Recrutadores podem obter grandes informações de candidatos por meio do Facebook

  

A cada dia que passa, um candidato a uma vaga de emprego precisa tomar todos os cuidados com o que se fala no seu perfil do Facebook. Uma pesquisa realizada por dois estudiosos, Katelyn Cavanaugh e Richard Landers, da Universidade Old Dominion, nos Estados Unidos, aponta que uma verificação do perfil do Facebook de candidatos a uma vaga de emprego demonstra ideias de como ele vai se comportar no ambiente de trabalho.

A consciência e a extroversão são dois indícios que conseguem ser observados no perfil do Facebook e que são importantes na vida profissional. A consciência normalmente indica alguns fatores essenciais na duração do empregado no trabalho: a pontualidade, obediência e organização. A extroversão já demonstra uma característica de boa convivência com as pessoas, a interação, o convencimento, que são da personalidade do vendedor, do profissional que gosta de passar seu tempo em grupos de pessoas.

O teste foi feito no ambiente virtual, com 146 pessoas por uma pesquisa de personalidade. As perguntas que tinham no questionário colhiam informações para conhecer melhor cada participante e como eles pensavam sobre si mesmos. Além disso, os organizadores da pesquisa classificaram a personalidade das pessoas de acordo com o perfil da rede Facebook. O mais interessante é que as informações da rede social de cada pessoa tinham mais características delas do que as respostas que elas deram.




Segundo Cavanaugh, o melhor da rede social é que além de informações recentes, o empregador consegue identificar também características mais antigas do profissional. “No Facebook você pode não apenas encontrar informações muito atuais no perfil de alguém, mas também pode acessar um registro do comportamento passado dessa pessoa”. Nesses questionários, o candidato também pode fraudar as respostas, colocando-se como um profissional que a empresa quer e não como ele realmente é.

De acordo com Landers, o empregador também não pode fazer uma análise rápida no perfil do candidato e já julgá-lo como bom ou ruim. “Para se ter uma boa imagem da personalidade de uma pessoa no Facebook, você precisa ter uma dúzia ou mais pessoas fazendo julgamentos sobre aquele perfil”. 

Por Carolina Miranda

Nossos Cursos - Loja Online



Cursos de aprimoramento profissional Trabalhou.com.br. Visite nossa loja.



Post Comment