz parte das estratégias de um bom profissional reunir fatos e tendências que o ajudam a se antecipar ao futuro. Por exemplo, há alguns anos atrás se iniciavam descobertas significativas que iriam mudar o cenário tecnológico, quem investiu na formação em Tecnologia da Informação, hoje colhe bons frutos no mercado, a profissão é umas das que mais gera empregos no mundo.

No Brasil há milhares de vagas espalhadas em pequenas, médias e grandes empresas.  Eis mais uma atribuição do profissional que não se acomoda atrás da cadeira: olhar além do cenário atual. Antecipar-se ao futuro é acompanhar as mudanças que ocorrem em ritmo acelerado, você nunca sabe onde poderá estar amanhã.

Aprender a delegar tarefas e formar um sucessor, além de antecipar, também é planejar seu futuro. É sempre bom ter alguém que possa substituí-lo, isso o leva ao caminho mais curto de uma promoção.

Por: Zilmara Filisbelo


Quem sua e se estremece só de pensar em fazer uma pergunta numa reunião, é bom começar a trabalhar esse medo. Um velho ditado citado principalmente por professores diz que “não existe pergunta boba, existe bobo que não faz pergunta”, esse ditado faz todo sentido.

Para quem quer ascender em uma carreira dentro da empresa, deve usar o dom de perguntar como primeira fonte de conhecimento. Perguntar é essencial para desenvolver seu trabalho, ficar tímido diante duma dúvida só piora a situação. O vice-presidente de planejamento da Mastercard, diz que as perguntas são sempre necessárias mas “é preciso ser hábil para fazer as perguntas que tem relevância”.

Questionar quanto isso ou aquilo vai economizar ou lucrar é preocupar-se diretamente com os objetivos da empresa. Igualmente importante ao fazer perguntas, é saber para quem perguntar, você precisa saber com quem falar quando precisar de uma resposta. Sua pergunta podem ser também a pergunta de outro.

Por : Zilmara Filisbelo





CONTINUE NAVEGANDO: