O Ministério Público do Trabalho divulgou na sexta-feira (22/02/2013) os números dos novos postos de trabalho criados no último mês. Segundo os dados, foram criadas 28,9 mil vagas com carteira assinada, a menor taxa para o mês desde 2009.

A principal explicação para o resultado desfavorável foi a desaceleração do setor de comércio que teve um recuo de 0,75%, o que representa 67.458 vagas de emprego a menos nesta esfera de economia. O comércio puxou os resultados positivos nos últimos anos, no entanto esse ano não manteve o mesmo fôlego e teve o número mais baixo desde 1992, quando iniciou a série histórica deste índice.

Esses números refletem a desaceleração na geração de empregos no Brasil se analisados juntamente com os dados divulgados sobre 2012, ano em que o país teve o menor número de vagas criadas desde 2009 (1,3 milhão de vagas).

No próximo mês serão divulgados os números oficiais do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil no último ano, e considerando os indicadores divulgados até agora será bem menor do que a meta original do governo.

A partir destes números já se pensa em uma queda na geração se empregos que perdure ainda por alguns meses.

Por Bruno Hardt


O Ministério Público do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro está com as inscrições abertas para a seleção de vagas destinadas ao seu Programa de Estágio.

As chances são destinadas a estudantes a partir do quinto período de graduação em Administração que devem estar matriculados e frequentes em instituições de ensino superior do Estado do Rio de Janeiro.

O programa de estágio do Ministério Público do Trabalho/RJ tem um ano de duração que pode ser prorrogado por igual período, sendo que ao final do estágio é conferido um certificado do mesmo.

As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de agosto pela entrega do histórico escolar, duas fotos 3X4, cópia do documento de identidade, cópia do CPF e formulário de inscrição preenchido (que pode ser obtido no site www.prt1.mpt.gov.br), na sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região, situada na Avenida Churchill, nº 94, sala 1.207, bairro Centro, na cidade do Rio de Janeiro.  

O processo seletivo consistirá em prova de conhecimentos específicos que acontecerá no dia 05 de setembro de 2012 no auditório do MPT.

Os aprovados irão atuar no Estado do Rio de Janeiro por 20 horas semanais recebendo bolsa-auxílio de R$ 800,00, além de benefícios, como: vale-transporte, vale-alimentação e seguro de vida.

Por Ana Camila Morais


Que os empregadores não podem deixar de contratar um funcionário que esteja devendo ‘na praça’, isso todo mundo sabe. Porém, muitas vezes desempregados se deparam com a discriminação de empresas que não permitem que o futuro funcionário tenha o ‘nome sujo’. Essa prática é considerada pelo Ministério Público do Trabalho como discriminatória.

Vale lembrar que a única exceção dessa regra é somente para os bancários, em que há previsão legal por justa causa, caso o empregado esteja em situação de inadimplência.

Ao partir do pressuposto de que para pagar as dívidas é necessário ter trabalho, as atitudes de algumas empresas que costumam consultar esses serviços de proteção são incoerentes.

Se você souber de alguma empresa que teve essa prática, ou se você mesmo foi vítima dessa discriminação, procure a Serasa e denuncie.





CONTINUE NAVEGANDO: