App está disponível para dispositivos Android e iOS.

Saber fazer um bom currículo para se candidatar a uma vaga de emprego é uma habilidade que deve ser primordial para qualquer pessoa. Principalmente se ela quer ser selecionada em uma empresa de nome e que está com a oportunidade que tanto esperava disponível.

Com o avanço da tecnologia e com o lançamento de várias startups (soluções), hoje já é possível montar seu curriculum vitae pelo seu celular, através de um aplicativo que foi desenvolvido pensando neste problema.

O aplicativo “Currículum Vitae” traz a solução para esta dificuldade e que muitas pessoas enfrentam na hora de confeccionar seu portfólio de entrada no mercado de trabalho, ou seja, seu currículo.

Ficou interessado pelo assunto? Continue lendo este texto que você saberá um pouco mais sobre esta novidade que está ajudando muita gente que está em busca de uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

App Curriculum Vitae é grátis

Isso mesmo! O aplicativo Curriculum Vitae pode ser baixado gratuitamente em seu smartphone na qual você poderá criar o seu currículo facilmente em seu celular.

O app está disponível para os aparelhos que possuem sistema operacional Android ou iOs.

Diversos modelos de Layouts

É possível visualizar diversos modelos de layouts para criar seu currículo, inclusive criar também cartas de apresentação para as empresas. Para que isso seja possível, basta você apenas inserir seus dados pessoais nos campos e adicionar as experiências que serão incluídas no documento.

Como baixar e fazer o currículo pelo celular?

Para criar seu currículo pelo celular de forma simples e prática e por fim criar um documento em formato PDF, salvar ou imprimir para seu email e enviar para uma empresa, siga o passo a passo que vem a seguir.

  1. Busque pelo aplicativo em suas plays de app´s no seu smartphone “Curriculum Vitae”, baixe e instale.

  2. Logo na tela de início do aplicativo, haverá a seção “Seu currículo”. É neste local que começará a criar seu documento, aperte o botão da cor rosa “Começar a escrever”.

  3. Em seguida, selecione o layout desejado para incorporar seu CV. Existem 3 modelos disponíveis, aperte “Selecionar este layout”.

Marcio Ferraz


Confira aqui algumas Dicas de como fazer um Currículo para o Primeiro Emprego.

Todo candidato a uma vaga de emprego sabe que é de fundamental importância apresentar um bom currículo, que seja claro, objetivo e apresente suas qualidades profissionais, além de sua experiência, de forma que consiga chamar a atenção do recrutador.

O problema é quando se trata do primeiro emprego, pois neste caso o candidato não tem muito o que informar, mas saiba que mesmo assim, é possível e também é preciso, que se apresente um bom currículo e você vai descobrir agora como fazer!

Para começar, você deve ter em mente que todo currículo deve ser objetivo. Por não ter muito o que colocar em seu currículo, os candidatos sem experiência profissional acabam colocando muita informação desnecessária, achando que isso irá tornar o currículo mais "bonito", mas é um grande engano. O recrutador não tem tempo a perder, são muitos currículos, então você terá pouco tempo para convencê-lo de que é o candidato ideal à vaga, então prepare o currículo sempre de forma objetiva, mesmo quando é para se candidatar ao primeiro emprego.

Nos "dados pessoais" você deverá informar apenas o seu nome, data de nascimento, estado civil e contatos. Nunca insira foto em seu currículo, somente quando a empresa informar no anúncio que é para enviar anúncio com foto e neste caso, que seja uma foto adequada, nada de selfie ou você com os amigos.

No campo "objetivo" você deverá ser o mais direto possível, informando que tem interesse pela vaga e total disposição de horário, além de estar disposto a contribuir com a empresa, crescer profissionalmente e investir em sua carreira, vindo a se tornar cada vez mais útil à empresa.

No campo "qualificações" é onde você deverá caprichar mais, porém, nada de mentiras! Você deve informar todas as suas qualidades, principalmente aquelas que contribuirão para o melhor desempenho do trabalho oferecido. Se você é uma pessoa pontual, comprometida, responsável, atenta, focada, que gosta de contribuir com outras pessoas e está sempre procurando fazer suas tarefas da melhor forma possível, este é o momento para informar tudo isto.
Se você tem curso de informática, algum curso profissionalizante, se domina outro idioma, informe-os também.

Claro que você não vai ter como preencher o campo onde se deve relatar a "experiência profissional", mas não se preocupe com isto, pois quando o recrutador ver sua idade, ele já irá deduzir que você está em busca do primeiro emprego e se ele quis ler o seu currículo é porque você tem chances. Então, neste campo é importante que você informe algum serviço que já fez como voluntariado. As empresas estão valorizando muito isto hoje em dia.

Mas e se o jovem ainda não vez nenhum voluntariado? Então é bom fazer, porque seu currículo vai estar lado a lado com currículos de vários jovens que certamente já fizeram algum serviço neste sentido e se você quer ter chances no mercado de trabalho é melhor começar, desde agora a investir em você mesmo.

O que não pode é ficar de braços cruzados, reclamando que as empresas não dão oportunidade a quem não tem experiência, pois elas dão sim, só que há muitos jovens buscando o primeiro emprego que já fizeram vários serviços voluntários, se você ainda não fez nenhum, com certeza terá muito mais dificuldade de conseguir sua primeira vaga no mercado de trabalho.

No campo de "experiência profissional" você poderá inserir também algum serviço que tenha feito, mesmo que de forma informal, por exemplo, um serviço que tenha feito com seu pai, com algum amigo, etc.
Estes "bicos" são valorizados sim, pelos recrutadores.

E lembre-se de ser objetivo e sincero, pois você pode sim, dizer que está buscando o primeiro emprego e que está disposto a contribuir com a empresa, além de batalhar para seu crescimento profissional, sempre realizando cursos profissionalizantes.

As empresas buscam pessoas criativas, dispostas, que querem crescer e contribuir com o crescimento da empresa, então monstre que você é esta pessoa.

Por Russel


Confira aqui algumas dicas do que colocar em seu currículo para o primeiro emprego.

Uma das principais dúvidas de quem nunca exerceu alguma atividade remunerada fica por conta do que colocar no currículo para que este cause uma boa impressão nos recrutadores. Os jovens que nunca tiveram uma experiência nesse campo, ficam pensando nas várias possibilidades de inclusão no resumo profissional, ficando passíveis de cometer gafes na hora de montar um documento atraente.

Mesmo que o indivíduo não tenha tido contato com um trabalho formal anteriormente, ele precisa saber que deverá buscar uma forma de se destacar em meio aos muitos candidatos que estarão disputando por uma primeira chance no mercado laboral.

Quando as pessoas responsáveis por recrutar novos trabalhadores para uma empresa verificam a idade do candidato no currículo, eles já entendem que por se tratar de um jovem, não há como solicitar experiência de trabalho, muitas organizações acreditam que esta falta de vivência no que se refere ao trabalho pode ser um diferencial, já que o jovem chega sem "vícios".

Já que a experiência no cargo não existe, você terá de dar ênfase a algum trabalho voluntário realizado, cursos interessantes que tenha finalizado ou que estejam em andamento, idioma estrangeiro e em que nível consegue entendê-lo, além de sua experiência profissional informal (ainda que estas sejam bicos).

Na hora de desenvolver o seu currículo, lembre-se que todos os cursos que tiver feito dentro da área que pertence ao cargo são muito bem-vindos, contudo, não coloque as notas, elas não são necessárias para os recrutadores.

Outro diferencial é indicar se você possui um curso específico na área pretendida. Será considerado um diferencial se o candidato colocar no seu resumo a sua participação numa empresa júnior da Universidade, tenha participado de um projeto de iniciação científica ou trabalho de conclusão de curso.

No que se refere as gafes cometidas por muitos, é normal que as pessoas coloquem que tem aptidões ou experiências que realmente não possuem. Caso o candidato coloque alguma característica ou qualquer outra informação de forma errônea, é considerada que a pessoa não está sendo honesta.

Quando for optar por um modelo de currículo, opte pelo modelo tradicional, não tente inovar colocando desenhos, gravuras ou usando papeis com cores diferentes.

Por de Melina Menezes.


Confira aqui algumas dicas e cuidados na hora de fazer o seu Currículo Profissional.

Ter um bom currículo é importante para toda pessoa em busca de um emprego, independente dela ter muita ou pouca experiência. Quando você se candidata a uma vaga de emprego e deixa o seu currículo na empresa, além do seu, vários outros currículos serão analisados e você terá muito pouco tempo para convencer o recrutador através do seu currículo que você é a melhor escolha.

Por isso um currículo precisa ser, acima de tudo, objetivo! Ter um bom currículo não significa de forma alguma ter um currículo de várias páginas contando todos os detalhes de seus trabalhos anteriores, pelo contrário, você precisa resumir de forma que consiga passar tudo que precisa em poucas linhas.

E eis aqui uma dica importantíssima: não tenha um só currículo, mas vários.

E a justificativa para isso é simples, pois você precisa mostrar seus conhecimentos relacionados a vaga desejada. Por exemplo, você não pode citar que possui experiência como açougueiro para se candidatar a uma vaga de manobrista, foque seu currículo em mostrar sua experiência como manobrista, pois é isso que interessa à empresa. Quando for se candidatar a uma vaga de açougueiro, aí sim, tenha um outro currículo com o foco para esta oportunidade.

A não ser que você sempre trabalhou na mesma área, então vale fazer um resumo de tudo.

Coloque no currículo também, tudo que você tem de melhor, seja sua formação escolar, outros idiomas que saiba falar, experiência profissional, habilitação, cursos já realizados, estágio, voluntariado, habilidade na área de informática, etc.

Os cursos extracurriculares são muito importantes e não podem faltar em um bom currículo, mas você também deve dar destaque a alguma habilidade que possua e que poderá ajudar a conquistar a vaga de emprego oferecida, principalmente se já tiver experiência nesta área.

Mesmo quem está em busca do primeiro emprego, deve caprichar no currículo. Você está entrando no mercado de trabalho agora, mas já vem se preparando para isso a mais tempo, por isso valorize sua formação profissional.

Trabalho voluntário também é muito importante e ajuda a valorizar o currículo, principalmente de quem não tem experiência, então, se você ainda não tinha pensado nisto, seja voluntário de alguma associação ou veja no seu bairro ou em sua cidade onde estão precisando de ajuda, isso vai ajudar seu currículo e vai lhe fazer muito bem.

E jamais coloque foto em seu currículo. Isso só deverá ser feito se no anúncio da vaga a empresa solicitar que junto com o currículo o candidato envie também uma foto.

Se você quer mais dicas de como montar o seu currículo, confira no vídeo abaixo mais algumas dicas dadas por Max Gehringer:

Por Russel


Mesmo estando na era digital, na qual as plataformas online para seleção de candidatos são as mais utilizadas, o bom e velho Curriculum Vitae ainda se faz necessário. E não é de hoje que muitas são as dúvidas quanto à sua montagem e produção. Se você está buscando alguns conselhos antes de elaborar o seu CV, este artigo será muito útil. Confira alguns mitos e verdades sobre a elaboração do CV:

1- Para ser bom, um Curriculum Vitae deve ser extenso:

Falso. E pelo contrário: quanto mais direto e sucinto, melhor será o seu Curriculum. Opte por informar dados e informações realmente relevantes, que agreguem algo no momento da análise pelo recrutador. Deixe de lado dados como formação escolar primária ou títulos que não valorizem o perfil profissional exigido pela empresa. 

2- Curriculum Vita escrito à mão valoriza o candidato: 

Falso. Qualquer Curriculum Vitae digitado e confeccionado em mídias eletrônicas será mais atrativo aos selecionadores do que os redigidos a próprio punho. Adicionalmente, o candidato não correrá o risco de apresentar uma caligrafia ilegível, dificultando a leitura das informações. 

3- Reforçar as qualidades é essencial: 

Verdadeiro. Porém, exagerar demais não é legal. Explicite suas qualidades, para que a empresa crie boas expectativas sobre você, mas, em hipótese alguma, minta ou invente informações. 

4- Curriculum original e moderno atrai mais atenção:

Depende. Em posições relacionadas à arte e design, as apresentações das informações de forma inovadora e moderna é, sim, um diferencial positivo. Entretanto, em cargos mais formais, vale seguir os modelos tradicionais de curriculuns, sempre em cores sóbrias. 

5- Entregar o curriculum por carta ou pessoalmente é mais seguro: 

Falso. Atualmente, é quase zero o número de empresas que recebem, em mãos, os curriculuns dos candidatos. Todos preferem que estes sejam encaminhados por caminhos eletrônicos, visto que é mais fácil analisá-los, organizá-los e descartá-los. 

E então, curtiu  nossas dicas? Aproveite-as e capriche na produção do seu curriculum vitae. Lembre-se de que ele é a porta de entrada para um processo seletivo e, quem sabe, seu novo emprego! 

Por Tati M.


Quem está procurando a primeira oportunidade no Mercado de Trabalho certamente tem muitas dúvidas com relação ao “o que” colocar no Currículo. Isso porque sem ter experiência, o candidato muitas vezes não sabe o que colocar no documento. Se você é uma destas pessoas, atente-se, pois iremos colocar aqui as principais informações que o seu currículo deve ter caso você não tenha experiência.

A primeira coisa que os candidatos devem se atentar é com relação aos dados pessoais. Estas informações devem ser colocadas de forma clara já no início do currículo. Entre os detalhes que devem estar presentes no currículo estão: Nome Completo, Idade, Estado Civil, Telefone, Endereço, Cidade, Bairro, E-mail e Telefone.

A segunda coisa a se mencionar é o Objetivo. Nesta parte o profissional deverá citar qual é o cargo de interesse. Caso você não tenha nenhum cargo específico em mente, não se preocupe, pois é possível colocar também a área de atuação desejada.

A Formação Acadêmica deve ser o terceiro item a se colocar no currículo. Nesta área deverá ser colocado o o último grau de escolaridade. Sendo assim, quem tiver nível superior deve coloca-lo, senão se coloca o nível médio e assim sucessivamente. Na descrição da escolaridade é preciso informar o nome da instituição, o curso feito e também o ano de conclusão.

Idiomas, Informática e Experiências devem ser colocadas logo depois. Nesta hora os candidatos que não possuem experiência profissional devem informar todas as habilidades que possuem e que poderão ser utilizadas no emprego.

Quem realizou trabalhos de voluntariado ou trabalhou informalmente também pode citar estas experiências. Vale lembrar que o voluntariado é bastante valorizado pelas empresas.

Por fim, os profissionais devem ficar atento a algumas coisas que devem ficar de fora do currículo. Por exemplo: Foto (quando não solicitado), Número dos Documentos Pessoais (RG, CPF, entre outros), Nome dos Familiares (Pai, Mãe, Filho, Esposa, entre outros), Pretensão Salarial (quando não solicitado), Carta de Referência (quando não solicitada), Certificado de Cursos Realizados, Data e Assinatura.

Currículo


Um currículo contendo diversas informações pessoais parece necessário e até muito padronizado para se procurar emprego. Mas quando a vaga é específica, talvez informações demais não sejam tão relevantes, pois de certa forma, cada vaga requer um profissional diferente e com qualificações e experiências diferenciadas.

Muitos especialistas no assunto dizem que o ideal é que se faça um currículo específico para cada vaga que deseja concorrer. Neste caso, é preciso ter domínio de todas as informações necessárias para preencher os requisitos daquela vaga, além de saber como colocar todas essas informações e intenções de uma maneira lógica e correta.

Se a vaga que você procura exige uma vasta experiência na função e você estiver há um bom tempo longe do mercado de trabalho, você deverá aceitar um salário inferior de quando você recebia anteriormente (neste caso também não mencione pretensão salarial), pois mesmo que você coloque todas as suas experiências no currículo você corre o risco de nunca ser chamado para esta vaga e perder a concorrência para outros profissionais mais atualizados. Por isso, certifique-se de colocar experiências que sejam adequadas para o período de cada vaga, ou seja, não vale colocar experiências se você está há muito tempo sem atuar naquele cargo ou fora do mercado de forma geral.

É claro que a empresa compreenderá que a vaga não será compatível se o profissional estiver desatualizado no mercado de trabalho e que o profissional poderá ficar frustrado com o salário e o cargo oferecido neste caso. Por isso, quando você for descrever suas experiências em um currículo para uma vaga específica, desenvolva-as sempre focando na vaga, descrevendo tudo o que você acha de interessante para colocar em prática no cargo que você irá disputar. Use suas experiências para isso.

Isso serve também para cursos. Se você desejar mencioná-los, que seja apenas os que são devidamente compatíveis com a vaga pretendida e de forma resumida.

Por fim, elabore seu currículo sempre com foco no cargo pretendido apenas, ou seja, faça do seu currículo um cartão de visita que alguém desejaria para contatá-lo.

Por Daniela Almeida da Silva





CONTINUE NAVEGANDO: