Comportamentos que levam à demissão




De uma forma geral quando uma empresa decide contratar alguém é devido ao que a pessoa pode agregar a mesma devido a suas competências técnicas. Entretanto, do outro lado da moeda estão as competências comportamentais que, de fato, só são possíveis de serem conhecidas após um bom (ou não) período de convivência com o profissional.

As tais competências comportamentais representam um dos grandes motivos de causas de demissão do profissional. Abaixo listamos algumas dicas para você saber o que não fazer para não ser demitido por causa de seu comportamento no ambiente de trabalho. Já se seu objetivo é ser demitido, basta fazer tudo ao contrário.


– Funcionário sem bom senso:

A falta do bom senso é uma pedra no caminho principalmente nas relações de trabalho. Se dar bem com os colegas e com chefe contribui muito para o andamento do serviço e um ambiente mais amigável. Já a falta dele vai provocar desarmonia e com certeza a primeira coisa que vai se instalar é o mal-estar entre os colegas de trabalho. Primeiro passo para o caos.

– Sem compromisso:


Muitas pessoas confundem compromisso com chegar primeiro e sair por último ou ainda fazer tudo o que lhe é pedido. Compromisso com o trabalho vai muito além disso. Compromisso é quando aquele profissional possui afinidade com a empresa, se envolve de maneira intensa em seu trabalho, com seus objetivos e com os objetivos da empresa. O profissional que tem compromisso é aquele que trabalha com o brilho no olhar e que sempre está atento para entregar seus trabalhos. Fica a dica: o sujeito que é comprometido com a empresa e que se destaca geralmente é o primeiro a ser lembrado quando surge uma oportunidade para a promoção.

– Profissional manipulador:

No mundo corporativo é o tipo de profissional que se dá bem com todos, ou seja, aquele cara boa praça que se não tem problemas e até aparenta ser comprometido com a empresa. Mas muitas vezes o profissional manipulador tem um único objetivo: o seu. Então não vai medir esforços e nem olhar quem está na frente quando a oportunidade surgir. Para alcançar o que quer não pensa duas vezes em manipular as pessoas que o cercam. É bom tomar cuidado com alguns comentários dentro da empresa.

– Profissional insatisfeito:

Dentre todos os tipos de profissionais que existem esse é o mais fácil de ser reconhecido. Geralmente ele é aquele que reclama de tudo e de todos, só mostra as falhas da empresa, dos colegas e até do chefe. Mas apresentar alguma solução que é bom, nada. Esse tipo de profissional tem o hábito de ver o erro apenas no que os outros fazem e nunca em seu próprio trabalho.

De qualquer maneira o ser humano, tanto em suas relações pessoais quanto no trabalho, tem que se adaptar. Somos bons nisso. Agora se você não tem compromisso, é mal-humorado, já perdeu o bom senso há um bom tempo devido ao fato de perceber que a empresa na qual trabalha está se afundando o melhor a se fazer é sair logo. Peça sua demissão e procure fazer ou trabalhar em algo onde suas capacidades serão aproveitas. Do contrário seu nome como profissional poderá até sair manchado.

Por Denisson Soares

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *